dcsimg

Conheça profissões autônomas que estão em alta no mercado

Quer trabalhar por conta própria? Veja alguns profissionais autônomos que estão em alta no mercado de trabalho!

Onde encontrar empregoUm dos grandes atrativos para profissionais autônomos é a flexibilidade de horários. Muitas pessoas preferem este tipo de trabalho por ser mais fácil de conciliar as atividades profissionais com a vida pessoal.

Por outro lado, trabalhar por conta própria significa não ter estabilidade financeira. Em um mês é possível ganhar muito mais que um profissional assalariado, mas em outro os rendimentos podem cair.

Se você gosta de ter liberdade para definir a forma e horários em que vai trabalhar, mas quer ter alguma segurança de que existe demanda para o serviço que irá prestar, confira alguns profissionais autônomos que estão em alta no mercado de trabalho.

Profissões autônomas em alta no mercado

1. Desenvolvedor mobile

O crescimento no número de usuários de smartphones faz com que este profissional ganhe importância no mercado. O desenvolvedor mobile precisa entender sobre linguagem de programação e ser capaz de criar soluções e desenvolver sistemas para aparelhos celulares e tablets.

Uma das áreas mais rentáveis para este profissional é o desenvolvimento de aplicativos. Diversas empresas têm buscado alternativas e soluções criativas para se aproximarem dos clientes, e oferecer um aplicativo para celular é quase obrigatório hoje em dia.

2. Profissional de marketing digital

O comércio eletrônico tem crescido muito no Brasil. Além disso, quase todo tipo de empresa mantém contato online com seus clientes, oferece algum tipo de serviço pela web ou tem interesse nas opiniões divulgadas nas redes sociais.

Profissionais da área de marketing digital definem toda a estratégia de comunicação e vendas na internet, seja em websites, redes sociais ou lojas online. Também gerenciam os anúncios publicados em diversas plataformas digitais.

3. Desenvolvedor de software

O setor de Tecnologia da Informação (TI) está muito aquecido e resiste até a cenários econômicos menos favoráveis. O desenvolvedor de software, por exemplo, é muito procurado para criar sistemas ou aplicativos capazes de melhorar o desempenho e os processos de uma empresa.

O setor da indústria está entre os que mais contratam este profissional para desenvolver soluções personalizadas conforme as necessidades de cada processo de produção.

4. Cientista de dados

Um cientista de dados (ou engenheiro de Big Data) consegue analisar uma quantidade enorme de dados aparentemente desconexos e provenientes de diversas fontes, transformando tudo isso em informações importantes e úteis para a tomada de decisões estratégicas.

Um dos grandes objetivos das empresas é entender as necessidades e o comportamento de compra de seu público-alvo. O cientista de dados é um profissional com conhecimentos em Engenharia da Computação ou Sistemas de Informação e é capaz de reunir dados sobre os clientes e fazer análises qualitativas.

5. Arquiteto de sistemas

O crescimento no comércio eletrônico faz com que as empresas busquem um arquiteto de sistemas para manter a estrutura dos websites robustas, capazes de suportar uma grande quantidade de operações e que transfiram dados em tempo real.

Este profissional tem formação na área de Ciências da Computação ou Análise de Sistemas e está sendo bastante requisitado no mercado de trabalho.

Além desenvolver a estrutura de sites, o arquiteto de sistemas dá suporte à usabilidade de intranets e comunidades online.

6. Advogado tributarista

O sistema tributário no Brasil é bastante complexo e por isso as empresas valorizam muito os profissionais especializados nesta área.

Um advogado tributarista pode atuar de forma preventiva, prestando consultorias e fazendo planejamentos tributários com o objetivo de reduzir a carga de impostos dos seus clientes.

Também pode atuar na defesa de processos administrativos ou judiciais, fazendo a ponte entre empresa e governo.

Advogados trabalhistas e especializados em recuperação judicial de crédito também estão sendo muito requisitados no mercado de trabalho.

Como se tornar um bom profissional autônomo

Seja trabalhando em uma empresa ou como autônomo, um bom profissional é aquele que está sempre buscando conhecimento e aprimoramento.

Para seguir uma das profissões citadas acima é necessário ter formação superior e conhecimento avançado na área exigida.

Antes de se matricular em algum curso veja se a instituição de ensino é bem avaliada pelo Ministério da Educação (MEC). Isso é uma garantia de qualidade.

Conheça algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer os cursos necessários para você se dar bem em alguma das profissões autônomas listadas aqui:

Universidades Privadas:

Universidades Públicas:

Veja também:

Saiba quais são as 18 melhores profissões para mães

Pretende trabalhar como autônomo? Conte para a gente em que área você quer atuar!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin