dcsimg

Quanto ganha um Engenheiro Aeronáutico?

Você sabe quanto ganha um Engenheiro Aeronáutico? Conheça mais sobre a profissão, o mercado de trabalho e a média salarial!

engenharia-aeronautica

O Engenheiro Aeronáutico atua na concepção, projeção, manutenção e construção de aeronaves, satélites, foguetes e mísseis.

É uma carreira em expansão no Brasil e por esse motivo os profissionais da área são muito requisitados. As universidades formam menos engenheiros aeronáuticos do que o mercado necessita. É muito comum que aluno já saia da faculdade com emprego garantido.

A média salarial do Engenheiro Aeronáutico está entre as mais altas do País.

Veja em detalhes quanto ganha um Engenheiro Aeronáutico e como está o mercado de trabalho para este profissional!

Salário Mínimo Profissional do Engenheiro Aeronáutico

A profissão de engenheiros aeronáuticos é regulamentada e contemplada pela Lei 4.950/A de 22 de abril de 1966, que estabelece critérios para a jornada e remuneração dos profissionais de Engenharia, Arquitetura e Agronomia.

Existe, portanto, um Salário Mínimo Profissional definido por lei, válido em todo o território nacional. O valor está vinculado ao salário mínimo vigente e muda de acordo com a jornada diária de trabalho.

  • Jornada de 6 horas: 6 salários mínimos
  • Jornada de 7 horas: 7,25 salários mínimos
  • Jornada de 8 horas: 8,5 salários mínimos

Salário Médio de um Engenheiro Aeronáutico

O salário médio geral de um engenheiro aeronáutico no Brasil, com algum tempo de experiência, é de R$ 5.340.

Por ser uma profissão de alta procura no mercado, os iniciantes já saem da faculdade com salários na faixa de R$ 3.700.

Já aqueles com dez anos ou mais de experiência conseguem salários na faixa de R$ 12.000, com possibilidades de ganhos muito superiores para quem trabalha com gestão de projetos e equipes. Nesse caso, os salários podem variar entre R$ 20.000 e R$ 45.000, dependendo do porte da empresa e da complexidade do cargo.

Melhores mercados para o Engenheiro Aeronáutico

Na maior e mais famosa empresa de fabricação de aeronaves do País, a Embraer, o engenheiro aeronáutico recém contratado recebe um salário de aproximadamente R$ 7.900.

O Brasil também possui muitas empresas de táxi aéreo, que oferecem aviões de pequeno porte para voos particulares. Nesses locais, o engenheiro aeronáutico ganha uma média de R$ 7.000.

Em companhias aéreas comerciais, como TAM, GOL, Avianca e Azul, a média salarial paga aos engenheiros varia entre R$ 4.300 para os iniciantes e R$ 8.300 para os mais experientes.

Concursos públicos para Engenheiros Aeronáuticos

O engenheiro aeronáutico tem ainda à sua disposição uma ampla gama de concursos públicos.

  • Nas Forças Armadas, o engenheiro aeronáutico ingressa com salários iniciais na faixa de R$ 8.000. A principal contratante é a Força Aérea Brasileira (FAB). O Exército e a Marinha também abrem concursos de tempos em tempos, já que possuem uma expressiva frota de aviões.
  • Nas prefeituras de diversas cidades do País, os salários podem variar de  R$ 4.000 a R$ 13.000, dependendo do porte do município e do trabalho ofertado.
  • Nas universidades públicas, onde o engenheiro aeronáutico pode atuar como docente ou pesquisador, os valores começam em R$ 5.800.

Mercado de Trabalho do Engenheiro Aeronáutico

O Brasil possui uma das maiores frotas aéreas do planeta. A Força Aérea Brasileira (FAB), sozinha, possui o maior número de aeronaves da América Latina. A quantidade de aviões comerciais e jatos particulares também está entre as mais altas do mundo.

O País ainda registra o maior número de helicópteros, de acordo com a Associação Brasileira de Aviação Geral (ABAG). Isso faz com que exista um mercado muito interessante para os engenheiros aeronáuticos.

As principais empregadoras de engenheiros aeronáuticos são as grandes fabricantes de aviões presentes no Brasil (Embraer) e empresas de manutenção aeronáutica. Mas os profissionais da área têm um campo de atuação muito maior, e são necessários também em:

  • Aeroportos
  • Companhias aéreas (na fiscalização de aviões e helicópteros)
  • Coordenação do tráfego aéreo
  • Empresas de serviços e consultoria na área
  • Empresas de tecnologia

Recentemente, o mercado para  engenheiros aeronáuticos que atuam em empresas de alta tecnologia ampliou-se com o  surgimento dos “drones” (pequenas aeronaves não tripuladas que navegam por GPS e têm câmeras acopladas). Esse equipamento, um sucesso comercial, é usado principalmente por empresas de fiscalização ambiental, de produção audiovisual e de vigilância.

Veja também:

Curso de Engenharia Aeronáutica

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin