dcsimg

Quanto ganha um agente da Polícia Federal?

Descubra o salário inicial do agente da Polícia Federal e até quanto esse profissional pode ganhar

Quanto ganha um Agente da Polícia Federal?

O Agente da Polícia Federal é um servidor público que, para exercer suas atividades, precisa ter diploma de nível superior em qualquer área, passar em concurso com provas (objetivas, dissertativas e de aptidão física) e concluir com sucesso o Curso de Formação Profissional da Academia Nacional de Polícia.

Cabe ao Agente da Polícia Federal “executar investigações e operações policiais na prevenção e na repressão a ilícitos penais, dirigir veículos policiais, cumprir medidas de segurança orgânica, desempenhar outras atividades de natureza policial e administrativa, bem como executar outras tarefas que lhe forem atribuídas”, conforme publicado no portal da Polícia Federal.

O concurso para agentes da Polícia Federal é bastante disputado, sendo que um dos mais recentes teve uma concorrência de 216 candidatos por vaga.

Piso Salarial do Agente da Polícia Federal

De acordo com a Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Civis e dos Ex-Territórios, a partir de janeiro de 2015 o piso salarial inicial do Agente da Polícia Federal é de R$ 8.702.

O Agente da Polícia Federal inicia a carreira na chamada terceira classe. O piso salarial para a segunda classe é de R$ 9.132, para a primeira classe é de R$ 10.965 e para a classe especial é de R$ 13.756 a partir de janeiro de 2015.

Concurso Público para Agente da Polícia Federal

Os concursos públicos para Agente da Polícia Federal não acontecem todo ano e são bastante concorridos, com mais de 200 candidatos por vaga. Para participar é obrigatório ter diploma de nível superior, em qualquer área, desde que obtido em instituição reconhecida pelo MEC.

Conheça algumas das principais:

Privadas:

Públicas:

O concurso público para Agentes da Polícia Federal acontece em duas fases.

A primeira fase tem o objetivo de selecionar candidatos para o Curso de Formação Profissional na Academia Nacional de Polícia e conta com cinco tipos de avaliação:

  1. Exame de habilidades e conhecimentos: é composto de uma prova objetiva com 120 questões de Língua Portuguesa, Atualidades, Raciocínio Lógico, Legislação Especial e noções de: Informática, Administração, Contabilidade, economia, Direito Penal, Processual Penal, Administrativo e Constitucional. A prova objetiva tem duração de 5 horas e é de caráter eliminatório e classificatório.
  2. Prova discursiva: Elaboração de texto dissertativo de até 30 linhas. A prova discursiva é aplicada na mesma data da prova objetiva e também tem caráter eliminatório e classificatório.
  3. Exame de aptidão física: barra fixa, impulsão horizontal, natação (50 metros) e corrida (12 minutos). Esse exame tem caráter somente eliminatório.
  4. Exame médico (eliminatório).
  5. Avaliação psicológica (eliminatória).

Na segunda fase do concurso público para Agente da Polícia Federal, os candidatos classificados fazem o Curso de Formação Profissional, de caráter eliminatório, com duração aproximada de 4 meses, em regime de internato. É a ordem de classificação (baseada na nota obtida no curso) que determina a escolha de lotação dos candidatos, ou seja, a unidade onde o agente vai trabalhar. Os candidatos mais bem classificados têm prioridade de escolha entre as localidades disponíveis.

Durante todo o período do concurso, desde sua inscrição até a nomeação, os candidatos são submetidos a investigações sobre sua idoneidade e conduta, podendo também ser avaliado em exame antidrogas. Durante o Curso de Formação Profissional, podem ser realizadas ainda avaliações médicas e psicológicas complementares.

Sobre a carreira do Agente da Polícia Federal

Os Agentes da Polícia Federal têm uma jornada de trabalho de 40 horas semanais, em regime de tempo integral e com dedicação exclusiva. Isso significa que esses profissionais não podem ter outras atividades remuneradas. Dependendo da área de atuação, o agente pode trabalhar em regime de plantão e ser acionado para alguma ação durante seu período de folga.

A atividade do Agente da Polícia Federal é de grande responsabilidade, envolve riscos e pode ser estressante. O profissional pode atuar em diferentes subdivisões, realizando desde tarefas administrativas até trabalho de campo. Seguem algumas áreas de atuação da Polícia Federal onde o agente pode exercer suas funções:

  • Controle de adoções
  • Controle de produtos químicos
  • Controle de segurança privada
  • Controle de registro e porte de armas
  • Emissão de Passaportes
  • Fiscalização de fronteiras
  • Fiscalização ambiental em unidades de conservação e reservas indígenas
  • Combate ao tráfico de drogas, armas e contrabando
  • Combate a crimes contra a Previdência
  • Combate ao desvio de verbas públicas
  • Combate a crimes financeiros
  • Combate a jogos ilegais
  • Combate a crimes digitais
  • Operações especiais
  • Comando de Operações Táticas

Plano de carreira do Agente da Polícia Federal

Os policiais federais têm um plano de carreira organizado em classes: 3ª Classe, 2ª Classe, 1ª Classe e Classe Especial.

Todo Agente da Polícia Federal concursado e nomeado inicia sua carreira na 3ª Classe. Após cerca de 3 anos, pode subir para a 2ª Classe. As promoções para a  1ª Classe e para a Classe Especial acontecem a cada cinco anos, aproximadamente.

O Decreto nº 7014/2009 define os seguintes critérios para promoções na carreira de Policial Federal:

“I – exercício ininterrupto do cargo:

a) na terceira classe, por três anos, para promoção da terceira para a segunda classe;

b) na segunda classe, por cinco anos, para promoção da segunda para a primeira classe;

c) na primeira classe, por cinco anos, para promoção da primeira para a classe especial;

II – avaliação de desempenho satisfatória; e

III – conclusão, com aproveitamento, de curso de aperfeiçoamento.”

Veja também:

Segurança Pública

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin