dcsimg

Psicopedagogia

A Psicopedagogia estuda e facilita a aprendizagem humana em diversas fases da vida. Conheça profissão e veja onde estudar para seguir esta carreira!

Suitable candidate

Desde que nascemos estamos em constante processo de aprendizagem. Aprendemos a mastigar e engolir alimentos, a andar sem apoio, a nos comunicarmos por palavras e não mais por choros ou sons sem sentido. Durante o período escolar são diversos os conhecimentos adquiridos e durante toda a vida profissional continuamos a aprender coisas novas.

A maneira como assimilamos e construímos conhecimentos em todas essas fases da vida é o principal objeto de estudo da Psicopedagogia. Esta ciência alia conhecimentos de Psicologia, Neurologia, Psicolinguística, Antropologia e Educação para entender como os indivíduos processam as informações e as transformam em um conhecimento adquirido.

O propósito dos profissionais que se especializam em Psicopedagogia é identificar as dificuldades ou distúrbios de aprendizagem humana e elaborar ações de correção ou prevenção destes transtornos para facilitar o processo de aprendizagem.

Um psicopedagogo estuda as causas da dificuldade no aprendizado, que podem ser:

  • Emocionais
  • Sociais
  • Mentais
  • Físicas

Após diagnosticar os problemas de aprendizagem, o psicopedagogo elabora e realiza ações de tratamento destes distúrbios. Conforme a necessidade do paciente, o tratamento pode envolver pessoas próximas (familiares, professores ou até mesmo chefes) e também outros profissionais, como fonoaudiólogos e psiquiatras.

A Psicopedagogia possui duas áreas de atuação principais: a clínica e a institucional. Vamos saber um pouco mais sobre as características de cada uma delas.

Psicopedagogia Clínica

O psicopedagogo clínico atende pacientes individualmente e trabalha com crianças, adolescentes e adultos. Ele investiga todas as situações ou os processos que podem estar dificultando a aprendizagem daquela pessoa específica, sejam eles cognitivos, emocionais ou pedagógicos.

Seu trabalho consiste em desenvolver estratégias e ações com o objetivo de provocar mudanças comportamentais e facilitar os processos de assimilação de conteúdo.

Para que um indivíduo consiga aprender de forma sistemática, é necessário um equilíbrio entre seu estado psicológico e de saúde. Quando algum destes aspectos apresenta problemas isso se reflete na maneira com que a pessoa constrói saberes.

Por isso, é bastante comum que psicopedagogos atuem em equipes multidisciplinares, trabalhando em conjunto com profissionais de outras áreas, como psicólogos, neurologistas, psiquiatras ou fonoaudiólogos.

Psicopedagogia Institucional

Se por um lado a Psicopedagogia Clínica atende pacientes individualmente, a Psicopedagogia Institucional atua com grupos de pessoas em locais como escolas, empresas e hospitais.

Dentro de escolas, por exemplo, este profissional analisa a instituição como um todo, as instalações físicas, a grade de horários e o comportamento de alunos e funcionários. Ele identifica os fatores que favorecem ou prejudicam a aprendizagem.

Faz parte de seu trabalho orientar professores sobre as etapas da construção do conhecimento e desenvolver projetos de mudanças escolares que facilitem esse processo. Ele auxilia também no planejamento de aulas e em como lidar com alunos que possuem dificuldades e não acompanham a turma.

O psicopedagogo zela pelo bom relacionamento interpessoal e, muitas vezes, acaba envolvendo familiares das crianças, professores e a direção da escola em conversas ou atividades que possuem o objetivo de criar um ambiente social tranquilo e favorável ao aprendizado.

Em ambientes empresariais, o psicopedagogo atua geralmente no setor de Recursos Humanos e promove atividades para facilitar a compreensão e compartilhamento de informações e a incentivar novas formas de relacionamento entre colaboradores e gestores. Pode atuar com engajamento, clima, treinamento e desenvolvimento, entre outros temas.

Em hospitais, a ação deste profissional está ligada ao acompanhamento de pessoas internadas para que elas mantenham algum vínculo com processos de aprendizagem e consigam se adaptar novamente ao ambiente escolar quando tiverem alta do hospital. Nesses casos, apoia principalmente crianças e adolescentes.

O psicopedagogo também pode auxiliar pacientes internados que, por motivo de trauma ou doença, perderam parte da memória, a capacidade de aprendizagem, ou precisem aprender novamente a realizar tarefas simples para poderem ter autonomia em seu cotidiano.

O que estudar para seguir a carreira de Psicopedagogia

Para quem quer seguir a carreira de Psicopedagogia, o mais comum é concluir uma formação prévia em alguma área correlata, como Pedagogia, Psicologia ou Fonoaudiologia, entre outras.

Conheça  algumas das principais faculdades reconhecidas pelo MEC que possuem cursos de graduação relacionados à Psicopedagogia:

Após a graduação em uma dessas áreas, o profissional pode buscar uma especialização em Psicopedagogia.

Existem poucos cursos de graduação em Psicopedagogia. São apenas duas universidades reconhecidas pelo MEC que oferecem o curso:

Veja também:

Pedagogia

Psicologia

Você se interessa pelo estudo da aprendizagem humana? Gostaria de seguir carreira na área de Psicopedagogia? Compartilhe suas ideias conosco!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin