dcsimg

A Engenharia Mecânica e os Tanques de Guerra

Conheça a história dos tanques de guerra, desenvolvidos pela Engenharia Mecânica no começo do século 20!

O Surgimento dos Tanques de Guerra

Tanque Guerra Pesado ou Principal ( MTB ) enfrentando um terreno difícil

O Tanque de Guerra ou Carro de Combate foi um conceito desenvolvido durante a Primeira Guerra Mundial pelos Ingleses para poder reunir em uma única arma uma defesa e um ataque superiores.

Até a época da Primeira Guerra, a maioria das batalhas era executada por Infantaria ( homens a pé ), Cavalaria e também Artilharia ( canhões que ficavam a distância das batalhas tentando acertar os exércitos inimigos ).

Era um tipo de guerra muito desgastante e que tirava a vida de muitos homens, pois muitas vezes não restava alternativa a não ser correr e atacar diretamente as posições inimigas.

Sem contar também o fato de que nessa época já existiam as primeiras metralhadoras que tornavam as batalhas ainda mais sangrentas.

Para poder virar o curso da Guerra e surpreender seus inimigos, o Exército Inglês, então recomenda a seus profissionais de Engenharia Mecânica uma nova arma.

Como o poder industrial da Inglaterra e a tecnologia da Engenharia Mecânica época já permitiam que carros fossem construidos, a idéia sugerida foi o desenvolvimento de um tipo de Carro de batalha.

Ele deveria ser forte o suficiente para aguentar disparos diretos e também ter um ataque forte para abrir caminho para os soldados que o seguiam a pé, servindo assim como elemento principal nas batalhas.

Outro fator importante é que o carro de guerra também conseguisse atravessar vários tipos de terrenos e enfrentar trincheiras e armadilhas onde homens a pé teriam dificuldade de passar.

Sobre essas condições os profissionais de Engenharia Mecânica da Inglaterra surgiram com o projeto do do Tanque de Guerra, no caso, o tanque de guerra modelo Mark I.

A Engenharia Mecânica por Trás do Tanque de Guerra Mark I

Tanque de Guerra Mark I da Inglaterra, o primeiro de todos, também chamado de "A Coisa"

Como era de se esperar em um projeto de algo que ainda não existia, o Tanque de Guerra Mark I apresentava várias falhas de estrutura e Engenharia Mecânica.

No entanto, se provou ser uma arma muito poderosa, logo nas primeiras operações em que participou.

Como tinha uma forte blindagem lateral que resistia a tiros e também o revolucionário sistema de lagartas, ele desequilibrou totalmente as primeiras batalhas em que apareceu em 1917.

Sua principal função nessa época era basicamente abrir caminho, indo a frente dos exércitos e mirando nas metralhadoras inimigas.

Como uma boa parte de uma guerra também se vence com psicologia, os profissionais de Engenharia Mecânica da Inglaterra capricharam no aspecto do Tanque de Guerra Mark I.

Ele era grande, pesado e parecia um pesadelo vindo em direção aos inimigos atirando sem parar, era algo tão assustador nas primeiras vezes que apareceu que os inimigos o chamavam de “Aquela coisa”.

O Tanque de Guerra Mark I foi sendo aprimorado pelos profissionais de Engenharia Mecânica a medida que foi sendo usado em batalha e chegou até o modelo Mark V.

O projeto foi abandonado no ano de 1931 devido a tecnologias melhores que apareceram, a esta altura o inimigo também já havia copiado e melhorado o seu design original.

Tanques de Guerra: Poder de Fogo, Poder de Defesa e Engenharia a serviço da Guerra

A Engenharia Mecânica por Trás do Tanque de Guerra Moderno

Projeto Padrão do Tanque de Guerra Moderno, usado universalmente

O modelo do Tanque de Guerra moderno, conhecido pela maioria das pessoas, por aparecer sempre em filmes, desenhos, séries, documentários, etc… segue uma linha padrão que é adotada por quase todos os países.

Este modelo, segue as seguintes especificações de Engenharia Mecânica e tem as seguintes partes:

  • (1) Lagartas: Também conhecidas como esteiras, são as rodas do tanque de guerra, foram desenvolvidas assim pela engenharia mecânica para poder atravessar vários tipos de terreno.
  • (2) Canhão Principal: Arma mais pesada e mais forte do tanque de guerra, se trata de um grande canhão para destruir outros tanques de guerra, atacar tropas ou prédios.
  • (3) Blindagem Lateral: Proteção para as lagartas e para o corpo do tanque de guerra é uma blindagem forte que proporciona defesa até que o tanque vire e revide o ataque.
  • (4) Entradas de Ar: Posicionadas pela engenharia mecânica do tanque para resfriar o motor.
  • (5) Torre de Combate: É onde fica o capitão do tanque de guerra, serve como observatório ( quando o tanque não está em batalha ) e gira permitindo que o canhão ataque em 360°.
  • (6) Motor: Motor pesado do tanque, também tem um grande reservatório para combustível.
  • (7) Escotilha: É por aqui que os soldados entram no tanque de guerra.
  • (8) Metralhadora Auxiliar 1: Gira junto com o canhão principal, sua principal função é atacar tropas.
  • (9) Corpo do Tanque: É aqui dentro onde fica o piloto e toda a tripulação do tanque de guerra.
  • (10) Metralhadora Auxiliar 2: Mesma função da outra metralhadora, só que é fixa.

Diferentes Tipos de Tanque de Guerra pelo Mundo

Confira abaixo uma relação de vários tipos diferentes de tanque de guerra, desenvolvidos pelo departamento de Engenharia Mecânica militar de vários países diferentes.

Esses tanques atendem a várias necessidades diferentes, dividimos os atributos de cada veículo em:

  • Tecnologia: Quantidade de tecnologia eletrônica embarcada
  • Defesa: Capacidade de resistir aos ataques inimigos
  • Ataque: Capacidade total de destruição do tanque
  • Mobilidade: Velocidade de movimentação e agilidade do tanque

Tanques de Guerra Ingleses

Atributos dos Tanques de Guerra Ingleses

O Reino Unido, o primeiro país a desenvolver a tecnologia dos tanques de guerra opta sempre por produzir modelos tradicionais dessa arma de combate.

Levando em conta sempre defesa e ataque, os modelos Ingleses são básicos e de fácil manutenção.

Como o país também é pequeno e a prioridade é a defesa, a mobilidade não é um fator muito importante.

O nível tecnológico é considerado médio.

Tanques de Guerra Americanos

Atributos dos Tanques de Guerra Americanos

Dentre todos os modelos de tanque de guerra, os Americanos são os mais tecnológicos. Por ter um exército grande, os Americanos usam sempre a estratégia de entrar em batalha com muitos veículos, por isso defesa e ataque individuais não são tão decisivos ( embora ainda sejam bem fortes ).

Pelo fato de precisar muitas vezes se mover rapidamente de um local ao outro os tanques Americanos também são leves e tem alta mobilidade.

Tanques de Guerra Russos

Atributos dos Tanques de Guerra Russos

Os Russos, até como uma tradição cultural do seu povo, sempre tiveram o costume de desenvolver armas de guerra pesadas.

Isso se reflete no conceito de Engenharia Mecânica dos seus tanques que tem uma defesa muito forte. Pelo fato da Rússia também ser um país grande a mobilidade é importantíssima, o principal defeito dos tanques de guerra russos é a falta de tecnologia embarcada, isso no entanto, muitas vezes é compensado pela quantidade.

Caveirão do BOPE ( Brasil )

Atributos do Caveirão do BOPE

Embora tecnicamente não seja um Tanque de Guerra, o Caveirão ( apelido dado ao veículo ) é um veículo de Combate Urbano fortemente blindado e de alta mobilidade. Desenvolvido para entrar em confronto direto com o inimigo, a principal função do caveirão é invadir territórios inimigos e transportar tropas para o combate em segurança.

O Caveirão em sí, não tem armas de ataque, sendo puramente defensivo, no entanto, os policiais que estão no seu interior podem usar pequenas janelas na sua lateral e frente para fazer disparos de fuzil.

Como Destruir um Tanque de Guerra ?

Esquadrão Anti-Tanque Americano Treinando

Essa é uma pergunta que muitos devem fazer, mas afinal, qual o método mais eficaz de se destruir uma divisão de tanques de guerra na batalha ?

Além de enfrentar o tanque diretamente com outro tanque de guerra de poder igual ou maior, existem mais 2 métodos muito usados para destruir estas máquinas:

  • Esquadrão Anti-Tanque: Pequeno esquadrão de soldados, geralmente composto por 2 ou 3 militares, que utilizam armas e táticas específicas para destruir tanques de guerra. Em geral armados com bazookas e outras armas de artilharia sua função é atacar os tanques quando estes estiverem em terrenos desfavoráveis. O esquadrão anti-tanque enquanto não chega a hora de agir, permanece sempre camuflado ( escondido ).
  • Helicoptero Anti-Tanque: Atualmente a melhor arma para se destruir um tanque de guerra são os helicopteros. Equipados com armas pesadas, eles podem facilmente manobrar ao redor dos tanques e atirar antes que os tanques possam contra-atacar. Para evitar que isso aconteça muitos tanques modernos estão vindo também com armas anti-aéreas.

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin