dcsimg

Quanto tempo dura a faculdade de Administração?

O bacharelado em Administração tem maior duração, mas há opções mais rápidas: os cursos tecnológicos. Confira agora tudo sobre o assunto!

Administração é um dos cursos preferidos pelos estudantes brasileiros. De acordo com o último Censo da Educação Superior, ele fica em segundo lugar, com mais de 700 mil alunos matriculados (só perde para o curso de Direito).

Tanta procura pode ser explicada pelas amplas possibilidades de trabalho. O bacharel em Administração é um profissional versátil, que pode atuar em inúmeras áreas de empresas dos mais diversos portes e setores.

Por isso, o investimento de tempo e dinheiro costuma valer a pena. Mas, se você achar que a graduação é muito longa, saiba que há cursos superiores mais breves, do tipo tecnológico, que formam profissionais para áreas específicas ligadas à Administração.

Descubra tudo isso agora mesmo: quanto tempo duram os bacharelados e os cursos tecnológicos, o que se estuda, sugestões de faculdade e de formas de estudar!

Quanto dura uma faculdade de Administração?

Administração é uma graduação do tipo bacharelado que dura 4 anos, geralmente divididos em 8 períodos ou semestres. O total do curso, entre aulas, estágios e atividades complementares, deve ser de no mínimo 3.000 horas/aula – essa é a norma estabelecida pelo Ministério da Educação (MEC), que regula os cursos superiores no Brasil.

As faculdades podem até oferecer cursos mais extensos do que isso, com maior carga horária e duração de, por exemplo, 5 anos. O que não pode existir é bacharelado em Administração com menos de 4 anos.

Por isso, se você encontrar alguma oferta por aí que prometa formar administradores em um tempo mais curto, desconfie! Muito provavelmente, esse curso não contará com o aval do MEC e, portanto, o diploma não terá validade.

Outra coisa bem diferente são os cursos superiores do grau tecnológico. Esses, sim, são muito mais rápidos: duram entre 2 e 3 anos. O que acontece é que não há exatamente um curso tecnológico de Administração tão abrangente como o bacharelado.

A graduação tecnológica tem foco em uma área específica da profissão, formando o profissional para atuar naquele nicho determinado do mercado de trabalho.

O leque de possibilidades profissionais e as chances de crescimento na carreira, portanto, se reduzem um pouco quando comparamos os cursos tecnológicos aos bacharelados. Por outro lado, é possível se formar e começar a trabalhar na área mais rapidamente.

Algumas opções de cursos superiores tecnológicos ligados à área da Administração são as graduações em Gestão (da Qualidade, Financeira, Comercial, de Recursos Humanos, etc.) ou cursos como Logística, Marketing e Comércio Exterior.

Faculdades de Administração reconhecidas pelo MEC

Veja agora algumas sugestões de faculdades de Administração reconhecidas pelo MEC (somente com esse reconhecimento o diploma tem validade em todo o território nacional).

Todas elas também também oferecem cursos superiores tecnológicos na área da Administração:

Nessas instituições você pode estudar com a ajuda de programas do governo, como ProUni e FIES, além de encontrar facilidades como bolsas de estudos, financiamentos sem burocracia, descontos e convênios.

O que se estuda na faculdade de Administração?

Os primeiros semestres do bacharelado são dedicados, em sua maioria, a matérias básicas teóricas. Alguns exemplos de disciplinas geralmente ministradas na primeira metade do curso são:

  • Contabilidade Básica
  • Fundamentos das Ciências Sociais
  • Fundamentos de Direito do Trabalho e Previdenciário
  • Fundamentos de Direito Empresarial e Tributário
  • Fundamentos de Economia
  • Fundamentos de Matemática
  • Psicologia das Organizações
  • Teoria Geral da Administração

Nos dois primeiros anos, o aluno passa também por matérias ligadas à Gestão em suas várias vertentes, como:

  • Gestão da Qualidade
  • Gestão de Marketing
  • Gestão de Pessoas
  • Gestão de Processos e Serviços
  • Gestão da Cadeia de Suprimentos

A partir da segunda metade do curso, os temas ganham maior profundidade e um foco mais prático. Muitas disciplinas vão propor casos reais do mercado, os quais os alunos devem analisar. Veja exemplos de matérias que costumam ser ministradas nessa fase:

  • Administração da Produção e Operações
  • Administração de Sistemas de Informação
  • Administração Estratégica
  • Análise de Investimento e Orçamento Empresarial
  • Análise Econômica e Financeira
  • Estatística e Probabilidade
  • Gerenciamento de Projetos
  • Mercado Financeiro
  • Negociação Empresarial
  • Pesquisa de Mercado
  • Práticas Empresariais Informatizadas

A ordem e os nomes das matérias podem variar de acordo com cada instituição. Mas o conteúdo em si dos bacharelados em Administração é semelhante em todas as faculdades, até porque todos eles devem obedecer às diretrizes do MEC.

O MEC, aliás, deixa a cargo das faculdades decidir se o curso inclui ou não estágio supervisionado. Mas muitas delas acabam optando por exigir essa atividade, que é um importante meio de contato com o mundo real do mercado de trabalho. Os estágios costumam começar na segunda metade do curso.

As instituições que não incluem o estágio supervisionado em seu currículo substituem essa matéria por disciplinas práticas que podem ser realizadas na própria universidade.

Outra exigência comum no bacharelado em Administração é o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), que deve ser desenvolvido pelo aluno e apresentado a uma banca examinadora. O TCC normalmente é feito no último ano.

Faculdade de Administração a distância

Uma opção que vem ganhando força nos últimos anos é o curso de bacharelado em Administração a distância (EAD), com grade curricular equivalente à do curso presencial, carga horária igual (ou seja, mínimo de 3.000 horas) e diploma com a mesma validade.

O EAD, como você já deve saber, oferece a oportunidade de se formar em Administração de forma mais prática, com flexibilidade de horários e, na maioria das vezes, economizando nas mensalidades, já que, em geral, a mensalidade custa menos do que a presencial.

O curso acontece em uma plataforma virtual preparada especialmente para aprender online. Os conteúdos são muito bem organizados, separados por matérias e obedecem a cronogramas semanais de atividades.

Ali você encontra textos, exercícios, áudios, vídeos e também pode assistir às aulas, que são gravadas ou transmitidas ao vivo, em tempo real, a partir de uma unidade da instituição em qualquer ponto do Brasil.

É importante saber que os cursos de Administração EAD têm pelo menos 20% de tarefas presenciais, que podem ser provas, apresentações de trabalho, atividades práticas e inclusive algumas aulas. A parte presencial da graduação em Administração a distância é ministrada no polo de apoio, em sua cidade ou região.

O curso de Administração EAD pode ser de dois tipos, dependendo da quantidade de atividades presenciais que exigem. Os de maior equilíbrio entre presencial e a distância são os chamados semipresenciais. Nesses, o estudante vai ao polo de apoio 1 ou 2 vezes por semana. Já nos cursos a distância, ou online, os momentos presenciais acontecem com menor frequência.

Todas as faculdades que listamos anteriormente também oferecem Administração na modalidade EAD.

Veja também:

Descubra quanto ganha um administrador

O que achou da carga horária de Administração? E das matérias? É isso mesmo o que você quer estudar ou ainda está na dúvida? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin