Conheça as diferenças entre Engenharia Civil e Arquitetura

Você está em dúvida entre o curso de Engenharia Civil e Arquitetura? Neste artigo, você confere as diferenças e semelhanças desses cursos e carreiras. Acompanhe!

Quais as diferenças entre o engenheiro civil e o arquiteto?

O engenheiro civil e o arquiteto muitas vezes trabalham em conjunto, principalmente na construção civil. Suas atuações se complementam: enquanto o arquiteto se preocupa com a estética e funcionalidade dos espaços, o engenheiro se encarrega da parte técnica da construção.  

Resumidamente, o arquiteto é o profissional elabora a planta do projeto, definindo o tamanho de cada ambiente, a disposição dos elementos, como portas e janelas e a posição da iluminação. Já o engenheiro é quem faz os cálculos de estrutura, projeta as instalações hidráulicas e elétricas, dimensiona vigas, colunas e cargas, e determina os materiais a serem utilizados.

Como é o curso de Engenharia Civil e de Arquitetura e Urbanismo?

Apesar das semelhanças na atuação e até de disciplinas parecidas nos cursos, as formações de Engenharia Civil e de Arquitetura e Urbanismo tem aspectos bem distintos. 

O curso de Engenharia é da área de Exatas e, portanto, foca nos conhecimentos de Matemática e Física. A graduação de Arquitetura e Urbanismo é da área de Humanas e, apesar ter algumas disciplinas de Exatas, tem foco maior em Artes e Humanidades.

Engenharia Civil

O curso de Engenharia Civil é um graduação de nível bacharelado e tem duração média de 5 anos. O curso capacita profissionais a elaborar projetos e gerenciar, executar e fiscalizar obras da construção civil, como casas, prédios, pontes e estradas.

Durante o curso, os estudantes aprendem a analisar terrenos, especificar as redes de instalações elétricas e hidráulicas, garantir a segurança da construção e coordenar a equipe da obra.

A grade curricular do curso é composta por conteúdos básicos, profissionalizantes e específicos. Confira algumas disciplinas da graduação em Engenharia Civil:

  • Construção de Edifícios;
  • Desenho Técnico;
  • Estatística;
  • Estradas e Transportes;
  • Física Geral e Experimental;
  • Geologia;
  • Geometria Analítica e Álgebra Vetorial;
  • Hidráulica, Hidrologia e Saneamento;
  • Higiene e Segurança do Trabalho;
  • Instalações Prediais;
  • Marketing e Gestão de Negócios;
  • Materiais de Construção Civil;
  • Pavimentação;
  • Planejamento de Obras;
  • Química Geral e Inorgânica;
  • Recursos Naturais e Meio Ambiente;
  • Termodinâmica.

Para se formar, o aluno precisa cumprir uma carga horário de 160 horas de estágio obrigatório e apresentar o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Já para atuação profissional como engenheiro, ainda é preciso se credenciar no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA).

Arquitetura e Urbanismo

O curso de Arquitetura e Urbanismo também é de nível bacharelado e tem duração média de 5 anos. Essa graduação habilita profissionais a desenhar e planejar espaços urbanos, paisagísticos, design de interiores e construções, levando em consideração aspectos estéticos, funcionais, históricos, culturais, pessoais e ambientais.

Durante o curso, o aluno aprende a entender e traduzir as necessidades de indivíduos, grupos sociais e comunidade, com relação à concepção, organização e construção do espaço interior e exterior, englobando o urbanismo, a edificação, o paisagismo, a conservação e a valorização do patrimônio construído, a proteção do equilíbrio do ambiente natural e a utilização racional dos recursos disponíveis.

As disciplinas abordadas no curso são divididas entre o núcleo de conhecimento de fundamentação e de conhecimentos profissionais. Confira algumas:

  • Arquitetura de Interiores e Ergonomia;
  • Conforto Ambiental;
  • Cálculo Integral e Diferencial;
  • Estética e História da Arte;
  • Física;
  • História e Teoria da Arquitetura e Urbanismo;
  • Instalações Prediais;
  • Materiais de Construção e Tecnologias;
  • Paisagismo;
  • Patrimônio Histórico e Técnicas Retrospectivas;
  • Planejamento e Gestão de Obras, Qualidade e Segurança na Construção Civil; 
  • Planejamento Urbano;
  • Saneamento e Meio Ambiente; 
  • Sistemas Estruturais;
  • Topografia Aplicada à Arquitetura.

Para se formar, o estudante precisa apresentar TCC e cumprir a carga de estágio obrigatório recomendada pela instituição, que costuma variar entre 120 a 180 horas. Para atuar profissionalmente, é preciso se credenciar no Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU).

Quais as áreas de atuação da Engenharia Civil e da Arquitetura?

No mercado de trabalho, geralmente, o engenheiro civil atua na construção civil. Ele pode integrar equipes de empreiteiras ou construtoras, projetando e gerenciando construções e reformas urbanas.

Os engenheiros também podem realizar projetos na área de hidráulica e recursos hídricos, infraestrutura e transporte, saneamento e geotecnia. Esse profissional ainda pode gerenciar a manutenção de prédios e emitir laudos técnicos.  

Os arquitetos, por sua vez, podem trabalhar com paisagismo, design de interiores, comunicação visual, restauração de patrimônios históricos, estudos urbanísticos. Eles atuam tanto em equipes quanto de forma autônoma.

Eles são encontrados em empresa de construção civil, órgãos públicos, escritórios próprios, institutos de pesquisa e planejamento urbano, instituições ligadas ao patrimônio histórico e na área ambiental.

Quem ganha mais: o engenheiro civil ou o arquiteto?

Segundo os últimos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), consultados pelo site Salario.com.br, a média salarial de um engenheiro civil no Brasil é de R$ 7.752,86. Já a média salarial de um arquiteto urbanista fica em R$ 6.317,82 mensais. Apesar do engenheiro civil ganhar mais na média, os salários são próximos.

Onde estudar Engenharia Civil ou Arquitetura?

Gostou do curso de Engenharia Civil ou Arquitetura e Urbanismo? Além de escolher o curso, é necessário  também pesquisar sobre a instituição de ensino que pretende ingressar e ver suas avaliações no Ministério da Educação (MEC).

Algumas instituições privadas oferecem bolsas de estudos, descontos nas mensalidades e ingresso sem burocracia. Se interessou? Então, confira estas faculdades bem reconhecidas pelo MEC para você estudar pagando pouco, no ensino presencial ou a distância:

Leia mais: Conheça os tipos de Engenharia 

E você, já sabe qual curso prestar? Conta para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin