dcsimg

Quanto ganha um Ginecologista?

Você sabe quanto ganha um Ginecologista? Conheça mais sobre a carreira, o mercado de trabalho e a média salarial deste profissional!

Ginecologista

O Ginecologista é o profissional que trata da saúde da mulher,  cuidando de diagnosticar e curar males que afetam o sistema reprodutor feminino.

O mercado para este profissional está em constante expansão e os salários seguem em ritmo similar. A especialização em Ginecologia e Obstetrícia é a segunda mais mais procurada pelos médicos brasileiros, perdendo apenas para a Pediatria

O motivo principal é o campo de trabalho com alto índice de empregabilidade em todas as regiões do Brasil, tanto no serviço público como na iniciativa privada.

O crescimento de programas governamentais de atenção à saúde da mulher e prevenção de problemas relacionados à gravidez também contribuíram para o aumento da procura por ginecologistas, especialmente aqueles especializados também em obstetrícia.

Veja a seguir quanto ganha um Ginecologista, quais áreas pagam os melhores salários e as tendências que o mercado reserva para esta profissão!

Salário Mínimo Profissional do Ginecologista

A Lei nº 3.999, de 15 de dezembro de 1961, estabelece que qualquer profissional de Medicina, incluindo o Ginecologista, deve ganhar pelo menos três salários mínimos por uma jornada de trabalho de 20 horas semanais. Mesmo assim, os profissionais da área ainda não têm, formalmente, um salário mínimo profissional válido em todo o território nacional.

Há um projeto Projeto de Lei em tramitação na Câmara dos Deputados que pretende fixar o piso salarial dos médicos em R$ 9 mil, com reajuste anual pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Ainda não há previsão se este PL será aprovado.

A Federação Nacional dos Médicos (Fenam) recomenda um salário de R$ 11.675 por 20 horas semanais de trabalho para todas as especialidades médicas, o que inclui os Ginecologistas.  Esse valor serve para orientar acordos e negociações coletivas da categoria pelos sindicatos e tentar diminuir as desigualdades salariais dos médicos nas diferentes regiões do País.

 

Salário Médio de um Ginecologista

A Pesquisa Salarial e de Benefícios Online da Catho revela que um Ginecologista no Brasil recebe, em média, um salário de R$ 7.831.

O site mostra também os valores máximos e a média salarial recebidos por esses profissionais em todo o País:

  • Máximo: R$ 10.000
  • Média geral: R$ 4.078

As buscas por vagas de emprego para ginecologistas revelam ofertas com as seguintes médias salariais:

  • R$ 4.000 a R$ 6.000 por uma jornada de 20 horas semanais.
  • R$ 1.000 a R$ 4.000 para atuar exclusivamente em plantões semanais de 12 horas.
  • R$ 10.000 a R$ 15.000 para regime de 40 horas semanais.
  • R$ 15.000 a R$ 20.000 em locais de alta vulnerabilidade social.

É importante saber que muitos médicos trabalham em lugares diferentes e por isso a grande maioria tem várias fontes de renda (consultório próprio, plantões, meio turno em hospitais e clínicas, etc.). Os rendimentos reais desses profissionais podem ser bem maiores do que os salários divulgados em vagas de emprego.

Outras Oportunidades para Ginecologistas

Os poderes municipais, estaduais e federal são os maiores contratantes de profissionais da Medicina no Brasil, especialmente aqueles dispostos a atuar em cidades do interior ou em áreas com grande carência de apoio médico. Para se ter uma ideia, o Sistema Único de Saúde (SUS) emprega mais da metade de todos os médicos brasileiros.

Dentre os inúmeros programas de emprego para médicos, dois chamam especial atenção:

  • O Programa Mais Médicos do Governo Federal, com salário de R$ 10.000 (sem contar os benefícios e moradia) para ginecologistas que queiram trabalhar em cidades do interior do país, principalmente aquelas com maior vulnerabilidade social.
  • O programa de Residência Médica, que oferece ao recém-formado a  oportunidade de fazer uma especialização de alto nível em diversas categorias (inclusive Ginecologia) e ainda receber uma bolsa de R$ 2.976 por mês.  As vagas são anunciadas geralmente no início do ano e, em média, são oferecidas mais de 6.000 bolsas.

Concursos Públicos para Ginecologistas

Existe uma boa oferta de concursos públicos para Ginecologistas no Brasil oferecendo os mais variados salários. A maioria está nos hospitais municipais e em postos de saúde.

Veja alguns exemplos de vagas públicas para Ginecologistas:

  • Prefeitura de Erechim (RS): R$ 11.947 (40 horas semanais)
  • Hospital Estadual de Presidente Prudente (SP): R$ 7.200 (24 horas semanais)
  • Prefeitura de Vargem Bonita (SC): R$ 5.663 (10 horas semanais)
  • Prefeitura de Monsenhor Paulo (MG): R$ 5.000 (4 horas semanais)
  • Prefeitura de Castanheiras (RO): R$ 2.500 (20 horas semanais)
  • Secretaria de Segurança Pública da Bahia: R$ 2.295 (20 horas semanais)

Sobre a Carreira do Ginecologista

A Ginecologia é uma das especializações mais procuradas da área médica. Um estudo elaborado pelo Conselho Federal de Medicina e pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo revela que, no Brasil, mais de 25 mil Ginecologistas estão em atividade atualmente. Perdem em número somente para os Pediatras, que já somam mais de 30 mil.

A maioria (50,69%) trabalha na Região Sudeste. Ou seja: embora seja uma área concorrida, ainda há muitas oportunidades em regiões como a Norte e a Centro Oeste, que, juntas, concentram apenas 13,83% dos ginecologistas brasileiros.  O Estado do Tocantins é o que tem o menor número desses profissionais.

No Brasil, a Ginecologia e a Obstetrícia (especialização que cuida de todas as etapas da reprodução da mulher) andam muito próximas.  Por isso é tão comum encontrar ginecologistas em maternidades, clínicas de fertilidade e consultórios particulares.

A formação também influencia muito na carreira – tanto no desempenho de mercado como nos ganhos financeiros.  Um levantamento da Catho sobre as carreiras mais bem pagas da Medicina mostrou que  um médico com mestrado ou doutorado pode ganhar quase três vezes mais do que um profissional que tem apenas a graduação.

Como se tornar um Ginecologista

Para se tornar um Ginecologista é necessário, primeiramente, fazer um curso de Medicina, com seis anos de duração, e depois passar por uma Residência Médica ou Especialização de dois a três anos na área.

Ao concluir a especialização, o médico deve obter o registro no Conselho Federal de Medicina (CFM) como especialista em Ginecologia para ser considerado oficialmente apto a atuar na área.

O curso de graduação em Medicina, que está entre os mais concorridos do Brasil, pode ser encontrado nas principais universidades públicas e privadas do País.

Veja algumas das principais universidades reconhecidas pelo MEC que oferecem o curso de Medicina:

Privadas:

Públicas:

Veja também:

A Carreira em Ginecologia

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin