dcsimg

O que é Vestibular?

Saiba mais sobre o vestibular, uma das principais formas de ingresso nas universidades brasileiras!

Palavra muito conhecida de quem está no ensino médio e pensando no futuro, o vestibular é uma das principais formas de entrar em universidades brasileiras.

O modo como cada uma instituição realiza seu vestibular varia bastante: há diferenças entre o número de questões, a quantidade de etapas, a época do ano em que é aplicado e as matérias cobradas nas provas.

Saiba mais sobre o que é o vestibular e seus principais formatos. Conheça também outras formas de entrar na faculdade e alguns exemplos de instituições bem avaliadas pelo MEC. Vamos lá?

O que é e como funciona o vestibular

O vestibular é uma das formas mais tradicionais de ingressar em uma faculdade brasileira. Basicamente, funciona assim: o candidato tem um período determinado para se inscrever no concurso e realiza a prova junto aos demais, em datas e horários específicos definidos pela faculdade.

Dependendo da instituição de ensino, o vestibular pode ocorrer em fase única ou se desdobrar em mais etapas de provas.

Geralmente, são testados os conhecimentos dos candidatos sobre as matérias aprendidas durante os três anos do ensino médio. Já o formato e a quantidade das questões pode variar: é mais comum encontrar questões de múltipla escolha e/ou ou discursivas (o número de perguntas pode variar bastante de acordo com a instituição) e uma redação. Há vestibulares com menos de 50 questões e outros com mais de 100!

No caso da Fuvest, o vestibular mais concorrido do país, que seleciona candidatos para a Universidade de São Paulo (USP) e a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSC-SP), o concurso acontece em duas fases. A primeira tem 90 questões de múltipla escolha e funciona como uma peneira. Somente quem atingir a quantidade exigida de acertos passa para a segunda fase, que tem 3 dias de provas com questões discursivas (as matérias dependem da carreira escolhida) e uma redação.

Em alguns cursos (como Moda, Arquitetura e Urbanismo, Dança e Música) pode ser necessário fazer provas de habilidades específicas, que são aplicadas em datas diferentes do vestibular geral.

Algumas universidades realizam apenas um vestibular por ano, que serve para ingresso no primeiro e no segundo semestre letivo, enquanto outras dividem o concurso em edições semestrais .

Como cada instituição promove seu vestibular de forma independente, o candidato pode se inscrever em vários processos seletivos de diferentes universidades, aumentando assim as chances de conseguir uma vaga no curso desejado.

O vestibular é uma forma de ingresso utilizada tanto por universidades privadas quanto públicas. No entanto, há várias outras maneiras de entrar em um curso superior. Confira a seguir.

Outras formas de entrar na universidade

O vestibular tradicional não é a única forma de ingressar em uma universidade brasileira e vem, inclusive, perdendo espaço para outros tipos de processo seletivo. Conheça as possibilidades:

Vestibular agendado

Nessa modalidade o candidato escolhe a data e o horário mais convenientes para realizar a prova entre as opções dadas pela instituição de ensino. O formato varia: algumas faculdades fazem uma prova de múltipla escolha ou discursiva, enquanto outras exigem apenas uma redação.

Nota do Enem

A nota obtida no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) também pode ser utilizada para entrar na universidade. Esse critério vem se tornando cada vez mais comum, a ponto de muitos estudantes se concentrarem apenas em estudar para o Enem, descartando o vestibular. Entenda melhor:

  • Ingresso direto: muitas faculdades usam a nota do Enem como substituto do vestibular. As regras variam conforme a instituição, mas a maioria aceita a nota de qualquer edição a partir de 2010. Dependendo do curso, principalmente nos casos de Medicina, Medicina Veterinária e Odontologia, essa opção de ingresso pode não estar disponível.
  • Complemento do vestibular: a nota do Enem também pode servir para aumentar a pontuação do vestibular. Nesse caso, as faculdades costumam aceitar a edição mais recente do Exame. Consulte o edital do vestibular do seu interesse para descobrir se é possível usar o Enem para complementar a pontuação e conhecer todos os critérios de classificação.
  • Sisu: O Sistema de Seleção Unificada é uma forma de ingresso adotada por mais de 130 universidades públicas. Criado pelo MEC, o sistema seleciona os melhores candidatos para ocupar vagas nessas instituições com base na pontuação obtida no Enem mais recente. Quanto maior a nota do Enem, maiores as chances de entrar em uma universidade pública por meio do Sisu. Quem passa nesse processo seletivo não precisa fazer vestibular. As inscrições são gratuitas e abrem duas vezes por ano, no primeiro e no segundo semestre.
  • ProUni: Utilizado somente em instituições de ensino privado com o propósito de conceder bolsas de estudo a estudantes de baixa renda, o Programa Universidade para Todos (ProUni) também tem como critério de classificação o Enem mais recente. Para concorrer é necessário atender a requisitos de renda familiar, escolaridade e desempenho mínimo no Exame. Com o ProUni, a maioria das faculdades dispensa o vestibular. Alguns cursos podem exigir provas complementares de habilidades específicas (como desenho ou música, por exemplo). As inscrições são gratuitas e ocorrem duas vezes ao ano.

Faculdades reconhecidas pelo MEC

Antes de se inscrever no vestibular ou em qualquer outra forma de processo seletivo, verifique se a instituição tem o reconhecimento do Ministério da Educação (MEC). Essa é a garantia de que o diploma emitido será válido em todo o território nacional e seu investimento de estudos, tempo e dinheiro terá valido a pena.

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer cursos de graduação em diversas áreas do conhecimento:

Veja também:

Descubra como usar a nota do Enem para entrar na faculdade

Vai prestar vestibular ou optar por outra forma de ingresso na faculdade? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin