dcsimg

Descubra quais as profissões em alta para 2016

Veja as carreiras que devem ficar em evidência este ano!

profissões em alta

Depois de um longo período crescimento e desenvolvimento, o Brasil começou a dar sinais de desaceleração econômica. Em 2016, a tal crise passou a dominar todos os noticiários. Isso tem um impacto gigantesco no nosso mercado de trabalho, visto que as empresas agora estão mais cautelosas na hora de contratar e muitas já tiveram que apelar para os temidos “cortes” de pessoal.

Felizmente, nem tudo está perdido. Existem profissões que, mesmo em períodos difíceis, se tornam vitais para ajudar a superar esse momento.

O mercado está aberto a quem trabalha com inteligência de mercado, toma decisões estratégicas, desenvolve novos produtos e, principalmente, quem domina a fórmula de produzir mais gastando menos.

Por isso, compilamos diversas opiniões de especialistas e preparamos uma lista com as carreiras que devem fazer bonito em 2016. Confira!

Gestores

Para que uma empresa se mantenha viva e produtiva no mercado, é preciso investir em gestão de todos os tipos: financeira, de recursos humanos, de mercado, de produção, de relacionamento, da qualidade etc. Os gestores têm um desafio e tanto a cumprir em 2016. Além de precisarem desenvolver uma visão global sobre todos os processos empresariais, têm pela frente a tomada de decisões estratégicas importantes, como corte de gastos e novos investimentos. Quem atua com Gestão pode – e deve – ter formações diversas.

Os cursos de Administração, Ciências Contábeis, Economia, Recursos Humanos e Tecnologia em Gestão Financeira, Gestão Comercial, Gestão Pública e Gestão da Qualidade são alguns dos mais recomendados para quem quer entrar na área.

Tecnologia da Informação

A área de TI costuma ter um papel importante na eficiência operacional de uma empresa. É dela a responsabilidade de garantir o perfeito funcionamento e a segurança de toda a infraestrutura de armazenagem de dados e de comunicação de uma organização.

Profissionais bem qualificados de Tecnologia da Informação estão em falta no mercado. Mas isso não significa que as empresas não sejam exigentes, muito pelo contrário! Para se destacar na área é preciso investir bastante em formação superior, certificações e pós-graduações.

Quem quer fazer parte dessa onda deve buscar os cursos de Engenharia de Computação, Ciências da Computação, Gestão da Tecnologia da Informação, Redes de Computadores, Bancos de Dados, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, entre outros.

Profissionais de Big Data

Você já ouviu falar em Big Data? Embora seja uma área ainda nova aqui no Brasil, podemos dizer que já é uma carreira em alta no mercado de trabalho. Quem atua neste campo tem a habilidade de organizar, analisar e interpretar quantidades massivas de dados – muitos deles acumulados por anos e anos – e transformá-los em informação estratégica para empresas. O trabalho pode resultar na descoberta de um novo público-alvo ou na criação de um novo produto, por exemplo.

Os profissionais de Big Data normalmente são multidisciplinares e combinam conhecimentos da área de Tecnologia ou Exatas (Análise de Sistemas, Engenharia, Matemática, Estatística, etc.) com a de Humanas (como Marketing e Psicologia, por exemplo).

Profissionais de Inovação

Em praticamente qualquer empresa, inovação é o combustível para manter a competitividade no mercado. Num cenário de crise, então, a pressão para encontrar novas soluções se torna ainda maior. Entram em cena os profissionais capazes de pensar em ideias e funcionalidades inteligentes que possam se transformar em produtos e serviços de sucesso no mercado, ajudem a aumentar a produtividade ou reduzir custos. Aqui, pesquisa de mercado e boa visão de negócio são essenciais.

Cursos na área de Negócios, Engenharias, Comunicação, Propaganda e Marketing são os mais indicados para quem quer entrar nesta área.

Logísticos

O profissional de Logística tem a missão de garantir (e melhorar) todo o suporte operacional de uma empresa. Ele pode trabalhar em áreas distintas, como transporte, armazenamento, compras e distribuição.

Com uma busca frenética por produtividade a menores custos, esse profissional tornou-se bastante visado por empresas de diversos portes e setores. Quem quer seguir esta carreira tem algumas opções de formação à disposição, como bacharelados em Engenharia de Transporte e Logística, Engenharia Ferroviária e Logística ou um curso tecnológico em Logística.

Médicos

Independentemente do cenário econômico, Medicina é uma carreira sempre em alta. A demanda para 2016 deve ser ainda maior nas cidades do interior do País, especialmente no ano em que o País vive um surto de dengue (e outras doenças transmitidas pelo mesmo mosquito, como chicungunya e zika) jamais visto.

É a carreira que tem maior empregabilidade e a maior média salarial do Brasil. Esse cenário não deve mudar nos próximos anos. Para entrar na área, é preciso fazer uma graduação de seis anos em Medicina.

Advogados

Advogados tributaristas, trabalhistas e especializados em recuperação judicial vão trabalhar bastante em 2016. A maior demanda será para analisar processos administrativos e judiciais, ajudar as empresas a reduzirem sua carga fiscal ou representar instituições ou profissionais em questões de relações de trabalho.

Para ser advogado é preciso fazer um bacharelado em Direito e passar no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Engenheiro com foco em Agronegócio

O agronegócio é responsável por boa parte do Produto Interno Bruto brasileiro e o momento é de se modernizar para enfrentar o instável cenário nacional e internacional. Para isso, vai precisar de ajuda qualificada de quem pesquisa soluções para plantio, criação de animais, extração, armazenamento e processamento de alimentos.

O engenheiro com foco em agronegócio pode ter formações diversas (Agronomia, Aquicultura, Ambiental, Florestal, etc.), desde que consiga aliar conhecimento técnico a habilidades em gestão e negócios.

Fontes: Revista Exame, Infomoney, Época Negócios, G1.

Onde estudar

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer os cursos ligados às profissões em alta em 2016.

São graduações em diversas modalidades (presenciais e a distância) disponíveis em todo o País.

Universidades Privadas:

Universidades Públicas:

Veja também:

Conheça os 8 profissionais mais felizes

Está pensando em seguir alguma dessas carreiras? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin