Conheça tudo sobre a licenciatura em Educação Especial

Os cursos de licenciatura formam profissionais para atuar como professores no ensino básico. No caso da graduação de Educação Especial, o ensino é voltado para estudantes com deficiência física, mental, sensorial, transtorno do desenvolvimento e superdotação.

O curso

Com duração média de quatro anos, o curso capacita os profissionais para compreender as formas de aprendizagem dos alunos e, assim, adequar os conteúdos. Além disso, os futuros professores também são preparados para identificar as necessidades dos estudantes e atuar na sua inclusão e no desenvolvimento da autonomia.

Para isso, é fundamental que os universitários estudem as deficiências e as metodologias de ensino e aprendizagem. Veja a seguir as principais disciplinas da grade curricular do curso:

  • Alfabetização
  • Psicomotricidade
  • Linguagem e Desenvolvimento Humano
  • Língua Brasileira de Sinais
  • Fundamentos da Educação Especial
  • Práticas de ensino
  • Didática aplicada a pessoas com deficiência
  • Transtornos globais do desenvolvimento
  • Educação Física inclusiva
  • Arte e Educação Especial
  • Políticas públicas em educação inclusiva
  • Fundamentos e metodologias da deficiência visual
  • Fundamentos e metodologias da superdotação e altas habilidades
  • Fundamentos e metodologias da deficiência auditiva
  • Fundamentos e metodologias da deficiência intelectual
  • Fundamentos e metodologias da deficiência física
  • Fundamentos e metodologias do Transtorno

O estágio supervisionado é obrigatório para a conclusão do curso e retirada do diploma, assim como o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Modalidades

A modalidade de um curso de graduação é o formato no qual ele é ofertado. As principais são: presencial, semipresencial e ensino a distância (EaD). A licenciatura em Educação Especial é ofertada nas três modalidades.

A principal diferença entre os três está na forma como o ensino e a aprendizagem ocorrem. No ensino presencial, todas as aulas, atividades e provas acontecem em sala de aula, dentro da instituição de ensino.

Já na modalidade semipresencial, até 20% da carga horária do curso pode ser feita de forma on-line, e o restante acontece de forma presencial. Por fim, no ensino a distância, até 100% do curso pode ser realizado de forma on-line.

Nas aulas virtuais, as aulas, materiais de estudo e atividades são publicados na plataforma on-line da instituição, também conhecida como Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). Nela, os alunos podem entrar em contato com os professores e outros colegas de turma. Entretanto, as provas são feitas presencialmente, nas unidades da faculdade.

É importante ressaltar que, independente da modalidade, os diferentes formatos de ensino abordam os mesmos conteúdos.

Mensalidades do curso

Segundo o site Quero Bolsa, é possível encontrar mensalidades para o curso de Educação Especial a partir de R$ 110,00 na modalidade de ensino a distância, e a partir de R$ 610,00 na opção presencial.

A profissão

Após a formação, o professor de educação especial pode oferecer atendimento educacional especializado aos estudantes, promover a inclusão desses alunos no ambiente escolar, ministrar aulas e preparar o material didático o objetivo de desenvolver habilidades de todos os alunos.

Mercado de trabalho

Como esse profissional atua na área da educação, as oportunidades de trabalho concentram-se em escolas regulares públicas e privadas, além de instituições de ensino especializadas e hospitais, no ensino para pessoas hospitalizadas.

De acordo com o Censo Escolar 2018 feito pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o número de matrículas de alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e/ou altas habilidades/superdotação em classes comuns ou especializadas ultrapassou um milhão. Nesse contexto, a presença de professores de educação especial se torna cada vez mais necessária.

Salários

De acordo com o site de empregos Vagas, a média salarial do professor de educação especial no Brasil é de R$ 2.597,00. A média é calculada com base nas informações dadas pelos profissionais da área que possuem cadastro no site.

Onde cursar Educação Especial?

O diploma de graduação em Educação Especial é fundamental para exercer a profissão. Porém, para que ele seja válido em todo território nacional, é preciso se certificar de que o curso escolhido é autorizado e reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC).

Por meio de uma avaliação, o órgão garante que a graduação ofertada por determinada instituição atende aos padrões de qualidade necessários e possui a estrutura adequada. Portanto, é fundamental verificar essa informação antes de efetuar a matrícula.

Para saber se o curso seja autorizado e reconhecido pelo MEC, basta acessar o site do órgão. A seguir, você pode encontrar algumas opções de instituições que oferecem a licenciatura em Educação Especial, de acordo com as diretrizes do MEC:

Preparado para se tornar um professor de Educação Especial? Responda nos comentários abaixo!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin