dcsimg

Quanto ganha um Biotecnólogo?

Você sabe quanto ganha um Biotecnólogo? Conheça mais sobre a profissão, o mercado de trabalho e a média salarial!

Quanto ganha um biotecnólogo?

O Biotecnólogo trabalha com a manipulação de material biológico para melhorar a qualidade dos alimentos, produzir medicamentos e encontrar formas mais eficazes para o tratamento de doenças, entre outras atividades.

É uma profissão em franco desenvolvimento no Brasil. O País já possui mais de 13 mil empresas atuando no segmento, entre indústrias, centros de pesquisa e laboratórios, sem contar as universidades e empresas públicas. Há uma boa oferta de emprego para biotecnólogos, com salários atraentes e perspectivas de crescimento.

Veja a seguir a média salarial de um Biotecnólogo, onde estão os maiores salários e o que fazer para ingressar nesta carreira.

Salário médio do Biotecnólogo

Uma pesquisa realizada recentemente pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) revelou que os profissionais da Biotecnologia têm recebido salários cada vez melhores.

Os dados mostram que a média salarial deste profissional no Brasil está em torno de R$ 4.258, com possibilidades de ganhos mais altos de acordo com a região de atuação e o grau de especialização na área.

Já o Guia de Profissões e Salários da Catho traz um panorama ligeiramente diferente, com médias salariais um pouco mais baixas (a pesquisa não detalha itens como jornada de trabalho, benefícios, gratificações, etc.). De acordo com a Catho, a média salarial do Biotecnólogo é:

  • Mínima: R$ 1.170
  • Máxima: R$ 3.168
  • Média Nacional: R$ 1.207

Nas empresas que mais contratam profissionais da biotecnologia, a média salarial também é bastante variada:

  • Indústrias (química, farmacêutica, cosmética, alimentícia): entre R$ 3.500 e R$ 5.000.
  • Empresas de pesquisa e desenvolvimento: entre R$ 2.500 e R$ 4.000.
  • Laboratórios: R$ 1.500 a R$ 3.000.

Onde estão os melhores salários para Biotecnólogos?

Os dados da Firjan revelam que os salários mais altos na área de biotecnologia estão nas regiões Norte,  Centro-Oeste e Sudeste, com destaque para o Amazonas, que registra a maior média salarial do País.

Veja ranking dos dez estados brasileiros que oferecem os salários mais altos para Biotecnólogos (média salarial):

  1. Amazonas: R$ 9.009
  2. Distrito Federal: R$ 8.517
  3. Rio de Janeiro: R$ 6.231
  4. Acre: R$ 4.806
  5. São Paulo: R$ 4.509
  6. Amapá: R$ 4.426
  7. Mato Grosso do Sul: R$ 4.162
  8. Paraná: R$ 4.099
  9. Roraima: R$ 3.410
  10. Minas Gerais: R$ 3.347

Quanto ganha um Biotecnólogo no serviço público?

Como funcionário concursado, o Biotecnólogo pode atuar em empresas públicas, universidades e institutos de pesquisa.

Os salários podem variar de R$ 4.000, para tecnólogos graduados, a mais de R$ 14.000, para aqueles que possuem experiência em pesquisa e desenvolvimento de alto nível (com doutorado na área).
Na média, os concursos públicos têm salários atraentes, além de  oferecer benefícios e um plano estruturado de desenvolvimento de carreira.

Veja algumas oportunidades de concursos públicos recentes que oferecem vagas para biotecnólogos e o salário (sem contar benefícios, adicionais e gratificações):

  • Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz): de R$ 4.144 para técnicos, até R$ 14.440 para especialista em ciência e tecnologia e inovação em saúde pública.
  • Polícia Civil do Estado de São Paulo: R$ 7.600 para peritos criminais.
  • Instituto Nacional da Propriedade Industrial: R$ 8.665 para pesquisador.
  • Instituto Federal Catarinense: de R$ 4.014 para professor de cursos tecnológicos com diploma de nível superior,  até R$ 8.700 para professor de cursos tecnológicos com doutorado.
  • Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa): R$ 10.020 para especialista em regulação e vigilância sanitária.

Preciso de diploma para trabalhar como Biotecnólogo?

A profissão de Biotecnólogo é recente e ainda não foi regulamentada. Por isso, nada impede que profissionais formados em áreas correlatas, como Química e Biologia, atuem na área. No entanto, ter um diploma em Biotecnologia aumenta as chances de conseguir uma melhor colocação no mercado. Existem duas opções de curso superior em Biotecnologia: o bacharelado e o tecnológico.

Os cursos de bacharelado são mais fáceis de encontrar em universidades públicas. Duram em média 4 anos e tratam o conteúdo de forma mais abrangente, com um bom equilíbrio de disciplinas teóricas e práticas, capacitando o aluno a atuar na maioria das áreas da Biotecnologia. As opções são:

  • Biotecnologia
  • Biotecnologia Industrial
  • Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia
  • Engenharia de Biotecnologia
  • Química com ênfase em Biotecnologia
  • Ciências Biológicas com ênfase em Biotecnologia.

O curso tecnológico, ou curso de tecnólogo em Biotecnologia, dura em média dois anos, tem uma carga horária mais concentrada em disciplinas práticas e forma um profissional mais focado em atender as necessidades do mercado de trabalho, com atuação ligada à gestão e aos processos da área. É um curso ainda recente no Brasil e é oferecido principalmente por faculdades privadas. São duas opções de habilitação:

  • Biotecnologia
  • Bioprocessos e Biotecnologia

Veja também:

Biotecnologia

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin