dcsimg

Quanto custa estudar Engenharia?

O curso de Engenharia pode custar menos do que você imagina, sabia? Veja todos os detalhes agora mesmo!

Há anos entre as profissões mais bem-sucedidas do Brasil, a Engenharia segue atraindo milhares de estudantes às salas de aulas todos os anos.

Com uma demanda tão grande, a procura cresce tanto em instituições públicas como em particulares.

Nesse momento os futuros estudantes se deparam com uma questão importante: quanto custa estudar Engenharia?

A gente foi buscar alguns valores e teve uma grata surpresa: dá para estudar com menos do que você imagina.

Descubra a seguir!

Quanto custa estudar Engenharia

Felizmente, existe curso de Engenharia para todos os bolsos. Claro, não dá para imaginar que uma graduação que tem tantas atividades de laboratório e faz uso, muitas vezes, de equipamentos sofisticados, vá custar quase nada.

No Brasil, por exemplo, a média cobrada pelas principais faculdades particulares é de R$ 1.200 para os cursos presenciais tradicionais.

Os valores flutuam bastante de uma instituição para outra, muitas vezes de acordo com o período de estudos.

Sendo assim, os cursos matutinos ou vespertinos geralmente são mais baratos que os noturnos.

Por exemplo, na Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL) o curso de Engenharia Civil noturno custa R$ 990 e o matutino sai por R$ 770 por mês.

No Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) ocorre algo similar, mas com o curso de Engenharia Elétrica. Lá, o aluno que prefere estudar à noite paga R$ 1.070 por mês, enquanto quem se matricula no turno matutino paga R$ 930.

Em outras, o valor muda de unidade para unidade. No caso da Universidade Estácio de Sá (UNESA), por exemplo, as mensalidades do curso de Engenharia de Produção ficam na casa dos R$ 760 no Rio de Janeiro, R$ 715 em Petrópolis e R$ 690 em São João de Meriti – independentemente do turno escolhido pelo estudante.

Quanto custa estudar Engenharia a distância

Uma novidade que vem se popularizando rapidamente no Brasil são os cursos de Engenharia a distância. Talvez você esteja se perguntando como é possível fazer um curso tão prático, tão complexo, na modalidade EAD.

Mas é simples: basta saber que apenas a parte teórica do curso pode ser feita totalmente a distância, por meio de um computador conectado à internet. Grande parte das aulas acontece mesmo no formato presencial. Uma ou duas vezes por semana, o aluno tem que dirigir à faculdade ou a um polo de apoio para assistir às aulas e realizar atividades em laboratórios.

O curso a distância, desde que seja reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC), forma engenheiros aptos a ingressar no mercado de trabalho.

Uma das grandes vantagens aqui é o valor da mensalidade, que em alguns casos pode custar a metade de um curso presencial.

Em nossas pesquisas, encontramos faculdades que oferecem o curso partir de R$ 550 por mês, como é o caso da Universidade Norte do Paraná (UNOPAR).

Na grande maioria das instituições, os custos vão de R$ 470 a R$ 650. Dificilmente você vai encontrar um curso de Engenharia a distância que custe mais de R$ 900.

Como pagar menos para estudar Engenharia

Existem diversas maneiras de pagar ainda menos por um curso de Engenharia. A gente selecionou algumas para você conhecer:

ProUni: É um programa de âmbito nacional que concede bolsas de estudos em faculdades particulares. Para ganhar o benefício é preciso encarar um concorrido processo seletivo, que usa a nota do Enem mais recente e leva em conta alguns requisitos de renda familiar e formação escolar. A seleção ocorre duas vezes ao ano.

Descontos das próprias faculdades: Muitas instituições oferecem descontos interessantes aos alunos que, por exemplo, pagam as mensalidades em dia. Esse hábito simples pode ajudar a baratear até 30% do valor da mensalidade. Mas também há descontos para quem vem de outras faculdades ou para quem está fazendo uma segunda graduação. Informe-se no local onde você gostaria de estudar.

FIES: Com o Fundo de Financiamento Estudantil é possível financiar o valor do curso a juros baixos e ainda ganhar um prazo super longo para quitar a dívida. Não é exatamente um desconto, mas é uma facilidade e tanto. Para ganhar o benefício é preciso passar antes por um processo seletivo bem disputado. Para se inscrever é preciso ter feito qualquer edição do Enem a partir de 2010 e atender aos requisitos de desempenho no exame e renda familiar definidos pelo MEC.

Tipos de curso de Engenharia que você vai encontrar

Brasil, existe uma variedade imensa de cursos de Engenharia, cada um com uma área de atuação diferente. Conheça algumas das opções mais comuns:

  • Engenharia Aeronáutica
  • Engenharia Agrícola
  • Engenharia Agronômica
  • Engenharia Ambiental
  • Engenharia Bioenergética
  • Engenharia Biomédica
  • Engenharia Cartográfica
  • Engenharia Civil
  • Engenharia da Computação
  • Engenharia de Agrimensura
  • Engenharia de Alimentos
  • Engenharia de Bioprocessos
  • Engenharia de Controle e Automação
  • Engenharia de Materiais
  • Engenharia de Materiais
  • Engenharia de Minas
  • Engenharia de Petróleo e Gás
  • Engenharia de Produção
  • Engenharia de Segurança do Trabalho
  • Engenharia de Software
  • Engenharia de Telecomunicações
  • Engenharia Elétrica
  • Engenharia Eletrônica
  • Engenharia Florestal
  • Engenharia Industrial Mecânica
  • Engenharia Mecânica
  • Engenharia Mecatrônica
  • Engenharia Química
  • Engenharia Têxtil

Onde estudar Engenharia

É super fácil encontrar uma faculdade que ofereça o curso de Engenharia, especialmente se o tipo que você busca está entre os mais populares, como Civil, Elétrica, de Produção, Mecânica ou Química.

A gente separou a seguir algumas faculdades reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC que contam com o curso de Engenharia em diversas modalidades. Conheça:

Veja também:

Qual é o salário de Engenharia Mecânica?

O que achou das mensalidades do curso de Engenharia? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin