Técnico em Meio Ambiente: saiba como é e onde fazer

O curso de técnico em Meio Ambiente forma profissionais extremamente requisitados no mercado de trabalho. Veja como seguir e prosperar nessa carreira!

Está mais do que provado que precisamos evitar, reverter e minimizar nosso impacto no planeta. Isso é verdade no âmbito individual, claro, mas ainda mais necessário quando falamos de agentes como o poder público e a indústria.

E é aí que entram os maiores contratantes de técnicos em meio ambiente – uma profissão que só cresce em importância no cenário em que vivemos, com alta empregabilidade, remuneração interessante e muitas possibilidades de evolução da carreira.

Se você tem interesse em fazer a diferença no mundo com um trabalho cada vez mais importante e atual, fique aqui com a gente.

Vamos contar tudo sobre o curso técnico em Meio Ambiente, o que faz esse profissional e como garantir um futuro ainda mais brilhante!

O curso técnico em Meio Ambiente

O curso técnico em Meio Ambiente é uma formação de nível médio que dura 18 meses.

Ele pode ser feito enquanto você estiver cursando ou depois de concluir o ensino médio. Ao obter o certificado, é preciso fazer o registro profissional no Conselho Regional de Química (CRQ) do seu estado para começar a trabalhar na área.

O curso técnico em Meio Ambiente pode também ser voltado para uma indústria ou área específica. Em todos eles, é necessário obter o registro profissional no CRQ:

  • Técnico em Meio Ambiente
  • Técnico em Meio Ambiente – Ênfase em Açúcar e Álcool
  • Técnico em Meio Ambiente – Ênfase em Controle Ambiental
  • Técnico em Meio Ambiente – Ênfase em Química Ambiental
  • Técnico em Meio Ambiente – Ênfase em Saneamento Básico

O que se estuda no curso técnico em Meio Ambiente

Uma parte importante do curso técnico em Meio Ambiente acontece dentro de laboratórios – é ali que o aluno vai aprender a analisar amostras de água, por exemplo, para verificar se determinada indústria está cumprindo a legislação ambiental.

Mas o curso também tem trabalho de campo e disciplinas voltadas à conscientização da comunidade.

A grade curricular pode variar de acordo com a instituição e a ênfase dada no curso.

Veja um exemplo de programação:

  • Diagnóstico Ambiental
  • Documentos Técnicos Ambientais
  • Empreendedorismo
  • Estudos Socioambientais
  • Ética e Cidadania
  • Gerenciamento Ambiental
  • Gerenciamento de Emissões Atmosféricas
  • Gerenciamento de Resíduos Líquidos e Efluentes
  • Gerenciamento de Resíduos Sólidos
  • Informática Aplicada
  • Intervenções Ambientais
  • Política Ambiental
  • Programas de Conservação e Preservação de Recursos Naturais
  • Programas de Educação Ambiental e Socioambiental
  • Proteção ao Meio Ambiente
  • Sistema de Gestão Ambiental
  • Sistema de Gestão Integrada
  • Sistemas de Gestão

O que faz um técnico em Meio Ambiente

Só de olhar a grade curricular do curso técnico em Meio Ambiente já dá para ter uma ideia do tanto de atividade que esse profissional pode realizar.

De acordo com o Catálogo Nacional de Cursos Técnicos, uma publicação do Ministério da Educação (MEC), o técnico em Meio Ambiente está apto a:

  • Coletar, armazenar e interpretar informações, dados e documentações ambientais.
  • Elaborar relatórios e estudos ambientais.
  • Elaborar relatórios periódicos sobre atividades e modificações dos aspectos e impactos ambientais.
  • Executar planos de ação e manejo de recursos naturais.
  • Executar sistemas de gestão ambiental.
  • Identificar padrões de produção e consumo de energia.
  • Operar sistemas de tratamento de poluentes e resíduos sólidos.
  • Organizar a redução, reuso e reciclagem de resíduos e/ou recursos utilizados em processos.
  • Organizar programas de educação ambiental.
  • Propor medidas para minimizar impactos e recuperar ambientes já degradados.
  • Realizar e coordenar sistemas de coleta seletiva.
  • Realizar levantamentos ambientais.
  • Relacionar os sistemas econômicos e suas interações com o meio ambiente.

Onde um técnico em Meio Ambiente pode trabalhar

O mercado de trabalho para o técnico em Meio Ambiente está bastante ligado à vocação econômica e à geografia local.

Em regiões com indústrias petroquímicas, por exemplo, esse pode ser o grande empregador. O mesmo acontece em localidades com grande concentração de produção sucroalcooleira, de papel e celulose, extração de minérios, etc.

Além disso, esse profissional pode atuar em questões urbanas, como saneamento e tratamento de água, unidades de conservação ambiental, parques, políticas públicas e muito mais.

Há espaço para técnicos em Meio Ambiente em instituições de pesquisa, assistência técnica e extensão rural, empresas de licenciamento ambiental, prefeituras, estações de tratamento de resíduos, cooperativas e associações variadas.

Tudo isso sem contar que o técnico em Meio Ambiente pode atuar como profissional autônomo, prestando consultoria, ou abrir sua própria empresa.

Como turbinar a carreira de técnico em Meio Ambiente

Fazer um curso técnico em Meio Ambiente abre rapidamente as portas do mercado de trabalho, pois com apenas três semestres de aulas já é possível se qualificar e obter o registro profissional.

A opção pode ser bem interessante para quem ainda está no ensino médio e quer concluir esse grau de escolaridade com uma qualificação específica. Só tem uma coisa que você precisa observar: essa qualificação, de nível médio, pode limitar suas opções de crescimento.

É aí que entram outros cursos para turbinar a carreira. São dois caminhos possíveis: fazer uma especialização de nível técnico (médio) ou partir para o ensino superior. Conheça as possibilidades:

Especializações de nível médio (técnico)

  • Controle Ambiental
  • Reciclagem
  • Tratamento de Efluentes
  • Gestão de Resíduos Sólidos
  • Educação Ambiental

Cursos de nível superior

  • Tecnólogo em Meio Ambiente
  • Tecnólogo em Gestão Ambiental
  • Tecnólogo em Saneamento Ambiental
  • Bacharelado em Engenharia Sanitária
  • Bacharelado em Engenharia Ambiental
  • Bacharelado em Engenharia Ambiental e Sanitária
  • Bacharelado em Ciências Biológicas
  • Licenciatura em Ciências Biológicas

Se você busca assumir cargos de maior responsabilidade e, consequentemente, com uma remuneração mais alta, nossa dica é: invista no curso superior. Os de tecnólogo duram entre 2 e 3 anos. Os de licenciatura, 4 anos. E as engenharias, 5 anos, normalmente.

E se a preocupação é não poder parar de trabalhar para estudar, pode soltar um respiro de alívio. Muitos dos cursos superiores que listamos acima são oferecidos na modalidade a distância em faculdades de renome, com o reconhecimento do MEC. Na modalidade a distância, fica mais fácil conciliar trabalho e estudo.

Onde estudar

O curso técnico em Meio Ambiente pode ser encontrado em escolas técnicas, institutos federais e em serviços nacionais de aprendizagem, como Senac e Senai. Dê uma olhada nas opções disponíveis em sua região.

Já os cursos de tecnólogo, bacharelado e licenciatura estão por todo lado, principalmente em faculdades privadas. Aqui, vale um cuidado: só entre em instituições reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC, para que seu investimento renda frutos e seu diploma seja aceito e valorizado no mercado de trabalho.

Selecionamos para você algumas faculdades de qualidade, onde você poderá fazer seu curso superior na área de Meio Ambiente com bolsa, financiamento ou descontos sem burocracia.

Confira:

Veja também:

Descubra quais são os melhores cursos técnicos 

Vai fazer o técnico em Meio Ambiente ou vai apostar num curso superior? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin