dcsimg
Engenharia Naval: conheça o curso e veja onde estudar

Engenharia Naval: conheça o curso e veja onde estudar

A carreira em Engenharia Naval

O engenheiro naval é o profissional diretamente ligado à construção de embarcações, plataformas marítimas e outros veículos de transporte por águas. Esse profissional pode atuar em quatro grandes áreas da engenharia naval:

  • Construção Naval
  • Gerenciamento de Transportes
  • Projetos de Sistemas Oceânicos
  • Pesquisa e Desenvolvimento

Na construção naval o engenheiro trabalha coordenando a produção da embarcação, seja um navio, barco ou lancha, bem como os sistemas flutuantes e de propulsão. O engenheiro também coordena a fabricação de plataformas flutuantes, utilizadas para diversos fins.

O engenheiro naval também pode liderar equipes e setores de manutenção, cuidando dos motores, hélices, máquinas de propulsão, sistemas de bordo e navegação e o casco das embarcações.

No que diz respeito ao gerenciamento de transporte, para que o transporte de carga ocorra de maneira segura e eficiente o engenheiro naval coordena os processos de embarque e desembarque das cargas. Durante essa coordenação são observados aspectos como capacidade da embarcação, distribuição da carga e profundidade dos canais por onde a embarcação irá navegar, entre outros.

Em projetos de sistemas oceânicos, o engenheiro naval trabalha com a proposta de resolução de problemas de engenharia de embarcações e outros dispositivos flutuantes, definindo as especificações técnicas, especificações operacionais e planejamento de construção. Basicamente, essa é a área que desenvolve novos projetos para a construção de embarcações e sistemas flutuantes.

A área de Pesquisa e Desenvolvimento, conhecida pela sigla P&D, é responsável pelo desenvolvimento de novas tecnologias aplicáveis aos processos de fabricação, manutenção e operacionalização. Na engenharia naval ela é utilizada para desenvolver novas tecnologias, com o objetivo de melhorar as embarcações e possibilitar o transporte com maior capacidade de carga, com mais segurança e agilidade.

Perfil do profissional formado em Engenharia Naval

O profissional da área de Engenharia Naval deve gostar de cálculos e mecânica, pois essas serão a base do seu trabalho. O trabalho de um engenheiro requer muito estudo, pesquisa e dedicação a projetos de longo prazo, por isso a capacidade de concentração e o foco nos objetivos são características importantes.

Para desempenhar atividades com eficiência, o profissional deve ter uma visão sistêmica dos processos, identificando toda e qualquer possibilidade de melhoria.

Ter gosto e afinidade pela mecânica e por processos de construção contribuem muito para o desenvolvimento dos trabalhos de um engenheiro naval.

O desenvolvimento de embarcações exige conhecimentos muito diversificados, por isso é realizado em equipes multidisciplinares. Desse modo, é fundamental ter boa fluência verbal para expor suas opiniões, e discernimento para compreender as exposições de colegas de trabalho.

Mercado de trabalho para quem faz Engenharia Naval

O mercado de trabalho para um engenheiro naval está aquecido, pois a indústria naval tem crescido bastante no país. Os estados que apresentam maiores oportunidades de trabalho são Pernambuco, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e um destaque para o Rio de Janeiro, que possui  a maior indústria naval do Brasil.

Por ser uma mão de obra pouco disponível no mercado, o profissional em engenharia naval não encontra grandes dificuldades de se colocar no mercado de trabalho.

Os estaleiros são os maiores empregadores dessa mão de obra. Nessas empresas o engenheiro naval pode contribuir com a construção e manutenção de:

  • Embarcações militares
  • Navios de apoio marítimo ou fluvial
  • Navios graneleiros
  • Módulos para plataformas
  • Rebocadores e comboios
  • Navios porta contêineres
  • Navios para indústria petroquímica
  • Sondas de perfuração
  • Navios e barcos pesqueiros
  • Lanchas de passeio

O engenheiro naval também pode atuar em portos e hidrovias, coordenando embarque e desembarque de cargas, bem como atuar na indústria petroquímica em diversas funções.

Sobre o curso superior em Engenharia Naval

Inicialmente o aluno aprende as matérias básicas e comuns das Engenharias, como Cálculo, Física e Mecânica. Em seguida, o curso passa a expor assuntos relacionados a projetos de embarcações e plataformas. O curso também tem atividades práticas.

Assuntos específicos, como hidrodinâmica, máquinas marítimas e projetos de veleiros são vistos quando o aluno já possui conhecimentos firmes sobre a engenharia.

Com duração de aproximadamente 5 anos, o curso oferece habilitação de bacharelado, e é encontrado somente na modalidade de ensino presencial.

Para exercer a função de engenheiro naval, o profissional após formado deve ser registrado no CREA (Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia).

Onde estudar Engenharia Naval

Existem 6 instituições de ensino superior credenciadas pelo MEC que oferecem a graduação em Engenharia Naval. São todas universidades públicas:

Veja também:

Curso de Engenharia Naval

Você ficou interessado em seguir carreira na área da Engenharia Naval? Conte para a gente aqui nos comentários.

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin