dcsimg

Saiba como virar tradutor juramentado

O tradutor juramentado tem espaço garantido no mercado, bom retorno financeiro e pode trabalhar de forma autônoma. Veja como ingressar nesta carreira!

Tradutor

A profissão de tradutor juramentado não é regulamentada, ou seja, não é preciso cursar uma faculdade para exercê-la.

Mas isso não quer dizer que você pode dispensar o curso superior. Muito pelo contrário! Há cursos de graduação (e de especialização) que podem fazer você sair na frente na corrida por uma boa vaga nesse mercado.

Pra virar um tradutor juramentado é preciso prestar concurso público organizado pela Junta Comercial de cada estado. Estes concursos não acontecem com muita frequência, é preciso ficar ligado!

Quem opta por esta carreira encontra um mercado em expansão, com boas oportunidades em todas as regiões e possibilidade de trabalhar de forma autônoma. É preciso gostar bastante de ler e escrever, ter uma boa base de conhecimentos gerais e interesse por diversos assuntos.

Saiba tudo sobre esta profissão e o que você deve fazer para se tornar um tradutor juramentado!

O que é um tradutor juramentado?

Existe um decreto no Brasil que diz que nenhum livro ou documento de qualquer natureza redigido em idioma estrangeiro tem efeito em repartições da União, dos estados ou dos municípios, ou em entidades mantidas, fiscalizadas ou orientadas pelo poder público. Para terem validade em território nacional, precisam ser traduzidos para o português por alguém especializado e reconhecido.

Este é o papel do tradutor juramentado. Ele é o profissional, reconhecido através de um concurso público, que tem a responsabilidade de traduzir documentos considerados oficiais, como contratos, atestados e certificados, para que eles tenham efeito legal no País.

A rotina de trabalho de um tradutor juramentado

O tradutor juramentado precisa gostar de ler e escrever, pois passa boa parte do trabalho dedicado a estas funções.

O conteúdo que ele traduz é muito variado, o que faz com que pesquise diversos assuntos e conheça diferentes realidades. Veja alguns exemplos de documentos que passam pela mão de um tradutor juramentado em seu dia a dia:

  • Atas de reunião
  • Autos de processos judiciais
  • Carteiras de habilitação
  • Certidões de nascimento, casamento e óbito
  • Certificados de origem
  • Certificados escolares (fundamental e médio), diplomas universitários e históricos escolares
  • Contratos variados
  • Documentos de embarcações estrangeiras
  • Manifestos
  • Passaportes
  • Procurações
  • Sentenças judiciais
  • Testamentos

Como virar um tradutor juramentado?

Para conquistar o título de tradutor juramentado é preciso fazer um concurso público organizado pela Junta Comercial da região ou município onde você reside. Os concursos acontecem quando há demanda. Fique ligado na programação da Junta Comercial da sua região para não perder a inscrição. Ah! É necessário ter 21 anos completos para participar.

O concurso é composto por duas provas:

  • Prova escrita: exige a tradução de um texto no idioma estrangeiro escolhido para o português, e outra do português para o idioma estrangeiro, chamado de versão. Geralmente os textos da tradução são documentos, e os da versão são literários.
  • Prova oral: exige leitura em voz alta de um texto no idioma estrangeiro escolhido, tradução e versões orais do texto.

Quando aprovado, o candidato recebe um número de registro e uma matrícula que permitem que ele trabalhe como tradutor juramentado no estado onde mora. Se a matrícula for emitida pela Junta Comercial do Rio de Janeiro, por exemplo, o tradutor só poderá exercer a função naquele estado.

A remuneração do tradutor juramentado

Os valores pagos ao trabalho do tradutor juramentado seguem as tabelas definidas pela Junta Comercial de cada localidade. A maioria dos estados conta com Associações de Tradutores Públicos, onde é possível consultar mais informações sobre a profissão naquela região e também ter acesso às tabelas de remuneração. Confira os endereços eletrônicos de algumas destas Associações:

O que estudar para virar um tradutor juramentado?

Não é preciso ter curso de nível superior para exercer a profissão de tradutor juramentado. Quem quer atuar nesta área encontra cursos livres que preparam profissionais em instituições como escolas de idiomas e consulados.

Se você busca uma base sólida para a sua carreira, pense em cursar uma graduação ligada à área. Existem alguns cursos de Letras com habilitação específica em Tradução e Interpretação no País. Você pode optar também por um curso de Letras com enfoque no idioma estrangeiro com o qual você deseja trabalhar (Inglês, Espanhol, Russo, Alemão, Francês, etc.).

É possível cursar ainda uma pós-graduação em universidades brasileiras ou no exterior para obter um treinamento profissional ainda mais aprofundado. Um exemplo é o curso de mestrado e doutorado em Tradução da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Em outras universidades brasileiras há ainda linhas de pesquisa voltadas ao estudo da tradução e professores doutores que orientam pesquisas nessa área.

Onde estudar?

Veja algumas universidades reconhecidas pelo MEC que oferecem o curso de Letras com enfoque em Tradução:

Veja algumas universidades privadas e públicas, reconhecidas pelo MEC, que oferecem o curso de Letras com enfoque em português e num segundo idioma estrangeiro:

Privadas:

Públicas:

Veja também

O Mercado para Tradutor e Intérprete

Ficou interessado em seguir a carreira de tradutor juramentado? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin