dcsimg

Conheça algumas boas faculdades de Relações Internacionais

Se você está interessado em cursar uma faculdade de Relações Internacionais e ainda não sabe onde estudar, veja nossas dicas de instituições de ensino superior.

Relações Internacionais (RI ou REL) é o curso ideal para quem se interessa pelo estudo das relações sociais, econômicas e políticas entre países. Mais precisamente sobre as relações entre os Estados, organizações internacionais, não-governamentais e empresas transnacionais, os chamados atores internacionais.

As relações internacionais englobam pautas como direitos humanos, sustentabilidade, globalização, desenvolvimento econômico, antiterrorismo, política externa, sistema financeiro e várias outras que são de interesse dos atores.

O curso de RI ajuda a expandir a visão de mundo, tem uma boa carga teórica e é indicado para quem se interessa sobre as influências de cada cultura, os conflitos existentes no mundo e gosta de refletir ou debater sobre o que move algum acontecimento político, por exemplo.

Que tal saber mais sobre o curso, as áreas de atuação, o mercado de trabalho e onde estudar RI? Então continue lendo nosso artigo!

Faculdade de Relações Internacionais como é o curso

O curso de graduação em Relações Internacionais é um bacharelado e tem duração de 4 ou 5 anos, dependendo da instituição de ensino. Na Anhanguera, por exemplo, o curso tem duração de 4 anos.

Sua grade curricular é composta por disciplinas e atividades distribuídas em quatro eixos temáticos de formação:

1. Estruturante

São as disciplinas relacionadas diretamente ao tema:

  • História das Relações Internacionais
  • Teoria das Relações Internacionais
  • Política Externa
  • Economia Política Internacional
  • Direito Internacional
  • Direitos Humanos
  • Instituições, Regimes e Organizações Internacionais
  • Ciência Política
  • Segurança, Estudos Estratégicos e Defesa

2. Interdisciplinar

São todos os conteúdos complementares às disciplinas obrigatórias:

  • Filosofia
  • Direito
  • Economia
  • Sociologia
  • Antropologia
  • Estatística
  • Geografia
  • Ética

3. Profissional

A formação profissional consiste nos projetos multidisciplinares, estudos e atividades práticas, como as laboratoriais, de simulações, análise de conjuntura e aperfeiçoamento de habilidades interpessoais.

4. Complementar

As atividades complementares contemplam estágios não obrigatórios, participação em seminários, palestras ou conferências, monitorias, participação em grupos de pesquisa e em qualquer evento de caráter científico.

As disciplinas podem aparecer com outra nomenclatura, dependendo do programa pedagógico da instituição, mas as grades curriculares são alinhadas. Você pode, por exemplo, encontrar o mesmo conteúdo nas universidades Cruzeiro do Sul e Unicid com variação em seu nome.

A profissão em RI e o mercado de trabalho

Os bacharéis em RI, chamados de internacionalistas ou analistas internacionais, atuam em diversas frentes, como na elaboração de políticas e análises de conjunturas internacionais.

Formado, o profissional se torna apto a tratar das relações entre nações ou organizações internacionais, usando seus conhecimentos para analisar situações e questões que envolvam as partes e que precisem de mediação.

No mercado de trabalho, o internacionalista pode atuar como assessor ou consultor estratégico, em inteligência competitiva, com análise de cenários e riscos políticos, assessoria a governos ou empresas públicas, operações financeiras internacionais, diplomacia ou pesquisa acadêmica.

Os locais nos quais o analista de RI normalmente atua são: ministérios, embaixadas, empresas públicas e privadas de segmentos diversos e ONGs.

Para seguir a carreira de diplomata é preciso ser aprovado em concurso público realizado pelo Instituto Rio Branco, que é ligado ao Ministério das Relações Exteriores e o órgão responsável por formar diplomatas no país.

Relações Internacionais e Comércio Exterior

Caso você tenha dúvidas sobre a relação entre RI e Comércio Exterior, assim como sobre a atividade dos profissionais da área, saiba que o internacionalista não pode exercer a função do profissional de Comex. Enquanto este último lida com despachos aduaneiros, cotações, números, logística e relatórios diversos, o internacionalista se ocupa da relação diplomática entre as nações partes da negociação.

Eles podem atuar juntos, como analista de RI atuando no planejamento e estratégia do negócio e o profissional de Comex atuando para fechar o negócio e realizar os trâmites da negociação.

Onde estudar Relações Internacionais

As instituições de ensino superior elencadas abaixo oferecem o curso de Relações Internacionais, autorizado e com diploma reconhecido pelo MEC:

O curso é feito na modalidade presencial e o ingresso pode acontecer por meio de prova tradicional de vestibular, prova agendada ou direto com a nota do Enem.

Você também pode gostar dessas leituras:

Como usar a nota do Enem para entrar na faculdade

Saiba quais são os 40 cursos mais bem remunerados

Você já decidiu sobre a carreira em Relações Internacionais e sobre para qual universidade vai? Conte pra gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin