dcsimg

Saiba quanto custa o curso de Direito e comece a estudar

Quer começar a estudar Direito? Então veja quanto custa iniciar esse curso já!

O curso de Direito é um dos mais sonhados pelos estudantes do país. Ele traz um mercado de trabalho amplo e uma maior independência financeira.

Nos processos seletivos para bolsas de estudo ou vagas em universidades públicas, esse curso continua sendo um dos mais concorridos. Uma boa solução para quem sonha em realizá-lo é ingressar em uma faculdade particular.

No Brasil, temos a maior quantidade de faculdades de Direito do mundo e essa concorrência abaixa o valor das mensalidades!

Veja agora o preço do curso em cada região do país!

Quanto custa estudar Direito?

O custo médio mensal para estudar Direito é R$ 800, porém esse valor pode variar de acordo com a região, faculdade e turno.

Veja agora os valores das mensalidades em algumas cidades do país:

São Paulo (SP)
Cruzeiro do Sul Educacional (presencial)
Valor: R$ 599

Rio de Janeiro (RJ)
Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA)
Valor: R$ 900

Belo Horizonte (MG)
Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS)
Valor: R$ 1.300

Salvador (BA)
Faculdade Unime (UNIME)
Valor: R$ 1.000

Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)
Valor: R$ 2.500

Cursos de Direito a distância

Os cursos a distância estão em alta. Eles surgem como uma boa opção para quem não tem tempo de ir todos os dias a uma faculdade, e também para quem deseja  economizar nas mensalidades e no custo com transporte e alimentação.

Infelizmente, o curso de Direito não é disponibilizado nem na modalidade a distância nem na semi presencial, restando apenas as tradicionais aulas presenciais.

Quer saber como pagar menos na sua mensalidade? Mostraremos algumas opções logo abaixo!

Como estudar Direito pagando menos?

Para ajudar a encontrar as melhores opções, selecionamos alguns programas de desconto e financiamento. Em alguns casos, é possível até estudar sem pagar nada! Veja:

ProUni

O Programa Universidade para Todos (ProUni) disponibiliza para os estudantes bolsas de estudo parciais (50%) e integrais (100%) em instituições particulares do país.

Para concorrer a essas bolsas é necessário ter realizado o último Enem, ter obtido 450 pontos no exame e não ter zerado a Redação. Existem outros critérios que devem ser observados antes da inscrição.

As inscrições no ProUni ocorrem duas vezes ao ano (início do primeiro e segundo semestres) e são realizadas diretamente pelo site do programa.

FIES

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é uma boa opção para quem não conseguiu uma bolsa de estudo pelo ProUni. O estudante financia até 100% do seu curso e pode estudar tranquilamente, começando a pagar só após concluir a formação.

Para se inscrever no FIES também é necessário ter feito o Enem, porém o programa aceita a nota de qualquer edição a partir de 2010. O candidato deve alcançar no exame uma média igual ou maior que 450 pontos e não pode zerar a Redação.

As inscrições para o FIES ocorrem também duas vezes ao ano e o estudante deve observar os critérios de renda antes de se candidatar.

Bolsas, convênios e financiamentos direto com a instituição

Algumas instituições privadas do país disponibilizam opções de ingresso facilitado para aqueles estudantes que não conseguiram os benefícios do ProUni ou do FIES. Entre as opções disponíveis estão bolsas de estudo, descontos e financiamentos privados.

E o melhor é que não existem muitos critérios a serem cumpridos para a seleção e, em muitos casos, não é nem necessário ter feito a prova do Enem!

Trouxemos algumas opções de instituições reconhecidas pelo MEC, que participam do ProUni e do FIES, mas também oferecem bolsas e financiamentos próprios. Nestas instituições você poderá estudar sem nenhuma preocupação ou burocracia:

Veja mais:

Descubra como entrar na faculdade sem fazer vestibular

Notas do Enem para cada curso

Decidiu fazer o curso de Direito? Conte para nós aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin