dcsimg

Técnico em Recursos Humanos: saiba como é e onde fazer

Recursos Humanos é uma carreira que está super em alta. Descubra agora mesmo como entrar nela com o pé direito!

O departamento de Recursos Humanos vem sendo apontado como estratégico por diversas consultorias especializadas (Manpower Group, Robert Half e outras).

Essa constatação, por si só, já é motivo para ficar de olhos bem abertos para as oportunidades. Afinal, se um departamento é estratégico ele precisa de profissionais qualificados e pode render belas oportunidades de carreira, certo?

Se você pensa assim também, fique aqui com a gente.

Vamos contar tudo o que você precisa saber sobre o curso técnico em Recursos Humanos e quais são as opções mais interessantes para você se aprimorar e se dar muito bem nessa área, que chega a pagar salários acima de R$ 50 mil para quem conquista um cargo de diretoria.

Confira!

O curso técnico em Recursos Humanos

O curso técnico em Recursos Humanos dura apenas 12 meses. Isso significa que em um ano você terá seu certificado na mão e poderá buscar uma colocação no mercado de trabalho.

Para entrar no curso, os requisitos geralmente são simples: ter pelo menos 16 anos e estar cursando o segundo ano do ensino médio ou já ter cursado esse nível de escolaridade.

Não custa reforçar uma informação importante: o curso técnico em Recursos Humanos é uma formação de nível médio (não dá diploma de nível superior!).

O que se estuda no curso técnico em Recursos Humanos

Ao longo de dois semestres, o aluno do curso técnico em Recursos Humanos vai conhecer os fundamentos dos principais temas ligados à área. A grade curricular pode variar entre as instituições, por isso trouxemos aqui um exemplo para você ter uma ideia do que poderá encontrar:

  • Avaliação de Competência e Desempenho
  • Comunicação Empresarial, Relatórios e Projetos
  • Estatística Aplicada em Gestão de Pessoas
  • Fundamentos da Gestão e Administração de Pessoas
  • Informática
  • Legislação Trabalhista e Previdenciária
  • Liderança, Cultura e Comportamento Organizacional
  • Planejamento e Análise de Cargos e Funções
  • Programas de Desenvolvimento de Pessoas
  • Psicologia Organizacional e Qualidade de Vida dos Trabalhadores
  • Recrutamento e Seleção de Pessoas
  • Sistemas de Remuneração e Benefícios

O que faz um técnico em Recursos Humanos

O profissional que se forma no curso técnico em Recursos Humanos está apto a realizar atividades como:

  • Apoio na comunicação, liderança, motivação, formação de equipes e desenvolvimento pessoal.
  • Descrição e classificação de postos de trabalho, aplicação de questionários e processamento de informações acerca dos trabalhadores.
  • Elaboração de documentos administrativos.
  • Execução das rotinas de departamento de pessoal (pesquisa, integração, treinamento, folha de pagamento, tributos e benefícios).
  • Organização da rotina diária de gestão de pessoas.
  • Pesquisa e prestação de informações sobre direitos trabalhistas.
  • Planejamento e execução de atividades de capacitação e desenvolvimento de pessoas.
  • Verificação de frequência, benefícios concedidos, afastamentos, férias e transferências de funcionários.

O escopo de atuação do técnico em Recursos Humanos depende um pouco do porte da empresa contratante. Normalmente, o cargo ocupado é de auxiliar ou assistente.

Onde um técnico em Recursos Humanos pode trabalhar

A grande vantagem de fazer um curso como o de técnico em Recursos Humanos é que as possibilidades de encontrar um emprego são gigantescas, pois praticamente qualquer tipo de organização que tenha pessoas em seu quadro vai precisar desse profissional.

Sendo assim, o técnico em Recursos Humanos pode trabalhar em empresas públicas e privadas de qualquer segmento da economia, de qualquer porte e setor.

Há oportunidades em fábricas, consultorias, bancos, no comércio, em empresas de seguros, de tecnologia, consultorias, órgãos federais, estaduais e municipais, hospitais, escritórios de advocacia, organizações não governamentais e muito, muito mais.

Se o local tem uma folha de pagamento, já é um empregador em potencial para o técnico em RH!

E uma vez dentro da empresa, as possibilidades de crescimento também são muitas nessa carreira. Mas é preciso investir em qualificação para alcançar cargos e salários mais interessantes.

Entenda melhor a seguir.

Como turbinar a carreira de técnico em Recursos Humanos

O curso técnico em Recursos Humanos pode ser uma ótima porta de entrada profissional. Ele só tem uma desvantagem: por ser técnico de nível médio, pode restringir bastante o campo de atuação, caso a pessoa fique estagnada nessa formação e não busque outras qualificações.

Imaginamos que você não é desse tipo e que vai correr atrás para crescer na carreira. Por isso, já vamos listar aqui algumas das principais possibilidades de formação em que você pode investir.

Uma delas, mais acessível e rápida, embora também limitada no médio prazo, é fazer uma especialização de nível médio. Na área de Recursos Humanos encontramos pelo menos duas:

  • Especialização técnica em cálculos trabalhistas
  • Especialização técnica em legislação trabalhista

Entre os cursos de nível superior, podemos citar três:

  • Recursos Humanos
  • Processos Gerenciais
  • Administração

Os cursos superiores de Recursos Humanos e Processos Gerenciais estão disponíveis em grau de tecnólogo e duram entre 2 e 3 anos, enquanto o Bacharelado em Administração pode durar entre 4 e 5 anos.

Curso técnico em Recursos Humanos ou faculdade na área. O que é melhor?

A nossa dica aqui é: mesmo que você faça o curso técnico, mantenha o curso superior em seu radar.

Com o diploma da faculdade de Recursos Humanos, Processos Gerenciais ou Administração, sua carreira pode deslanchar! Com esse grau de formação você pode buscar cargos mais altos, com remuneração mais interessante, pode prestar concursos públicos de nível superior e continuar seus estudos em pós-graduações (o que a gente também recomenda e muito!).

Para você ter uma ideia, o salário de um auxiliar de recursos humanos com formação de nível técnico dificilmente chega a R$ 4 mil, mesmo quando o profissional tem vários anos de casa e trabalha em empresa de grande porte. Para o cargo de analista, o valor já bate os R$ 6 mil. Um coordenador tem ganhos médios entre R$ 2 mil e R$ 17 mil, dependendo do tempo de experiência e porte da empresa. Para cargos de gerência, o valor salta para R$ 23 mil. E em nível de diretoria a remuneração pode superar os R$ 53 mil mensais, de acordo com levantamento nacional do portal de empregos Trabalha Brasil.

É ou não é uma boa investir no curso superior?

Onde estudar Recursos Humanos

O curso técnico em Recursos Humanos pode ser encontrado em instituições como Senac, IFs e escolas técnicas.

Já os cursos de tecnólogo ligados a Recursos Humanos e o bacharelado em Administração estão disponíveis em faculdades públicas e privadas de todo o Brasil.

Os cursos superiores nessa área são fáceis de encontrar e existem nas modalidades presencial e a distância (ideal para quem quer conciliar trabalho e estudos). Além disso, podem ficar bem acessíveis se você correr atrás de benefícios como bolsas de estudos, convênios e financiamentos.

O segredo aqui é fazer a melhor faculdade possível para garantir um diploma valorizado no mercado de trabalho. Uma forma de avaliar isso é conferir a nota obtida pela instituição junto ao Ministério da Educação (MEC). Separamos algumas das mais bem cotadas para você conhecer:

Veja também:

Descubra quais são os melhores cursos técnicos 

Vai fazer o técnico em Recursos Humanos ou vai apostar num curso superior? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin