dcsimg

Quanto ganha um Clínico Geral?

Você sabe quanto ganha um Clínico Geral? Conheça mais sobre a carreira, o mercado de trabalho e a média salarial deste profissional!

estetoscopio_600

O Clínico Geral é o médico que possui visão total do organismo humano, capaz de diagnosticar, tratar e, em alguns casos, encaminhar o paciente ao especialista adequado.

É comum as pessoas recorrerem primeiramente a um Clínico Geral em busca de diagnóstico e orientação. A especialidade também é chamada de Clínica Médica ou Medicina Interna.

No Brasil, a popularização do Home Care (tratamento em domicílio), tanto na esfera pública como na privada, está ajudando a turbinar a carreira do Clínico Geral. O mercado para este profissional está em constante crescimento, com bons salários.

Descubra a seguir qual o salário de um Clínico Geral no Brasil e onde encontrar as melhores oportunidades de trabalho nesta área!

Salário Mínimo Profissional do Clínico Geral

Uma Lei de 1961 – ou seja, de quase 60 anos atrás – estabeleceu o piso salarial de um Clínico Geral em três salários mínimos por uma jornada de 20 horas semanais (Lei nº 3.999/1961).

O tempo passou e este valor já não é mais compatível com a carreira. Por isso, algumas ações estão em andamento para mudar esta realidade:

  • Um Projeto de Lei (2750/2011) em tramitação na Câmara dos Deputados tenta mudar esse valor para R$ 9 mil, com reajustes anuais pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor. Com as correções de 2011 até hoje, o piso salarial dos médicos estaria na faixa dos R$ 11.000.
  • A Federação Nacional dos Médicos (Fenam) recomenda um piso similar ao Projeto de Lei: R$ 11.675 por 20 horas semanais de trabalho. Esse valor é usado atualmente apenas como referência para negociar acordos entre sindicatos e empregadores.

 

Salário Médio de um Clínico Geral

Segundo a Pesquisa Salarial e de Benefícios Online da Catho, o salário médio do Clínico Geral no Brasil é de R$ 7.338.

O site ainda mostra outras diferenças salariais desta categoria. Veja:

  • Salário máximo: R$ 12.000
  • Menor salário: R$ 3.600

No entanto, uma busca por vagas para Clínicos Gerais no mesmo site apresentou oportunidades com salários de até R$ 30.000 para atuação em tempo integral em clínicas de alto padrão.

O Banco Nacional de Empregos (BNE) mostra que os clínicos gerais ganham salários que variam entre R$ 6.700 e R$ 22.000, com média salarial geral mais alta que a apontada pela Catho: R$ 12.900!

Os valores mudam de acordo com o tempo de experiência do profissional e o porte do empreendimento onde atua. Empresas grandes, com mais de 500 funcionários, tendem a remunerar melhor. Veja alguns exemplos de salários para clínicos gerais de acordo com o BNE:

Clínico Geral Júnior (2 a 4 anos de experiência)

  • Mínimo: R$ 6.751
  • Média: R$ 8.776
  • Máximo: R$ 11.409

Clínico Geral Pleno (4 a 6 anos de experiência)

  • Mínimo: R$ 8.439
  • Média: R$ 10.970
  • Máximo: R$ 14.262

Clínico Geral Sênior (6 a 8 anos de experiência)

  • Mínimo: R$ 10.548
  • Média: R$ 13.713
  • Máximo: R$ 17.827

Clínico Geral Master (mais de 8 anos de experiência)

  • Mínimo: R$ 13.186
  • Média: R$ 17.141
  • Máximo: R$ 22.284

O BNE aponta boas médias salariais também para quem acabou de entrar neste mercado. Profissionais com menos de dois anos de experiência chegam a ganhar entre R$ 5.400 e R$ 9.217!

Outra informação importante: a grande maioria dos médicos trabalha em mais de um local, sem contar os ganhos eventuais com plantões e atendimentos domiciliares. Isso significa que muitos desses profissionais acumulam diversas fontes de renda além dos salários médios. Ou seja: a remuneração real pode ser ainda maior do que os salários apresentados aqui.

Melhores Salários para Clínico Geral

Os cargos gerenciais de alto nível oferecem os melhores rendimentos aos clínicos gerais que tenham interesse em trabalhar na gestão de empreendimentos médicos. Os salários, nesses casos, podem ultrapassar os R$ 50 mil mensais. Confira:

  • Diretor Médico Hospitalar: entre R$ 24.821 e R$ 55.849
  • Diretor de Divisão Médica : entre R$ 18.384 e R$ 41.365
  • Médico Auditor: entre R$ 13.000 e R$ 22.000

Outras Oportunidades para Clínico Geral

O serviço público no Brasil emprega mais da metade de todos os médicos em atividade no País. Para Clínicos Gerais ainda em formação ou em início de carreira, é possível encontrar oportunidades com salários iniciais na faixa dos R$ 10 mil.

Veja algumas médias salariais pagas pelo serviço público brasileiro:

  • Programa Mais Médicos do Governo Federal: R$ 10.000 para Clínicos Gerais atuarem em áreas do País com mais carência de médicos.
  • A Prefeitura de São Paulo recentemente equiparou os salários dos médicos com o dos Mais Médicos. Agora, os Clínicos Gerais recebem R$ 10.000 por 40 horas semanais.
  • O Governo do Estado de São Paulo também equiparou seus salários recentemente e passou a oferecer vencimentos de até R$ 14.700 por um regime de 40 horas semanais.

Todo estudante que se forma em Medicina recebe o título de Clínico Geral e já pode trabalhar na área após obter seu registro no Conselho Regional de Medicina (CRM). Para quem deseja se especializar em Clínica Médica, o programa de Residência Médica do Governo Federal oferece uma bolsa no valor de R$ 2.976 para que o estudante faça uma especialidade médica de alto nível gratuitamente. As vagas são anunciadas no início do ano e, em média, são oferecidas mais de 6.000 bolsas.

Concursos Públicos para Clínico Geral

Clínicos Gerais interessados no serviço público encontram uma boa variedade de concursos nas mais diversas regiões do País – a imensa maioria para atuar em hospitais municipais. Os salários mudam de acordo com a carga horária e muitas cidades de pequeno porte oferecem boas oportunidades.

Veja alguns exemplos:

  • Prefeitura de Bombinhas (SC): R$ 12.317 (40 horas semanais)
  • Hospital do Servidor Público Municipal (SP): R$ 10.245 (36 horas semanais)
  • Prefeitura de Mara Rosa (GO): R$ 8.439 (40 horas)
  • Prefeitura de Confresa (MT): R$ 8.000 (40 horas)
  • Prefeitura de Espigão do Oeste (RO): R$ 7.183 (40 horas)
  • Prefeitura de Pavão (MG): R$ 5.000 (40 horas)


Sobre a Carreira do Clínico Geral

A Clínica Médica é a quarta especialidade mais disputada entre os médicos brasileiros, perdendo apenas para Pediatria, Ginecologia e Obstetrícia e Cirurgia Geral.

São 22.000 Clínicos Gerais em atividade em todo o Brasil atualmente, distribuídos majoritariamente entre os estados das regiões Sul, Sudeste e Nordeste. A região Norte tem a maior carência desses médicos, com apenas 3,27% do total – o que corresponde a pouco mais de 700 profissionais. Os estados com a menor quantidade de clínicos gerais são: Tocantins, Amapá, Roraima, Acre e Rondônia.

O Clínico Geral é uma figura importante no meio médico. Ele atua principalmente com atendimento ambulatorial, diagnósticos, tratamentos, avaliações, prescrição de medicamentos e supervisão de tratamentos. Muitas vezes, acompanha o paciente por toda a vida.

O mercado para este profissional está aquecido devido aos novos programas governamentais de saúde e aos novos hábitos da população, que passou a visitar um Clínico Geral antes de partir direto para um médico especialista.

Dentre os principais programas governamentais de acesso à saúde, destacam-se o Mais Médicos, que leva esses profissionais às áreas mais carentes do País, e o Melhor em Casa, que promove o atendimento médico a quem tem dificuldades de locomoção (por motivos de idade, saúde, ou situação pós-cirúrgica). Ambos fizeram crescer – e muito – a demanda por esses especialistas em todo o Brasil.

O Clínico Geral tem ainda um campo de atuação bastante diverso. Ele pode trabalhar tanto em hospitais públicos e privados, clínicas, ambulatórios e centros de saúde, como investir em consultórios privados ou fazer atendimento em domicílio.

Como se tornar um Clínico Geral

Para se tornar Clínico Geral é preciso concluir um curso de Medicina reconhecido pelo MEC, com seis anos de duração.

O curso de Medicina está entre os mais concorridos do Brasil e pode ser encontrado nas principais universidades públicas e privadas do País.

Veja onde estudar:

Universidades Privadas:

Universidades Públicas:

Veja também:

A Carreira em Medicina

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin