dcsimg

Saiba onde fazer curso de graduação gratuito em 2020

É possível estudar de graça em universidades públicas e privadas. Conheça as formas de ingresso e os critérios para conseguir uma bolsa.

Você está se planejando para fazer um curso de graduação em 2020 e gostaria de estudar de graça? 

Saiba que, apesar de a maioria das vagas gratuitas de ensino superior estar nas universidades públicas, também é possível conseguir bolsas de estudo 100% em ótimas faculdades privadas.

Conheça, abaixo, as principais opções para quem deseja fazer um curso de graduação gratuito.

Universidades públicas

O Brasil tem 109 universidades federais e 124 universidades estaduais que oferecem ensino gratuito. Todos os estados da federação contam com pelo menos uma instituição pública de ensino federal e uma estadual. 

Conheça algumas universidades federais e estaduais que têm nota máxima no critério de avaliação de cursos (IGC) do Ministério da Educação (MEC):

  • Fundação Universidade Federal do ABC (UFABC)
  • Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA)
  • Universidade de Brasília (UnB)
  • Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp)
  • Universidade Federal de Lavras (UFLA)
  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
  • Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR)
  • Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)
  • Universidade Federal de Viçosa (UFV)
  • Universidade Federal do Paraná (UFPR)
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Também existem 63 universidades públicas municipais no Brasil – mas, como os municípios não são obrigados por lei a investir em educação superior, muitas delas cobram mensalidades.

Como entrar em universidades públicas

O ingresso em graduações de instituições públicas é feito por meio de vestibulares próprios ou do Sisu (Sistema de Seleção Unificada), que usa a nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

No caso do Sisu, o processo todo é feito pela internet e utiliza o resultado do Enem para classificar os candidatos dentro de cada curso, turno e instituição. 

Quem deseja participar precisa ter feito o Enem do ano anterior (edição mais recente) e não pode ter zerado a redação. Dependendo do curso, pode ser exigida uma nota de corte no Enem para que os candidatos possam se inscrever. 

Curso gratuito em faculdades particulares

Sabemos que entrar em uma universidade pública não é nada fácil, já que a concorrência costuma ser bem alta. Mas não há motivo para desanimar: é possível conseguir uma bolsa de estudo integral em boas instituições privadas. 

Existem sistemas de bolsas bancados tanto pelo governo quanto pelas próprias universidades. Entenda melhor a seguir.

Bolsas do ProUni

Um dos principais programas brasileiros de bolsas em faculdades particulares é o ProUni (Programa Universidade para Todos), mantido pelo governo federal e voltado a quem fez o ensino médio em escola pública ou com bolsa integral na rede privada. Veja outros requisitos que os candidatos ao ProUni devem cumprir:

  • Ter obtido no mínimo 450 pontos no Enem, sem zerar a redação.
  • Ter renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio (para concorrer às bolsas de 100%) ou de até três salários mínimos e meio (para concorrer às bolsas de 50%).
  • Ainda não ter um diploma de ensino superior.

Para participar do ProUni, a universidade deve ser reconhecida e bem avaliada pelo MEC (Ministério da Educação). 

Outras opções de bolsas e descontos

Se você não se encaixa nos critérios exigidos pelo ProUni ou se está em busca de uma opção menos burocrática, vale conhecer os sistemas de bolsas e descontos mantidos pelas próprias universidades privadas. 

Os métodos para concessão de bolsas variam de uma instituição para a outra, mas, de modo geral, estes são os principais públicos atendidos:

  • Os primeiros colocados no vestibular da instituição.
  • Quem teve um bom desempenho no Enem.
  • Alunos já matriculados que apresentam ótimo desempenho acadêmico.
  • Funcionários de empresas conveniadas às instituições de ensino.
  • Ingressantes em uma segunda graduação.
  • Estudantes que participam de programas de iniciação científica ou que estagiam na própria universidade.

Onde estudar com bolsa

Ao escolher uma universidade, lembre-se de optar por uma que seja reconhecida pelo MEC. Assim, você tem a garantia de que seu diploma será aceito por empresas, concursos públicos e programas de pós-graduação.

Aqui está uma lista de grandes universidades reconhecidas que, além de cobrarem mensalidades bem em conta, trabalham com o ProUni e mantêm programas próprios de bolsas e descontos:

Interessou? Então, clique sobre a faculdade de sua preferência, veja as opções de cursos e formatos (presencial ou a distância) e entre em contato para saber mais sobre bolsas de estudo. 

Leia mais:

Conheça alguns cursos online 100% gratuitos

Veja 7 dicas rápidas para ganhar bolsa de estudo para graduação

Você está se planejando para entrar na faculdade? Que curso está pensando em fazer? Deixe um comentário contando para a gente!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin