dcsimg

Quanto ganha um Agrônomo?

Descubra o salário inicial do agrônomo e até quanto esse profissional pode ganhar

Quanto ganha um Agrônomo?

A agronomia ou engenharia agronômica combina conhecimentos das ciências exatas, naturais, econômicas e sociais para melhorar a qualidade e produtividade de plantações, rebanhos e produtos agropecuários.

O agrônomo ou engenheiro agrônomo é um profissional de nível superior capaz de atuar em todas as etapas do agronegócio, desde o plantio da lavoura e criação dos animais até a industrialização, armazenamento, distribuição e comercialização de produtos e alimentos.

Propriedades rurais de todos os portes, fazendas, granjas, abatedouros, indústria alimentícia, de sementes, de defensivos agrícolas e de rações, setor sucroalcooleiro, órgãos de defesa sanitária e universidades são alguns dos campos de atuação do agrônomo, que pode ainda exercer a profissão de forma autônoma como consultor.

O mercado de trabalho para o agrônomo está aquecido e os salários, mesmo para quem inicia na carreira, são atrativos.

Salário Mínimo Profissional do Agrônomo

De acordo a Lei 4.950-A/66, de 1966, que regulamenta a remuneração dos profissionais diplomados em Engenharia, Química, Arquitetura, Agronomia e Veterinária, a tabela salarial do profissional de agronomia está vinculada ao valor do salário mínimo vigente e à jornada diária do profissional, independentemente do seu local de atuação.

  • Jornada de 6 horas: 6 salários mínimos
  • Jornada de 7 horas: 7,25 salários mínimos
  • Jornada de 8 horas: 8,5 salários mínimos

Média Salarial do Agrônomo

De acordo com pesquisa divulgada pelo site de empregos Catho, a média salarial nacional para engenheiros agrônomos é de R$ 4.878 e para o cargo de gerente agrícola a remuneração média é de R$ 6.781.

Um levantamento do Núcleo Brasileiro de Estágios (Nube)  revelou que os estagiários de agronomia receberam a melhor bolsa-auxílio do Brasil, chegando a R$ 1.948, com uma média nacional de R$ 964.

No setor público, o salário de engenheiros agrônomos varia de acordo com o cargo, a localização e a carga horária. Um concurso  do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento oferecia salário de R$12.539 para Fiscal Federal Agropecuário com jornada semanal de 40 horas.

Na indústria agropecuária, um engenheiro agrônomo pode chegar a cargos de gerência e diretoria. Segundo levantamento salarial do Sine (Site Nacional de Empregos), um gerente industrial pode ter rendimentos de até R$ 25.000, e um diretor industrial na área de alimentos, até R$ 52.000.

A Tabela de Salários da consultoria Robert Half  apresenta as seguintes médias salariais para engenheiros (inclusive agrônomos) com mais de 10 anos de experiência atuando em indústrias de grande porte:

  • Diretor de Supply Chain: R$ 21.000 a R$ 50.000
  • Diretor de Engenharia: R$ 20.500 a R$ 47.000
  • Diretor de Operações: R$ 18.500 a R$ 42.000
  • Gerente de Compras: R$ 9.500 a R$ 32.000
  • Engenheiro de Aplicação: R$ 6.700 a R$ 18.000
  • Engenheiro de Pesquisa e Desenvolvimento: R$ 6.700 a R$ 13.300

Sobre a Carreira de Agronomia

Para exercer a carreira de agrônomo, o profissional deve ser formado no curso de bacharelado de agronomia ou engenharia agronômica/agrícola, com duração média de 5 anos, e obter o registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) do estado onde trabalha.

O mercado de trabalho para profissionais de agronomia é vasto no Brasil, principalmente devido à importância da agroindústria na economia do país e no crescimento do setor de energias renováveis (álcool e biodiesel).

O engenheiro agrônomo pode trabalhar tanto no campo, administrando propriedades rurais e gerenciando processos que vão desde a irrigação do solo até a colheita e beneficiamento de produtos agropecuários, como nas cidades, exercendo o ensino ou a pesquisa em universidades, controlando a qualidade de produtos na indústria agropecuária ou atuando como fiscal sanitário, por exemplo.

Entre as áreas de atuação ou especialização do agrônomo, podemos citar:

  • Administração rural
  • Agrostologia
  • Beneficiamento e conservação de alimentos e produtos de origem animal e vegetal
  • Combate de pragas e prevenção de doenças em rebanhos e lavouras
  • Construções e instalações rurais
  • Desenvolvimento sustentável
  • Defesa fitossanitária
  • Distribuição e comercialização de produtos agrícolas
  • Ecologia
  • Ensino e pesquisa
  • Engenharia rural
  • Fertilizantes, corretivos e condicionantes do solo
  • Fitotecnia
  • Gestão e legislação ambiental
  • Irrigação e drenagem
  • Legislação agrária e profissional
  • Mecanização agrícola
  • Melhoramento vegetal e animal
  • Microbiologia agrícola
  • Nutrição animal e rações
  • Parques e jardins
  • Políticas públicas para agricultura e meio rural
  • Recuperação de matas devastadas e manejo de áreas de reflorestamento
  • Recursos naturais renováveis e não renováveis
  • Silvicultura
  • Sociologia e desenvolvimento rural
  • Zootecnia

Segundo dados do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), existem 179.231 agrônomos registrados em atividade no país.

Onde estudar Agronomia

Confira algumas das principais faculdades reconhecidas pelo MEC que oferecem o curso de Agronomia :

Veja também:

Ciências Agrárias

Vai seguir a carreira de agrônomo? O que achou da remuneração desse profissional? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin