dcsimg

Quanto ganha um Cuidador de Idosos?

Você sabe quanto ganha um Cuidador de Idosos? Conheça mais sobre a carreira, o mercado de trabalho e a média salarial deste profissional!

cuidador_idosos

O Cuidador de Idosos é o profissional capacitado a zelar pelo bem estar físico e psicológico de pessoas com idade avançada. Ele atua principalmente em residências particulares, hospitais e casas de repouso.

No mundo inteiro, as populações estão envelhecendo. Em alguns países, inclusive, o número de idosos cresce em ritmo maior que o de pessoas que nascem. No Brasil, temos quase 30 milhões! Esse número tem crescido sistematicamente e a previsão é que quadruplique até 2060.

Com a população vivendo mais tempo, é normal que se busquem melhores condições de vida na terceira idade. Por isso, o trabalho do Cuidador de Idosos passou a ser fundamental para garantir a saúde e a dignidade dessa população. É uma área profissional em expansão e que deve se ampliar – e se profissionalizar – ainda mais nos próximos anos.

Descubra como está o mercado de trabalho para um Cuidador de Idosos, quanto ganha esse profissional e o que é preciso fazer para seguir essa carreira!

Salário Mínimo Profissional do Cuidador de Idosos

Os cuidadores de idosos não possuem um salário mínimo profissional. A atividade, que ainda está em processo de regulamentação na Câmara dos Deputados, ainda não é considerada uma classe profissional, mas uma função. Por isso, não tem sindicatos ou pisos salariais.

Enquanto não é regulamentada, a função de cuidador de idosos é enquadrada na classe de trabalhadores domésticos, com o valor inicial de um salário mínimo e todas as garantias trabalhistas definidas por lei (décimo-terceiro, férias, aposentadoria, seguro-desemprego, etc.).

Salário Médio de um Cuidador de Idosos

O salário médio de um Cuidador de Idosos é de R$ 1.198, segundo a Catho. Os salários mínimos e máximos vão de R$ 900 a R$ 1.800, respectivamente.

A Catho mostra também a média salarial desses profissionais em três estados brasileiros. Confira:

  • São Paulo: R$ 1.179
  • Rio de Janeiro: R$ 1.166
  • Minas Gerais: R$ 1.131

Os órgãos públicos são, segundo o site, quem melhor remunera os cuidadores, com média de R$ 1.471.

A média salarial não indica, no entanto, que não possam existir salários mais altos à disposição de cuidadores mais experientes e bem treinados.

Em empresas especializadas em fornecer serviços de assistência a idosos é possível encontrar salários entre R$ 2.300 e R$ 3.000.

Em empresas similares, mas de menor porte, os salários ficam em R$ 1.300, em média.

Numa pesquisa da Wage Indicator Foundation, as médias salariais para esses profissionais apresentaram variações de acordo com a experiência profissional do cuidador: quanto maior o tempo de serviço e a formação, melhor o salário. Os dados revelam os salários pagos aos trabalhadores em empresas especializadas e em domicílios particulares. Veja as diferenças:

Cuidador de Idosos em empresas especializadas:

  • Mínimo: R$ 1.406
  • Média: R$ 2.319
  • Máximo: R$ 2.958

Cuidador de Idosos em residências:

  • Mínimo: R$ 1.251
  • Média: R$ 1.941
  • Máximo: R$ 2.421

Já a pesquisa do Banco Nacional de Empregos (BNE) traz a média de salário para Cuidadores de Idosos de acordo com a experiência e o porte da empresa. Confira os valores:

Até 2 anos de experiência:

  • Mínimo: R$ 983
  • Média: R$ 1.179
  • Máximo: R$ 1.415

2 a 4 anos:

  • Mínimo: R$ 1.130
  • Média: R$ 1.356
  • Máximo: R$ 1.628

4 a 6 anos:

  • Mínimo: R$ 1.300
  • Média: R$ 1.560
  • Máximo: R$ 1.872

6 a 8 anos:

  • Mínimo: R$ 1.495
  • Média: R$ 1.794
  • Máximo: R$ 2.153

Mais de 8 anos de experiência:

  • Mínimo: R$ 1.719
  • Média: R$ 2.063
  • Máximo: R$ 2.476

Concursos Públicos para Cuidador de Idosos

Os cuidadores de idosos interessados em seguir uma carreira no serviço público irão encontrar oportunidades principalmente no poder municipal, para atuar em hospitais, fundações e casas de amparo ao idoso. Os salários, quando acrescidos de gratificações e auxílios, ficam dentro da média nacional. Confira alguns valores retirados de concursos recentes:

  • Prefeitura de Manaus (AM): R$ 850
  • Secretaria de Estado de Gestão e Recursos Humanos do Estado do Espírito Santo: R$ 810
  • Prefeitura Municipal de Capela do Alto (SP) R$ 800
  • Prefeitura de Leopoldina (MG): R$ 804
  • Prefeitura de Joaçaba (SC): R$ 1.242

Sobre a Carreira de Cuidador de Idosos

Embora a carreira ainda não seja regulamentada no Brasil, o Cuidador de Idosos tem se profissionalizado por exigência do mercado. Saber manejar corretamente alimentos e materiais, fazer a higiene correta, saber utilizar aparelhos médicos, estar apto a prestar socorro quando necessário e, principalmente, gostar do que faz são os requisitos mais procurados por aqueles que precisam dos serviços desses profissionais.

Não é uma atividade fácil. Exige do profissional um grande controle psicológico. Por esse motivo é tão importante investir em um curso de formação. Lá, o aluno aprende a entender e lidar com as situações mais comuns da vida do idoso: o lazer, as principais patologias, ações de emergência e primeiros socorros, administração de medicamentos e uso de equipamentos, entre outros. O curso aborda outros temas de grande importância para o profissional, tais como:

  • Aspectos psicológicos do envelhecimento
  • Envelhecimento saudável
  • Noções básicas de enfermagem
  • Nutrição do idoso
  • Prevenção e redução de riscos de acidentes
  • Atividade física
  • Violência contra o idoso

O mercado para este profissional deve se expandir à medida que cresce o número de idosos no Brasil. Os cuidadores têm um amplo campo de trabalho à sua disposição, com possibilidades de emprego em diversas instituições:

  • Hospitais
  • Clínicas
  • Casas de repouso
  • Empresas especializadas
  • Órgãos públicos
  • Centros de recuperação
  • Residências
  • Eventos culturais
  • Empresas de turismo para idoso

É uma profissão que atrai principalmente mulheres: elas são cerca de 80% de todos os cuidadores existentes no Brasil atualmente.

A regulamentação da carreira, que ainda está em estudo na Câmara dos Deputados, irá exigir dos cuidadores de idosos um curso obrigatório de formação em uma instituição de ensino reconhecida pelo Governo Federal, Estadual ou Municipal. A eles serão atribuídas por lei as responsabilidades de:

  • Prover auxílio e acompanhamento na mobilidade do idoso.
  • Cuidar preventivamente da saúde do idoso.
  • Administrar medicamentos sob a supervisão de um profissional de Saúde.
  • Oferecer apoio emocional ao idoso.
  • Promover a inclusão social do idoso.

Como se tornar um Cuidador de Idosos

Para fazer um curso de Cuidador de Idosos, o aluno precisa ter o ensino médio completo e idade acima de 18 anos. A formação é oferecida tanto na modalidade presencial como a distância e está disponível em conselhos de profissionais de saúde (enfermagem, medicina), hospitais, centros de formação técnica e escolas de auxiliares de enfermagem da sua região.

Conheça algumas instituições que oferecem o curso de Cuidador de Idoso:

O Cuidador de Idosos pode aumentar ainda mais seu salário e a empregabilidade fazendo um curso superior. Uma opção é Enfermagem.

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de Enfermagem:

Veja também:

Enfermagem

Você gostaria de seguir a carreira de cuidador de idosos? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin