dcsimg

Quanto ganha um Programador?

Descubra o salário inicial do programador e até quanto esse profissional pode ganhar

computer_home

O programador, ou desenvolvedor, é um profissional da área de Tecnologia da Informação (TI)  que escreve os códigos que dão origem a programas e sistemas para as mais variadas plataformas. Esse profissional pode implementar desde aplicativos para celulares e tablets até sistemas operacionais de computador, passando por jogos e programas para gerenciar contas correntes em bancos, apenas para citarmos alguns exemplos.

O mercado para programadores está aquecido e em expansão, com grande quantidade de novas vagas de emprego e bons salários, principalmente nos grandes centros urbanos e nos polos tecnológicos espalhados pelo Brasil.

Salário Mínimo Profissional do programador

Os programadores não possuem um salário mínimo profissional definido. Alguns sindicatos, como o dos trabalhadores de processamento de dados, firmam acordos coletivos e estabelecem convenções para aumentos salariais e condições de trabalho válidos em determinada região, estado, cidade, grupo de empresas ou categoria.

Existe um projeto de lei em tramitação, o PL 5487/2013,  que tem por objetivo regulamentar a profissão de analistas de sistemas e outras ocupações relacionadas à tecnologia da informação. A proposta do PL é que somente pessoas com certificado de nível técnico, diploma de nível superior, ou certificações profissionais obtidas em empresas do setor possam atuar na área. Aqueles que já exercem a profissão de programador sem certificação oficial quando a lei começar a valer poderão continuar a trabalhar normalmente, de acordo com o projeto.

Média salarial do programador

A pesquisa do site de empregos Catho indica que um programador ganha entre R$ 950,00 e R$ 4.800,81, com média salarial nacional de R$ R$ 2.284,99. A remuneração desse profissional depende bastante do tipo de programa que desenvolve, da região ou cidade onde atua e do tamanho da empresa, além da própria qualificação e experiência. Seguem mais alguns cargos na área de programação e a média salarial de acordo com o site Catho:

  • Trainee na área de Tecnologia da Informação: R$ 1.741,60
  • Programador Trainee: R$ 1.495,41
  • Programador ASP: R$ 1.538,39
  • Programador ADVPL: R$ 1.995,76
  • Programador Web: R$ 2.287,42
  • Programador PHP: R$ 2.312,97
  • Programador Java: R$ 2.883,23
  • Programador JavaScript: R$ 3.479,52
  • Programador C#: R$ 3.360,97
  • Programador C++: R$ 2.437,28
  • Programador Delphi: R$ 2.454,56
  • Programador Visual Basic: R$ 2.501,64
  • Programador .NET: R$ 2.778,83
  • Programador de Jogos/ Programador de Games: R$ 2.664,03
  • Programador de Sharepoint: R$ 4.967,97
  • Programador Oracle: R$ 4.131,60
  • Programador SQL: R$ 2.356,90
  • Programador Android: R$ 2.467,00
  • Programador iOS: R$ 2.800,40
  • Programador Mobile: R$ 2.506,81

Já a revista Info, especializada no setor, informa os salários de diversos profissionais de TI na região metropolitana de São Paulo, indicando que em outras regiões do Brasil os valores podem ser até 30% mais baixos. Segundo o levantamento da Info, o salário médio de analistas de sistemas de acordo com a experiência é:

Programador Mainframe

  • Júnior: R$ 2.464,00
  • Pleno: R$4.256,00
  • Sênior: R$ 6.496,00

Programador .NET

  • Júnior: R$ 3.380,00
  • Pleno: R$ 5.200,00
  • Sênior: R$ 6.600,00

Programador Abap

  • Júnior: R$ 4.390,00
  • Pleno: R$ 7.810,00
  • Sênior: R$ 10.260,00

Programador ASP

  • Júnior: R$ 2.800,00
  • Pleno: R$ 4.480,00
  • Sênior: R$ 6.820,00

Programador C++

  • Júnior: R$ 3.360,00
  • Pleno: R$ 4.704,00
  • Sênior: R$ 7.840,00

Programador Delphi

  • Júnior: R$ 2.800,00
  • Pleno: R$ 4.256,00
  • Sênior: R$ 6.160,00

Programador Java

  • Júnior: R$ 3.900,00
  • Pleno: R$ 5.420,00
  • Sênior: R$ 7.200,00

Programador PHP

  • Júnior: R$3.360,00
  • Pleno: R$ 5.040,00
  • Sênior: R$ 6.720,00

Programador Progress

  • Júnior: R$ 4.480,00
  • Pleno: R$ 6.720,00
  • Sênior: R$ 8.400,00

Programador Visual Basic

  • Júnior: R$ 2.240,00
  • Pleno: R$ 3.360,00
  • Sênior: R$ 5.040,00

Sobre a carreira do programador

A profissão de programador não é regulamentada e não é obrigatório ter diploma específico para atuar na área, seja de nível técnico ou superior. No entanto, fazer um curso técnico, uma certificação ou faculdade em computação aumenta consideravelmente as chances de conseguir um emprego bem remunerado como programador.

De acordo com o Catálogo Nacional de Cursos Técnicos, elaborado pelo MEC, existem nove tipos de cursos técnicos de nível médio em Informação e Comunicação ligados de alguma forma à programação, como Informática, Programação de Jogos Digitais e Programação para a Internet.

Entre as possibilidades de cursos superiores que formam programadores,  podemos citar: Sistemas de Informação, Análises de Sistemas e Ciência da Computação, entre outros. Grandes empresas de tecnologia também oferecem cursos de formação de programadores especializados nos sistemas que produzem e comercializam.

Assim como acontece em qualquer carreira, e ainda mais na área de tecnologia, a atualização constante é fundamental para a carreira do programador.

O mercado de tecnologia da informação é um dos mais aquecidos e promissores do Brasil, com vagas sobrando e boa remuneração. Uma reportagem veiculada no Jornal Nacional em outubro de 2014 informou que há 100 mil vagas abertas todo ano para profissionais de TI, sendo que 15 mil delas não são ocupadas por falta de pessoal qualificado.

Há anos entre as profissões mais promissoras, o programador pode atuar em empresas de tecnologia de todos os portes, agências digitais, produtoras de games, empresas de mídia (TV, internet etc.),  operadoras de telefonia, bancos, indústria, trabalhar como autônomo e até mesmo ocupar cargos em órgãos públicos.

Faculdade para Programador

Uma das opções para o programador que pretende se qualificar com um curso superior é fazer uma faculdade Análise e Desenvolvimento de Sistemas.

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas:

Veja também:

Quanto ganha um Web Designer?

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin