Conheça o curso de Ciência de Dados e veja onde estudar

Saiba tudo sobre o carreira em Ciências de Dados e as oportunidades na área de tecnologia que o curso oferece

Com o desenvolvimento da tecnologia e o enorme número de dados coletados diariamente, surgiu a necessidade de um profissional que estivesse habilitado para analisar e estruturar todas essas informações!

Encontre bolsas de estudo de até 80% em Ciências de Dados

Para atender esta demanda, as faculdades criaram o curso de Ciências de Dados. E já tem muita gente de olho nele, pois é um dos melhores caminhos para quem quer ingressar na área da informação tecnológica e receber bons salários.

Ficou curioso? Descubra o que faz um cientista de dados, como é o curso de Ciência de Dados e onde estudar!

O que faz um Cientista de Dados?

Antes de falarmos sobre a faculdade de Ciências de Dados, é importante conhecer alguns aspectos da profissão, como suas funções e remuneração.

O cientista de dados é o profissional responsável por analisar e interpretar informações de bases de dados. Afinal, com a avalanche de produção de novos dados diariamente, é preciso alguém especializado nessa área para conseguir extrair um material rico e preciso, que possa auxiliar nas tomadas de decisão de uma empresa, por exemplo.

Além disso, essa é uma profissão em alta e com muita busca no mercado de trabalho, já que muitos empresários e pesquisadores começaram a enxergar o potencial desse tipo de informação.

Os cientistas de dados também são muito importantes para a formulação de sistemas e projetos para o poder público, pois ajudam a criar soluções para reunir informações sobre milhões de dados sensíveis coletados diariamente junto à população e que precisam ser interpretados e usados em diferentes órgãos para criação de futuras políticas públicas e identificação de gargalos.

Qual é o salário de um Cientista de Dados?

De acordo com um grande site brasileiro de vagas de emprego, o salário médio oferecido pelas empresas para alguém recém-graduado no curso de Ciência de Dados é de R$4,6 mil. Porém, com mais anos de experiência, é possível disputar vagas que pagam, em média, R$8,2 mil.

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), a média salarial em 2022 da profissão foi de R$7.275, sendo R$16.231 o salário máximo desse profissional com carteira assinada. 

É importante lembrar que na área de tecnologia alguns profissionais com salários altos escolhem trabalhar em outros formatos de contratação, como por exemplo, usando uma pessoa jurídica.

O lugar com melhor remuneração para essa profissão costuma ser a capital paulista, São Paulo, onde estão concentradas empresas de portes variados e é um polo tecnológico amplo.

O mercado de trabalho ainda é majoritariamente ocupado por pessoas do sexo masculino, com proporção média de 8 em cada 10 pessoas. Mas não há impeditivo algum para mulheres que queiram ingressar nessa área e queiram superar os preconceitos existentes.

Como é o curso de Ciência de Dados?

Apesar de ser considerada uma profissão do futuro, o primeiro curso de Ciência de Dados no Brasil surgiu apenas em 2018. Anteriormente, o mercado buscava contratar profissionais da área da Engenharia e da Computação. Por isso, as universidades e faculdades brasileiras começaram a criar os seus próprios cursos de Ciência de Dados para começar a desenvolver esse tipo de profissional.

Nessa graduação, o estudante aprende técnicas de extração, armazenamento e análise de dados, utilizando Big Data e Data Science. Com o Business Intelligence, o estudante também aprenderá como utilizar essas informações para avaliar quais são as melhores decisões para determinado empreendimento.

Além disso, o graduando tem acesso a outras matérias interdisciplinares que auxiliam na compreensão das informações extraídas de bancos de dados, por exemplo: matemática, estatística, economia e estrutura de dados.

Apesar do estágio não ser obrigatório, algumas universidades pedem que os estudantes atuem na área durante a graduação. Para concluir o curso, é obrigatório o desenvolvimento do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), podendo optar entre monografia ou um projeto prático.

Lembrando que o curso de Ciência de Dados pode ser oferecido na modalidade presencial ou de Educação a Distância (EaD), além de possuir a opção bacharel e tecnólogo

É importante ressaltar que não há comparação de “melhor” ou “pior” entre a formação de bacharel e tecnólogo. A escolha pelo curso ideal dependerá de seus objetivos profissionais ao observar as grades de estudo, tempo, mercado de trabalho, localização, vontade de seguir carreira acadêmica, etc.

Existem pessoas de outras carreiras, como Jornalismo, buscando formação na área de Ciência de Dados para poder incorporar esse conhecimento ao seu trabalho de apuração da informação. Saber lidar com dados é como saber lapidar um diamante precioso.

Qual é a grade do curso de Ciência de Dados?

Como foi dito anteriormente, a graduação em Ciência de Dados  pode ser oferecida na modalidade bacharelado ou tecnólogo. Por isso, o tempo de duração do curso pode variar, de acordo com a instituição de ensino escolhida. No geral, o bacharel terá a duração de quatro anos e o curso tecnológico de até três anos.

Algumas das matérias que podem compor a grade curricular básica do curso de Ciência de Dados são:

  • Introdução a Ciência de Dados
  • Algoritmos e Programação
  • Banco de Dados
  • Estrutura de Dados
  • Segurança da Informação
  • Desenvolvimento Web
  • Programação Estatística
  • Business Intelligence
  • Big Data
  • Redes Neurais
  • Machine Learning
  • Probabilidade e Estatística
  • Sistemas Operacionais
  • Cálculo
  • Programação para Ciência de Dados
  • Engenharia de Dados
  • Visão Computacional
  • Gestão de Projetos

Qual é a diferença entre Ciência de Dados e outros cursos da área da Computação?

Apesar de muitas pessoas confundirem esses profissionais, a maior diferença entre o curso de Ciência de Dados e outros da área da Computação é o foco na formação de cada um!

Em Ciência de Dados o foco da graduação é desenvolver um profissional que esteja apto para realizar a análise dos dados obtidos e poder trabalhar com as informações extraídas de determinadas bases.

O papel do cientista de dados é muito mais estratégico do que operacional. Por isso o curso é voltado para o aprendizado de técnicas de extração, análise e interpretação de dados. Com isso, permitindo que esse profissional possa ser um apoio na tomada de decisão em um negócio.

Leia também: 10 profissões em alta na área de Tecnologia

Onde estudar Ciência de Dados?

Apesar de ser um curso novo, diversas universidades e faculdades já oferecem essa graduação, seja na modalidade presencial ou a distância (EaD). Porém, antes de escolher a sua instituição de ensino, lembre-se de consultar a grade curricular e outros detalhes sobre o curso que podem ser do seu interesse.

Existem algumas faculdades públicas que oferecem este curso gratuitamente, inclusive na modalidade EaD. O ingresso nessas faculdades é feito pelo SiSU ou pelo vestibular interno de cada. Conheça algumas opções:

  • Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), em Campo Grande/MS
  • Universidade Federal da Paraíba (UFPB), em João Pessoa/PB.
  • Universidade de São Paulo (USP), em São Carlos/SP.
  • Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp), em diferentes cidades paulistas.

Uma outra opção interessante caso não tenha uma faculdade pública perto de você é procurar este curso em uma faculdade particular. As formas de ingresso são bem facilitadas. Você pode por exemplo entrar com a sua nota do Enem ou fazer um vestibular agendado.

Na lista abaixo, confira algumas das faculdades reconhecidas pelo MEC e que oferecem o curso de Ciência de Dados e opções semelhantes na área de tecnologia. Se você está em busca de bolsas de estudo, melhor ainda, pois as opções a seguir oferecem descontos de até 80% no valor da mensalidade garantidos até o fim do curso.

Saiba mais: 

Ciência de Dados EAD: conheça o curso, mercado e onde estudar

Veja 8 cursos para quem gosta de tecnologia

O que você achou do curso? Conte nos comentários qual é a sua opinião sobre esses novos tipos de graduação!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin