dcsimg

Quanto ganha um Nutricionista?

Confira o piso salarial do nutricionista, a remuneração média desse profissional, como está o mercado de trabalho e onde estudar para seguir esta carreira!

Quanto ganha um Nutricionista?

O Nutricionista é um profissional da saúde que se dedica à promoção, recuperação e manutenção da saúde por meio da alimentação. Para exercer a profissão, é necessário ter formação superior em curso de bacharelado em Nutrição em instituição reconhecida pelo MEC e obter o registro profissional no Conselho Regional de Nutricionistas (CRN) de sua jurisdição.

Entre as principais áreas de atuação do nutricionista, podemos citar:

  • Clínicas
  • Hospitais
  • Saúde pública
  • Educação nutricional
  • Restaurantes industriais
  • Clubes desportivos
  • Consultório
  • Pesquisa
  • Docência
  • Marketing e indústria alimentícia.

Salário Mínimo Profissional do Nutricionista

O piso salarial dos nutricionistas varia em cada unidade federativa do Brasil. Dependendo dos acordos coletivos e convenções de cada sindicato, o salário mínimo profissional do nutricionista pode também variar em função da área de especialização, experiência profissional, titulação e setor da economia.

Seguem alguns exemplos de piso salarial recomendado pelo Sindicato dos Nutricionistas do Estado de São Paulo, por setor:

  • Indústria (FIESP): R$ 2.180,00
  • Comércio (FECOMERCIO): R$ 2.180,00
  • Hospital e Clínica (SINDHOSP): R$ 2.280,00
  • Refeições Coletivas: R$ 2.350,08 (com mais de 18 meses de experiência)
  • SINDHOSFIL – Presidente Prudente: R$ 2.015,00

O Sindicato dos Nutricionistas do Estado da Bahia recomenda um piso salarial de R$ 1.893,42 para dedicação de 20 horas semanais, R$ 2.163,92 para 30 horas semanais e R$ 2.704,89 para 40 horas semanais. Na região, o valor mínimo para a hora técnica de consultoria ou assessoria é de R$ 122,55, para a consulta domiciliar é de R$ 244,02 e o trabalho de rotulagem de alimentos tem valor mínimo de R$ 81,70 por produto.

O nutricionista não recebe necessariamente um salário fixo, podendo atuar como autônomo e empreender sua própria clínica ou consultório. Para orientar esses profissionais, a Federação Nacional dos Nutricionistas divulga uma Tabela de Honorários com valores mínimos de referência para uma série de atividades desses profissionais, como por exemplo:

  • Piso Nacional de Referência (para 44 horas semanais): R$ 1.872,60
  • Hora técnica: R$ 69,90
  • Consulta em Nutrição Clínica: R$ 93,20
  • Consulta em Nutrição Domiciliar: R$ 139,80
  • Treinamento em Nutrição e Dietética: R$ 139,80/hora
  • Palestras na Área de Nutrição: R$ 279,60/hora

Existe um projeto de lei em tramitação relacionado à função do nutricionista e sua remuneração: o PL 6819/2010 defende uma jornada máxima de 30 horas semanais para nutricionistas, busca regular o número mínimo de nutricionistas em determinadas áreas de atuação e prevê o pagamento de adicional de insalubridade para esses profissionais.

Média salarial do Nutricionista

Segundo dados recentes publicados pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), o salário médio de um nutricionista brasileiro é de R$ 2.071,38.

De acordo com a tabela salarial divulgada pelo site de empregos Catho, a média salarial do nutricionista no Brasil é de R$ 2.174,25, valor que pode variar de acordo com o cargo ocupado, o tipo de empresa onde atua, a experiência e a localização. Seguem alguns exemplos de média salarial nacional do nutricionista:

  • Nutricionista Clínico: R$ 2.184,05
  • Trainee em Nutrição: R$ 1.297,12
  • Nutricionista de Produção: R$ 2.101,27
  • Nutricionista Comercial: R$ 1.777,63
  • Supervisor de Nutrição: R$ 2.511,45
  • Nutricionista de Qualidade: R$ 1.958,70
  • Nutricionista do Esporte: R$ 2.022,12

Sobre a carreira do Nutricionista

Nas últimas duas décadas, a carreira de nutrição vem tendo um crescimento expressivo. Uma maior preocupação por parte da população com a segurança e a qualidade dos alimentos, com distúrbios relacionados à alimentação e com a promoção da qualidade de vida por meio de uma alimentação saudável contribuíram para o crescimento da procura por esses profissionais.

Além da nutrição clínica, que atua principalmente em consultórios e clínicas na prevenção e tratamento de doenças ligadas à alimentação e no uso da alimentação para a promoção da saúde, o nutricionista pode optar por trabalhar em áreas como:

  • Alimentação Coletiva: engloba a alimentação escolar, alimentação do trabalhador, restaurantes industriais, etc.
  • Saúde Coletiva: desenvolvimento de programas e políticas institucionais, vigilância da saúde, unidades de atenção básica de saúde, grupos de apoio, ambulatórios, etc.
  • Carreira acadêmica: ensino, pesquisa, extensão, coordenação de cursos.
  • Indústria de alimentos: desenvolvimento de produtos, controle de qualidade.
  • Nutrição Esportiva: para promover, recuperar e manter a saúde e o desempenho de atletas amadores e esportivos em clubes, academias, times e eventos esportivos.

De acordo com o Conselho Federal de Nutricionistas, existem 98.653 profissionais registrados no Brasil.

Onde estudar Nutrição?

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de Nutrição:

Veja também:

Curso de Nutrição

Vai seguir a carreira de Nutricionista? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin