Veja qual é o preço da faculdade Gestão de Segurança Privada

O curso de Gestão da Segurança Privada está em alta e as mensalidades podem ser bem acessíveis. Confira aqui!

Gestão da Segurança Privada é um curso superior que está ganhando importância no Brasil.

A graduação é voltada para quem quer trabalhar no desenvolvimento de projetos que reduzam riscos ao patrimônio privado ou a pessoas.

Como qualquer profissão no campo da segurança, tem mercado garantido no Brasil.

Mas quanto será que é preciso investir para obter uma formação superior na área?

A seguir, veja qual é o preço da faculdade de Gestão da Segurança Privada!

O preço da faculdade de Gestão da Segurança Privada

Fazer uma faculdade de Gestão da Segurança Privada não custa tão caro quanto você imagina.

Na verdade, há opção para todos os bolsos.

Tudo vai depender de onde e como você quer estudar. Normalmente, cursos presenciais custam mais que os EAD. A faculdade escolhida também pesa bastante, assim como a cidade e o turno do curso: os noturnos, por serem mais procurados, acabam custando mais que os matutinos ou vespertinos.

Os cursos a distância são os mais acessíveis, mas mesmo entre eles há distinções. Por exemplo, os totalmente on-line custam menos que os semipresenciais (que têm uma carga maior de atividades presenciais obrigatórias).

Deu para perceber que há muitas possibilidades para estudar, não é?

Veja quanto custa estudar Gestão da Segurança Privada em diferentes modalidades!

Preço de Gestão da Segurança Privada presencial

Um curso de Gestão da Segurança Privada no modelo tradicional pode custar entre R$ 600 e R$ 1.300, aproximadamente, dependendo da faculdade escolhida. A mensalidade média é de R$ 850 na maioria das instituições.

Geralmente, as mais baratas são aquelas que pertencem às grandes redes de ensino.

Para quem procura bolsas ou financiamentos, os cursos presenciais têm uma vantagem em relação aos EAD – que você vê mais adiante.

Preço de Gestão da Segurança Privada EAD semipresencial

O curso semipresencial é aquele que equilibra encontros presenciais e aulas on-line. É a pedida ideal para quem curte a flexibilidade que a tecnologia proporciona e, ao mesmo tempo, gosta do contato cara-a-cara com professores e outros alunos.

O formato tem um valor intermediário entre o presencial e o totalmente a distância.

Por isso a gente encontra Gestão da Segurança Privada semipresencial com valores que oscilam entre R$ 380 e R$ 670. A média na maioria das instituições é de R$ 450 por mês.

Gestão da Segurança Privada EAD totalmente a distância

Para quem gosta da ideia de estudar com total liberdade e ainda economizar um bom dinheiro, Gestão da Segurança Privada totalmente a distância é a alternativa perfeita.

Aqui o aluno faz o curso de casa e só precisa se preocupar em ir à faculdade uma ou duas vezes por semestre.

Isso não quer dizer que os alunos não tenham compromisso. Pelo contrário. Durante o percurso eles são acompanhados de perto por professores e tutores, precisam fazer as atividades dentro do prazo e participar ativamente das discussões. É para quem tem disciplina e vontade de aprender.

Os preços são bem atrativos: variam entre R$ 230 e R$ 350 na maioria das faculdades!

Como estudar Gestão da Segurança Privada sem pagar nada

Há diversas maneiras de estudar Gestão da Segurança Privada sem pagar nada ou em condições facilitadas.

A mais conhecida é o ProUni, o programa do governo federal que concede bolsas de estudos parciais e integrais em faculdades privadas de primeira linha. Todos os semestres abrem diversas vagas em Gestão da Segurança Privada. Para conseguir uma é preciso ter boa pontuação no Enem mais recente e atender às exigências socioeconômicas do Ministério da Educação (MEC). O ProUni vale para cursos presenciais e a distância.

Dá também para buscar bolsas (a maioria parcial) nas próprias faculdades, aproveitando as promoções e descontos.

Se não rolar bolsa, o FIES é uma alternativa interessante. Com ele, os interessados podem fazer Gestão da Segurança Privada sem se preocupar com as mensalidades enquanto estudam. A dívida só começa a ser cobrada depois da formatura, a juros baixos e prazo longo para pagar as parcelas. O FIES também exige boa nota no Enem e tem alguns critérios de renda. Acontece todo semestre e, por enquanto, só rola para cursos presenciais.

O curso de Gestão da Segurança Privada

Gestão da Segurança Privada é um curso superior de tecnologia e tem apenas dois anos de duração.

Trata do desenvolvimento e gestão de projetos voltados à segurança patrimonial privada. Os profissionais se preparam para lidar com situações imprevistas, implantam planos de segurança, fazem análise de risco e controlam diferentes atividades.

Para isso, precisam estudar temas como investigação de fraudes, direto penal, segurança da informação, planejamento estratégico, diagnóstico e análise de risco, auditoria.

Os formados podem trabalhar para pessoas e empresas ou abrir seu próprio negócio.

Hoje, quem mais demanda o trabalho dos gestores de segurança privada são empresas de transporte de valores, bancos, estabelecimentos comerciais, condomínios, empresas de vigilância, aeroportos, rodoviárias.

Onde encontrar uma faculdade de Gestão da Segurança Privada

O curso de Gestão da Segurança Privada pode ser encontrado em dezenas de faculdades por todo o Brasil.

A graduação está crescendo rapidamente na preferência popular e já é a escolha número um de mais de nove mil estudantes.

Não é surpresa, portanto, que a área esteja expandindo a demanda por profissionais qualificados.

Isso significa que ter um curso superior no currículo faz diferença, e muita! Por isso, não tenha medo de investir em uma graduação. E lembre-se: dê preferência a boas faculdades, que sejam reconhecidas no mercado.

O curso pode ser encontrado em grandes redes de ensino, como o Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA), a Cruzeiro do Sul Virtual (a distância) e a Universidade Cidade de São Paulo (UNICID).

Veja também:

Saiba tudo sobre o tecnólogo em Segurança Pública EAD

Qual faculdade de Gestão da Segurança Privada é a ideal para você: presencial, semipresencial ou totalmente a distância? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin