Técnico em Veterinária: saiba como é e onde fazer

Será que existe curso técnico oficial para quem quer trabalhar na área de veterinária? Descubra agora mesmo!

O mundo da veterinária tem apresentado muitas oportunidades de emprego, principalmente para quem quer atuar no chamado mercado pet.

Clínicas, pet shops, hoteizinhos, educação canina e até hipermercados que vendem desde rações até objetos para mascotes exóticos estão crescendo no Brasil. Mas há muitas outras oportunidades ligadas ao agronegócio, por exemplo.

Se você quer aproveitar essa onda para fazer um curso técnico e encontrar emprego na área mais rapidamente, chegou ao lugar certo!

Vamos contar tudo sobre cursos técnicos na área de veterinária e como turbinar a sua carreira!

O curso técnico em Veterinária

O Catálogo Nacional de Cursos Técnicos (CNCT) é um material produzido pelo Ministério da Educação (MEC) que contém informações e diretrizes básicas sobre esse tipo de formação no Brasil.

Com quase 300 páginas, lista todos os cursos técnicos reconhecidos, sua duração recomendada, qual a infraestrutura necessária, que atividades o profissional pode exercer e onde pode trabalhar entre outros dados.

Na edição mais recente, não tem curso técnico em Veterinária.

Mas calma!

O material do MEC contém cursos mais específicos relacionados ao mundo da veterinária, como:

  • Técnico em Treinamento e Instrução de Cães-Guias
  • Técnico em Agroecologia
  • Técnico em Agropecuária
  • Técnico em Aquicultura
  • Técnico em Zootecnia

Eles duram em média 3 semestres e, ao final, o aluno recebe um certificado técnico de nível médio.

Vale lembrar que o fato de não ter um curso técnico em Veterinária no material do MEC não significa que ele não exista.

Nós encontramos alguns poucos cursos técnicos em Veterinária, também, com duração de um ano e meio, voltado para auxiliar médicos veterinários no cuidado com pets.

O que se estuda no curso técnico em Veterinária

Nos exemplos de curso técnico em Veterinária com ênfase no cuidado com pets, encontramos disciplinas como:

  • Anatomia Animal
  • Assistência Cirúrgica
  • Assistência em Anestesiologia Veterinária
  • Assistência em Radiologia
  • Assistência na Clínica de Animais Silvestres
  • Cinotecnia
  • Comportamento Animal
  • Cuidado com Animais de Laboratório
  • Emergências em Enfermagem
  • Estágio Supervisionado
  • Farmacologia Veterinária
  • Fisiologia Animal
  • Ginecologia e Obstetrícia
  • Legislação e Ética Profissional
  • Manejo de Grandes Animais
  • Parasitologia
  • Procedimentos Laboratoriais e Biossegurança
  • Toxicologia
  • Zoonoses

Lembre-se de que cursos técnicos com foco em Aquicultura, Agroecologia, Zootecnia, etc. podem ter grades curriculares bem diferentes.

Nossa dica: confira a programação do curso e tire todas as suas dúvidas antes de se matricular. Assim você garante que vai fazer um curso mais próximo de suas necessidades e planos de carreira.

O que faz um técnico em Veterinária

Dependendo de sua formação, o técnico da área de veterinária pode realizar atividades como:

  • Prestar assistência a médicos veterinários.
  • Desenvolver estratégias para reserva de alimentação animal.
  • Manejar animais.
  • Elaborar projetos de cultivos aquícolas continentais e marinhos.
  • Planejar, organizar, dirigir e controlar a criação sustentável de animais domésticos e silvestres.
  • Realizar inseminação artificial em animais.
  • Atuar em saúde pública no controle de zoonoses.
  • Lidar com animais silvestres.
  • Prestar cuidados estéticos.
  • Auxiliar o médico veterinário em vacinações, cirurgias, etc.
  • Treinar cães-guias para pessoas cegas ou com deficiência visual.

Onde um técnico em veterinária pode trabalhar

O técnico em Veterinária encontra trabalho em instituições como:

  • Clínicas veterinárias
  • Pet shops
  • Órgãos de controle de zoonoses
  • Parques e zoológicos
  • Fazendas
  • Haras
  • Empresas de nutrição e reprodução animal
  • Propriedades rurais
  • Laboratórios Veterinários
  • ONGs

Diferença entre Auxiliar e Técnico em Veterinária

Recentemente, o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) regulamentou cursos de Auxiliar de Veterinário e delimitou a atuação desse profissional. Com isso, definiu que auxiliares podem obter carteirinha profissional de auxiliar junto ao Conselho Regional de Veterinária.

Na resolução, o CFMV listou 41 atividades que podem ser exercidas pelo auxiliar de veterinário. Elas vão desde a higienização do local da consulta até a tosa de animais, passando por pesagem e administração de alimentação e medicamentos, desde que sob a orientação de um médico veterinário.

Mas auxiliar e técnico são a mesma coisa?

Neste caso, não. Os cursos de auxiliar de veterinário devem ter, de acordo com o CFMV, pelo menos 200 horas-aula presenciais, incluindo 80 horas de estágio supervisionado, e cobrir alguns conteúdos específicos, como contenção física e manejo, bem-estar animal e zoonoses.

Os cursos técnicos na área têm 1.200 horas, em média, e abrangem outras responsabilidades, específicas da área escolhida.

Um técnico em Zootecnia, por exemplo, terá atribuições e responsabilidades bem diferentes das de um auxiliar de veterinário. E, com isso, terá também maior remuneração.

Por falar em remuneração, quem quer dar um passo além e turbinar a carreira deve pensar em fazer um curso superior. O primeiro que vem à mente, claro, é o de Medicina Veterinária, que dura cinco anos. O segundo, Zootecnia, que dura entre 4 e 5 anos.

Bacharelados em Ciências Biológicas e Biomedicina também podem ser interessantes, dependendo do seu interesse.

Mas há também cursos superiores de menor duração, como os tecnólogos em Agronegócio, Laticínios, Processamento de Carnes, Agroecologia e até Gestão Hospitalar, por exemplo.

Ah, seu negócio é administrar um pet shop ou outro estabelecimento na área? Empreendedorismo, Administração e até Gestão Comercial podem ser boas pedidas de curso superior.

Onde estudar

Cursos técnicos na área de veterinária podem ser encontrados em escolas técnicas e entidades como o Senai, por exemplo. Independentemente de sua escolha, caso queira obter algum registro profissional é importante verificar junto ao Conselho Regional de Medicina Veterinária correspondente se aquela instituição está credenciada e se o programa do curso vai permitir que você obtenha seu registro profissional de Auxiliar de Veterinário.

Quando o assunto é buscar um curso superior, seja para trabalhar diretamente com alguma área ligada à veterinária ou para administrar seu próprio negócio, a dica quente é verificar se a faculdade é reconhecida e bem avaliada pelo MEC.

Selecionamos algumas para você conhecer:

Veja também:

Descubra quais são os melhores cursos técnicos

Vai fazer o técnico em Veterinária ou vai apostar num curso superior? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin