dcsimg

Conheça a diferença entre Fisioterapia e Terapia Ocupacional

O terapeuta ocupacional é um orientador vocacional? Terapia Ocupacional serve para ocupar desocupados? Ou é uma especialização da Fisioterapia? Ou até mesmo uma especialização da Psicologia?

Essas dúvidas são comuns quando ainda não se conhece a diferença entre Fisioterapia e Terapia Ocupacional.

Continue lendo para entender melhor essas áreas da Saúde, saber como é a graduação, o que se estuda nesses cursos, em quais áreas os profissionais atuam e onde estudar!

A diferença entre Fisioterapia e Terapia Ocupacional

A Fisioterapia atua na prevenção, manutenção e reabilitação de doenças que afetam sistemas do corpo humano — como o cardiovascular, respiratório, urinário, entre outros.

O fisioterapeuta trabalha para que disfunções em órgãos e sistemas sejam eliminados e não prejudiquem a qualidade de vida do paciente.

Um pessoa com lesões nas vias respiratórias, por exemplo, precisa fazer fisioterapia para evitar a piora do quadro e ajudar na recuperação do sistema respiratório.

Já quem sofreu uma lesão na tíbia por correr demais na academia ou por usar um tênis inadequado para atividade, precisa passar por diversas sessões de fisioterapia, a fim de que a lesão não evolua para uma fratura por estresse, por exemplo.

“E a Terapia Ocupacional, faz o quê?” Essa área da saúde ajuda a promover a independência do paciente ou cliente portador de alterações afetivas, cognitivas ou psicomotoras resultantes de traumas, distúrbios genéticos ou doenças adquiridas.

O terapeuta ocupacional ajuda seus pacientes e clientes a realizarem suas atividades cotidianas pessoais, escolares e profissionais. Parece simples, mas não se engane!

Algumas tarefas rotineiras que muitas pessoas fazem automaticamente, como lavar o rosto, escovar os dentes, segurar um copo ou escrever podem ser verdadeiros desafios para quem sofreu lesões motoras decorrentes de um grave acidente.

É nesse cenário de dificuldades em realizar atividades cotidianas que entra o terapeuta ocupacional.

Resumindo: o fisioterapeuta trabalha com o objetivo de recuperar o movimento e a saúde do paciente para que ele possa, com o auxílio da terapia ocupacional, se reintegrar à sociedade e à sua rotina, realizando atividades cotidianas com independência.

Como é a faculdade de Terapia Ocupacional

Com duração de 5 anos, o curso de Terapia Ocupacional é um bacharelado da área de Saúde oferecido na modalidade presencial.

Essa graduação forma profissionais capacitados para ajudar a melhorar o desempenho de clientes e pacientes em atividades cotidianas em casa, na escola ou no trabalho.

Ao longo da faculdade, o estudante aprende a:

  • Atender pacientes e clientes de diferentes idades para prevenir, habilitar e reabilitar pessoas usando procedimentos específicos de terapia ocupacional.
  • Analisar a condição de saúde dos pacientes e clientes para realizar diagnósticos e melhorar o desempenho de suas atividades cotidianas.
  • Orientar pacientes, clientes, familiares, cuidadores e responsáveis.
  • Desenvolver programas de prevenção, promoção de saúde e qualidade de vida.

“É preciso fazer estágio?” Sim! O aluno de Terapia Ocupacional realiza cerca de 5 estágios diferentes durante a graduação. Essas atividades são obrigatórias para poder concluir o curso e receber o diploma.

Depois de formado, o terapeuta ocupacional pode atuar:

  • Na enfermaria e na UTI de hospitais públicos e privados.
  • Em clínicas e ambulatórios públicos e privados.
  • Em unidades básicas de saúde e programas de saúde da família
  • em seu próprio consultório de terapia ocupacional.
  • Em consultorias para escolas, instituições de ensino superior, empresas e entidades públicas e privadas.
  • Na responsabilidade técnica de empresas de tecnologia assistiva
  • Em assessorias de políticas públicas de saúde.
  • Em centros especializados de reabilitação.

Grade curricular do curso de Terapia Ocupacional

Confira algumas disciplinas da graduação que capacitam o aluno para atuar como terapeuta ocupacional:

  • Análise de Atividades Sensório-motoras, Cognitivas, Culturais, Sociais e Simbólicas
  • Análise do Movimento Humano nas Atividades Cotidianas
  • Arte, Movimento e o Brincar em Terapia Ocupacional
  • Avaliação em Terapia Ocupacional
  • Bases Biológicas da Terapia Ocupacional
  • Bioestatística em Terapia Ocupacional
  • Comunicação alternativa em Terapia Ocupacional
  • Educação Popular e Inclusiva em Terapia Ocupacional
  • Ergonomia, Saúde do Trabalhador e Terapia Ocupacional
  • Farmacologia em Terapia Ocupacional
  • Fundamentos da Terapia Ocupacional
  • Fundamentos de Física e Biofísica
  • Integração Sensorial em Terapia Ocupacional
  • Musicoterapia e Integração entre Dança e Saúde
  • Patologia Geral em Terapia Ocupacional
  • Psicologia Geral
  • Recursos Terapêuticos em Terapia Ocupacional
  • Saúde e Sociedade
  • Sistema Neurolocomotor
  • Tecnologia Assistiva em Terapia Ocupacional
  • Terapia Ocupacional e Filosofia
  • Terapia Ocupacional em Membros Superiores
  • Terapia Ocupacional em Saúde Mental, Geriatria e Gerontologia
  • Terapia Ocupacional Geral
  • Terapia Ocupacional na Inclusão Social e em Instituições Penais
  • Terapia Ocupacional na Saúde da Mulher e da Criança
  • Terapia Ocupacional nas Disfunções Cardiorrespiratórias
  • Terapia Ocupacional nas Disfunções Dermatológicas e Oncológicas
  • Terapia Ocupacional nas Disfunções Neurológicas
  • Terapia Ocupacional nas Disfunções Traumato-ortopédicas e Reumatológicas
  • Terapia Ocupacional no Contexto Hospitalar
  • Terapia Ocupacional, Antropologia e Sociologia

Onde estudar Terapia Ocupacional

Pretende conquistar seu diploma de Terapeuta Ocupacional? Saiba que há oferta de bacharelado em Terapia Ocupacional presencial em faculdades públicas e privadas.

Segundo o MEC, estas são algumas instituições que oferecem o curso presencial:

  • Universidade de Brasília (UNB)
  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-CAMPINAS)
  • Universidade de Araraquara (UNIARA)
  • Centro Universitário Claretiano (CEUCLAR)
  • Universidade de Sorocaba (UNISO)
  • Centro Universitário Saúde ABC (CUSABC)

Como é a faculdade de Fisioterapia

O curso de Fisioterapia é um bacharelado que dura cerca de 5 anos e pode ser realizado nas modalidades presencial ou EAD semipresencial.

Durante os estudos, o aluno mergulha no mundo da Saúde, da Fisioterapia e do funcionamento do corpo humano para aprender como:

  • Aplicar técnicas fisioterapêuticas para prevenção, readaptação e recuperação de pacientes e clientes.
  • Atender e avaliar as condições funcionais de pacientes e clientes utilizando protocolos e procedimentos específicos da fisioterapia e suas especialidades
  • Atuar na área de educação em saúde realizando palestras, distribuindo. materiais educativos e orientando pacientes e clientes para melhor qualidade de vida.
  • Desenvolver e implementar programas de prevenção em saúde geral e do trabalho .
  • Gerir serviços de saúde orientando e supervisionando profissionais contratados.
  • Exercer atividades técnico-científicas através da realização de pesquisas, trabalhos específicos, organização e participação em eventos científicos.

“Tem estágio?” Com certeza! O estudante de Fisioterapia deve realizar uma série de estágios supervisionados obrigatórios para adquirir experiência na área. Além disso, há bastante prática laboratorial ao longo da graduação.

Depois de formado, o profissional pode trabalhar com Fisioterapia Geral, Respiratória, Neurofuncional, Osteopata, Esportiva, Acupunturista, Quiropraxista, Laboral e Traumato-Ortopédica Funcional.

Grade curricular do curso de Fisioterapia

Quais as disciplinas que capacitam o estudante a atuar em todos esses ramos da Fisioterapia? Confira algumas matérias da graduação oferecida na Universidade Cruzeiro do Sul:

  • Anatomia Humana Aplicada à Fisioterapia (com prática laboratorial)
  • Anatomia Humana do Aparelho Locomotor (com prática laboratorial)
  • Apontamentos de Fisioterapia
  • Avaliação Físico-funcional (com prática laboratorial)
  • Bioestatística
  • Biologia Celular e Tecidual (com prática laboratorial)
  • Bioquímica Aplicada à Fisioterapia
  • Cinesiologia e Cinesioterapia (com prática laboratorial)
  • Epidemiologia e Saúde Pública
  • Ergonomia e Segurança do Trabalho
  • Ética e Deontologia
  • Farmacologia Aplicada à Fisioterapia
  • Fisiologia Geral e Humana
  • Fisioterapia Baseada em Evidência Científica
  • Fisioterapia Cardiopneumofuncional (com prática laboratorial)
  • Fisioterapia Dermatofuncional (com prática laboratorial)
  • Fisioterapia Esportiva (com prática laboratorial)
  • Fisioterapia na Saúde Coletiva (com prática laboratorial)
  • Fisioterapia na Saúde da Criança, da Mulher, do Homem e do Idoso (com prática laboratorial)
  • Fisioterapia Neurofuncional (com prática laboratorial)
  • Fisioterapia Ortopédica (com prática laboratorial)
  • Gestão e Políticas Públicas em Saúde
  • Imunologia e Microbiologia Aplicada à Fisioterapia
  • Patologia
  • Psicologia em Saúde
  • Recursos Terapêuticos Físicos (com prática laboratorial)
  • Traumatológica e Reumatológica

Onde estudar Fisioterapia presencialmente ou a distância

Há bastante oferta de bacharelado em Fisioterapia. Para ajudar na escolha, selecionamos algumas instituições reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC) que oferecem essa formação na modalidade presencial ou EAD:

Em universidades públicas, o curso é ofertado exclusivamente na modalidade presencial, especificamente nas federais, estaduais e municipais em todo o Brasil.

Veja também:

Descubra quanto ganha um Fisioterapeuta

Descubra quanto ganha um Terapeuta Ocupacional

Agora que você já sabe a diferença entre Fisioterapia e Terapia Ocupacional, deixe seu comentário dizendo qual curso achou mais interessante!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin