dcsimg

Veja a faculdade pra virar assistente social e onde fazer

Entenda o que o assistente social faz e conheça mais detalhes sobre o curso.

A profissão de assistente social tem como papel amparar e orientar parcelas da população que são mais vulneráveis e marginalizadas, ou seja, trabalhar com políticas públicas para integrar pessoas em situação de fragilidade social.

Para atuar nessa carreira, é necessário fazer o curso de Serviço Social.

A área é ideal para quem adora sociologia e não tem preguiça de ir para a rua e colocar a mão na massa. O trabalho exige do profissional uma postura crítica e reflexiva para compreender as situações e lidar com adversidades. É preciso também ter habilidades para comunicação oral e escrita, articulação política e compromisso com a liberdade, a justiça e a democracia.

O curso de assistente social tem cunho humanista: capacita o estudante para respeitar os valores que as pessoas têm, sem discriminar diferenças e valorizando as suas potencialidades.

Veja mais detalhes do curso e da profissão para ter certeza de que o Serviço Social é a área certa para você:

Conheça o curso de serviço social

A graduação em Serviço Social dura em média 4 anos. É possível se especializar em bacharelado (voltado para o mercado de trabalho) ou licenciatura (destinado à docência).

O principal objetivo do curso é formar um profissional capaz de unir o conhecimento histórico com a situação atual, criando soluções para as pessoas e/ou comunidades que atende.

Para isso, a grade curricular inclui diversas disciplinas. Veja algumas delas:

  • Diversidade étnico-cultural
  • Filosofia
  • Metodologia de pesquisa
  • Psicologia
  • Sociologia
  • Ciência política
  • Direito previdenciário
  • Economia política e Serviço Social
  • Formação da sociedade brasileira
  • Serviço Social e expressões da questão social
  • Capitalismo industrial
  • Questão social e Serviço Social
  • Estudos temáticos: assistência social
  • Institucionalização do Serviço Social
  • Trabalho e práxis social
  • Trabalho livre e capitalismo
  • Contexto de renovação do Serviço Social
  • Fundamentos filosóficos do Serviço Social
  • Oficina temática: saúde
  • Oficinas e estudos temáticos: infância e adolescência
  • Referenciais da renovação do Serviço Social
  • Fundamentos do Serviço Social na contemporaneidade
  • Planejamento e gestão de projetos em Serviço Social
  • Políticas sociais e questões contemporâneas
  • Identidades culturais e Serviço Social
  • Língua portuguesa
  • Socioterritorialidade e práticas sociais em Serviço Social

Vale ressaltar que o currículo de Serviço Social pode ser diferente de uma instituição para a outra.

Durante o curso, algumas atividades práticas também são exigidas para fazer com que o estudante vivencie as situações-problema que vai encontrar no exercício da profissão. Por isso, para se formar será necessário cumprir o estágio.

Unindo o conhecimento teórico às atividades práticas, é possível formar assistentes sociais com uma postura ético-política que respeite o Código de Ética Profissional.

Mercado de trabalho do assistente social

Nas últimas décadas, o País tem desenvolvido políticas públicas com maior intensidade. Por isso, o mercado de trabalho para o assistente social cresce consideravelmente.

As principais oportunidades estão concentradas no serviço público, mas você pode encontrar vagas em ONGs, fundações e empresas.

Nesses locais, o assistente social trabalha orientando e acompanhando pessoas por meio de programas de assistência dirigidos a diversos públicos, como:

  • Crianças em situação de risco
  • População com poucos recursos financeiros
  • Pessoas com dependência química
  • Portadores de deficiências físicas ou mentais
  • Aprisionados
  • Hospitalizados
  • Minorias étnicas
  • Pessoas afetadas por catástrofes naturais
  • Idosos

Para desenvolver tal função, o assistente social pode utilizar vários instrumentos e técnicas de trabalho, como entrevistas, análises sociais, relatórios, levantamento de recursos, encaminhamentos, visitas domiciliares, dinâmicas de grupo e contatos institucionais.

Para ingressar no mercado de trabalho, o estudante precisa providenciar o registro profissional no estado onde vai exercer sua atividade.

A carga horária de trabalho do assistente social deve considerar as atividades de  estudos e pesquisas, planejamento e execução, avaliação e a relação com as pessoas atendidas. Dessa forma, pode variar de 6 a 8 horas diárias — ou até menos, em casos de assessoria e consultoria.

Segundo o Conselho Federal de Serviço Social (CFESS), a média salarial desse profissional  no Brasil pode variar muito de um estado para outro — e, principalmente, de uma função para outra. Os salários para os profissionais em começo de carreira giram em torno de R$ 1500, e os cargos mais altos, R$ 5500. O piso salarial proposto pelo órgão é de R$ 3.720.

Veja onde estudar serviço Social

Gostou da carreira de assistente social, mas não sabe onde estudar? Separamos algumas instituições reconhecidas pelo MEC que oferecem a graduação na modalidade presencial e a distância. Confira:

Cursos presenciais

Cursos a distância

Veja também:

Como está o mercado de trabalho para Serviço Social?

Curso de Serviço Social online

Agora que você já sabe tudo sobre a profissão de assistente social, conte para a gente em qual universidade pretende estudar. É só deixar um comentário abaixo!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin