dcsimg
Engenharia de Pesca – Conheça mais sobre a carreira desse profissional

Engenharia de Pesca – Conheça mais sobre a carreira desse profissional

Engenharia de Pesca

Habilitação:
Engenheiro de Pesca
Duração do Curso:
5 anos
Área:
Exatas
Atributos do Profissional:
Facilidade com disciplinas de exatas e interesse pelo setor de pescas.

Engenharia de Pesca

O Engenheiro de Pesca é o responsável por analisar, planejar e desenvolver as atividades relacionadas ao cultivo, captura e comercialização de peixes e demais animais aquáticos. São atividades do engenheiro de Pesca, colocar em prática as teorias e conhecimentos adquiridos durante a graduação. Espera-se que a partir disso, esse profissional consiga melhorar o aproveitamento dos recursos naturais disponíveis e ainda preservar os estoques pesqueiros e também a fauna aquática.

Onde atual

Esse profissional participa ativamente na idealização e construção de infraestrutura ligada a área, tais como construção de lagos, barragens e cativeiros. Além disso, acompanha o desenvolvimento da produção pesqueira, aonde observa quais são as melhorias necessárias. Pode atuar também na instalação e manutenção de equipamentos que auxiliam essa produção.

O Curso

Como normalmente acontece, o curso de engenharia de pesca possui forte ênfase nas disciplinas de exatas que são comuns nos cursos de engenharia. São elas, cálculo, física, química e estatística. Essas disciplinas, no geral, são cobradas entre os primeiros anos da graduação.

A partir desse momento, em que o aluno cumpre a grade básica dos cursos de engenharia é que são oferecidas as matérias teóricas realmente ligadas a carreira, como biologia pesqueira, bioquímica, tecnologias de pesca, aquicultura, administração pesqueira. Além das matéria teóricas, existem aulas práticas que, geralmente, envolvem laboratórios, rios ou lagos, como por exemplo, o processamento do pescado, técnicas de navegação, cultivo de animais aquáticos.

O curso tem duração média de 5 anos sendo necessário que o aluno realize um estágio supervisionado e ainda apresente o seu trabalho de conclusão de curso (TCC) para conseguir o diploma. Ele possui algumas variações de nomenclatura e, por isso, fique atento a esse quesito quando estiver procurando alguma instituição que ofereça essa graduação. São nomes comuns: Engenharia de Aquicultura, Aquacultura e Engenharia de Pesca e Aquicultura.

Grade do curso

São disciplinas comuns do curso de bacharelado em engenharia de pesca:

  • Cálculos;
  • Física;
  • Química;
  • Biologia;
  • Botânica;
  • Zoologia;
  • Bioquímica;
  • Ecologia;
  • Computação;
  • Microbiologia;
  • Desenho Técnico;
  • Probabilidade e Estatística;
  • Mecânica;
  • Controle do pescado;
  • Topografia;
  • Geologia;
  • Técnicas de Pesca;
  • Navegação;
  • Estágios Supervisionados;
  • TCC.

Melhores Faculdades

De acordo com as notas obtidas no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (ENADE), medido anualmente pelo ministério da educação (MEC), os melhores cursos de engenharia de pesca são:

  • Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) – Recife – PE;
  • Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) – Florianópolis – SC;
  • Universidade Federal do Amazonas (UFAM) – Manaus – AM.

A profissão

O profissional formado em Engenharia de Pesca poderá atuar em diversos setores dentro de uma empresa ou até em instituições que estejam envolvidas na área pesqueira. No gerenciamento de empresas pesqueiras ele estará apto para contribuir no planejamento e na implantação de técnicas que auxiliam a atividade e trazem maiores benefícios à produção. Na aquicultura desenvolve projetos de fazendas e viveiros, propõe usos de técnicas na produção, estrutura essa produção de acordo com as leis e normas vigentes e pode ainda prestar consultoria aos produtores menores.

Opera junto as comunidades pesqueiras de modo a orientar pescadores a projetarem suas pescarias, visando aumentar a produtividade sem prejudicar o desenvolvimento das espécies o que torna essa produção sustentável. Além disso, pode atuar no desenvolvimento e pesquisa de novos métodos e técnicas de criação e melhorias genéticas dos animais, aumentando a qualidade do produto final e fazendo o controle das águas e qualidade do meio aonde essa produção é realizada.

Mercado de Trabalho

O mercado de trabalho é muito bom, afinal, a mão de obra especializada ainda é escassa e o país possui um grande potencial para a área pesqueira. Isso acontece, tendo em vista nossa extensa área costeira e ainda a região do Rio Amazonas, extremamente rica e ainda pouco explorada.

No país é grande o número de empresas do ramo pesqueiro e elas estão espalhadas por todo o nosso território, de norte a sul e leste a oeste. O engenheiro de pesca poderá ainda, juntar-se ao setor público e atuar em empresas como o IBAMA, por exemplo.

Segundo dados do Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Confea), o salário médio para o recém formado é de R$ 3.950,00 para uma carga horária de 6 horas por dia.

[Procurando Crescer na Carreira? Encontre uma Faculdade ou Especialização!]

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin