dcsimg

Quanto ganha um Pastor?

Você sabe quanto ganha um Pastor? Conheça mais sobre a carreira, o mercado de trabalho e a média salarial deste profissional!

igreja_600

O Pastor é aquele que cuida da sua igreja e zela pelo conforto espiritual dos seus fiéis. Dependendo da religião, pode ganhar diferentes nomes: padre, diácono, ministro, reverendo, bispo, etc.

O título de pastor vem desde os tempos bíblicos – o “bom pastor”, como Jesus Cristo era conhecido. Faz referência à maneira como um homem deve cuidar do seu povo.

No Brasil, o surgimento de grandes igrejas neopentecostais aqueceu o mercado para quem tem vocação para seguir nesta profissão. Para ser um “bom pastor”, não basta apenas saber celebrar cultos. Será preciso investir tempo em estudar História, Teologia e, principalmente, os ensinamentos da Bíblia.

Veja a seguir quanto ganha um Pastor, como está o mercado para este profissional e onde encontrar a formação adequada para investir nesta carreira!

Piso Salarial do Pastor

Pastores não possuem um piso salarial válido em todo o País. A profissão não é regulamentada nem está organizada em sindicatos.

 

Salário Médio de um Pastor

O salário de um Pastor depende de inúmeros fatores, como popularidade, tempo de experiência e a confissão religiosa da igreja para a qual trabalha (se neopentecostal, protestante, católica, etc.).

De acordo com um levantamento feito pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o salário médio de ministros de culto, missionários, teólogos e profissionais similares é de R$ 2.257. Na pesquisa, a Religião aparece como um dos setores que pagam os menores salários aos seus profissionais.

Mas há divergências em relação a esses dados.

O fundador da igreja neopentecostal Assembleia de Deus Vitória em Cristo, Silas Malafaia, revelou publicamente que paga salários entre R$ 4.000 e R$ 22.000 aos seus pastores, sem contar benefícios, como escola para os filhos e moradia.

O Banco Nacional de Emprego (BNE) apresenta médias salariais de pastores sem distinguir a confissão religiosa, apenas separadas por tempo de experiência do profissional e o porte da igreja para a qual trabalha. Aqui os salários começam em pouco mais de R$ 1.600 e chegam a R$ 6.600. Confira:

Início de carreira (até 2 anos de experiência)

  • Instituição de pequeno porte: R$ 1.617
  • Instituição de médio porte: R$ 2.102
  • Instituição de grande porte: R$ 2.773

 

2 a 4 anos de experiência

  • Instituição de pequeno porte: R$ 2.021
  • Instituição de médio porte: R$ 2.628
  • Instituição de grande porte: R$ 3.416

4 a 6 anos de experiência

  • Instituição de pequeno porte: R$ 2.526
  • Instituição de médio porte: R$ 3.285
  • Instituição de grande porte: R$ 4.270

6 a 8 anos de experiência

  • Instituição de pequeno porte: R$ 3.158
  • Instituição de médio porte: R$ 4.106
  • Instituição de grande porte: R$ 5.338

Mais de 8 anos de experiência

  • Instituição de pequeno porte: R$ 3.948
  • Instituição de médio porte: R$ 5.132
  • Instituição de grande porte: R$ 6.672

Para aqueles que possuem diploma em Teologia e se interessam por analisar as religiões num contexto histórico, antropológico e sociológico, os salários são os seguintes:

  • Início de carreira: média de R$ 1.691
  • 2 a 4 anos de experiência: média de R$ 2.113
  • 4 a 6 anos de experiência: média de R$ 2.642
  • 6 a 8 anos de experiência: média de R$ 3.303
  • Mais de 8 anos de experiência: média de R$ 4.129

A Wage Indicator Foundation apresenta salários de pastores e também daqueles que trabalham na administração de centros religiosos. Os valores são os que seguem:

Pastores e ministros de cultos religiosos

  • Início de carreira: R$ 3.162
  • Experiência média: R$ 3.594
  • Mais de 10 anos de experiência: R$ 5.623

Administradores de centros religiosos

  • Início de carreira: R$ 1.864
  • Experiência média: R$ 2.949
  • Mais de 10 anos de experiência: R$ 3.788

Outros profissionais de religião

  • Início de carreira: R$ 2.497
  • Experiência média: R$ 2.965
  • Mais de 10 anos de experiência: R$ 4.378

Concursos públicos para Pastor

Concursos públicos para pastores são raros. Um dos órgãos que mais contratam é a Marinha do Brasil, que eventualmente abre vagas para que esses profissionais ingressem no quadro de capelães navais por todo o País.

Os salários, nesse caso, ficam na faixa de R$ 8.000!

Na maioria dos casos, há oportunidades apenas para pastores interessados em atuar no Ensino Religioso. O candidato precisa ter diploma de curso superior em Ciências da Religião ou Teologia e terá que abordar as religiões de maneira geral.

A grande maioria das vagas é para escolas de ensino fundamental das redes municipais e os salários ficam bem abaixo dos praticados pelo mercado de trabalho.

Veja alguns exemplos de concursos para professores de Religião:

  • Prefeitura de Breves (PA): R$ 558 + gratificações (25 horas semanais)
  • Prefeitura de Carmo da Mata (MG): R$ 788 (24 horas semanais)
  • Prefeitura de Bombinhas (SC): R$ 536 (10 horas semanais)

Sobre a Carreira do Pastor

O Pastor encontra um amplo mercado no Brasil, especialmente nas grandes igrejas evangélicas neopentecostais distribuídas em todas as regiões e cidades do País. Dentre suas atribuições, as principais são:

  • Realizar celebrações, ritos e cultos religiosos.
  • Dirigir e administrar comunidades religiosas.
  • Formar pessoas segundo preceitos religiosos da instituição onde trabalha.
  • Orientar e fornecer conforto espiritual aos fiéis.
  • Fazer visitas a presídios, hospitais e centros de apoio comunitário.
  • Realizar casamentos e batizados.
  • Cuidar da administração das instalações físicas e das rotinas diárias da igreja.

Aqueles que se interessam pelos estudos formais em Religião também podem:

  • Fazer análises sobre contextos históricos.
  • Pesquisar fenômenos e tradições religiosas.
  • Interpretar textos sagrados, doutrinas e dogmas religiosos.
  • Dar aulas de Religião no ensino fundamental, médio e superior.
  • Participar de Organizações Não Governamentais (ONGs) de cunho religioso.

A profissão de Pastor não é regulamentada no Brasil por ser um exercício vocacional da fé. Isso significa que não há uma exigência formal para que o profissional desta área possua algum diploma ou curso de formação para atuar na área.

A exceção existe para aqueles que desejam trabalhar na docência em redes públicas e privadas. Estes profissionais vão precisar de um diploma de curso superior em Teologia ou Ciências da Religião.

Como se tornar um Pastor

Geralmente, os cursos de formação de pastores estão disponíveis na própria igreja com a qual o aspirante ao cargo se identifica. O objetivo é habilitar o profissional a atuar como ministro em alguma sede religiosa, em todos os aspectos (religiosos e administrativos).

Quem se interessa por um curso superior pode encontrar opções de Bacharelado e Licenciatura em Teologia e Ciências da Religião em diversas universidades do país – principalmente nas privadas.

Confira algumas universidades reconhecidas pelo MEC que oferecem os cursos superiores de Teologia ou Ciências da Religião.

Veja também:

Teologia

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin