dcsimg

Descubra quanto tempo dura a faculdade de Direito

Confira quantos anos é preciso investir para se formar em Direito!

O curso de Direito é o maior do Brasil em número de matrículas, de acordo com os dados mais recentes do Censo da Educação Superior. São mais de 860 mil alunos!

Se você quer se formar em Direito, mas acha que o mercado já está saturado, saiba que sempre há espaço para bons profissionais. Quem investe em qualificação consegue se destacar e tem a chance de conseguir ótimos salários.

O curso envolve matérias como Sociologia, Psicologia e Política, além das várias áreas do Direito: Civil, Penal, Administrativo, Tributário, Constitucional e muitas outras.

Veja agora mesmo quanto tempo dura a faculdade de Direito, qual o conteúdo do curso e onde você pode estudar!

Quanto tempo dura o curso de Direito?

As diretrizes curriculares do Ministério da Educação (MEC) estabelecem que o curso de Direito deve ter uma carga horária total de 3.700 horas, com duração mínima de cinco anos.

Algumas instituições até podem vir a oferecer cursos de maior duração, conforme a distribuição de horários e matérias. Mas uma coisa é certa: cursos de Direito com menos de cinco anos não são permitidos pelo MEC.

Por isso, se você se deparar com alguma oferta milagrosa que prometa formação em menos tempo, desconfie. Sem o aval do MEC, o diploma não terá validade.

Outra diretriz do MEC para as graduações em Direito é que 20% de seu currículo deve ser dedicado a estágios supervisionados e atividades complementares como a participação em palestras, congressos, seminários e outros eventos da área.

Tanto esforço tem a sua contrapartida. Quem se forma em Direito encontra um amplo mercado de trabalho em todas as regiões do país. Profissões como advogado, juiz e desembargador oferecem ótimos salários. Além disso, a carreira pode ser desenvolvida no departamento jurídico de empresas de diversos setores, também com excelentes possibilidades de remuneração.

De acordo com a consultoria especializada Robert Half, alguns segmentos que estão em alta para o profissional do Direito são agronegócio, saúde, serviços, bens de consumo e o trabalho em escritórios de advocacia.

Faculdades de Direito reconhecidas pelo MEC

O Brasil é detentor de um recorde que merece reflexão: é o país com o maior número de faculdades de Direito no mundo. Sabemos que quantidade não representa qualidade e, por isso, é preciso estar atento às avaliações que o MEC faz de cada um desses cursos.

Para engrenar sua busca, selecionamos para você algumas faculdades reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC que oferecem o curso de Direito:

Etapas da faculdade de Direito

O curso de Direito é oferecido no grau de bacharelado. Sua grade curricular é ampla e prepara o profissional para atuar em vários ramos da profissão.

Ainda não existem no país graduações em Direito na modalidade a distância. Todos os cursos, portanto, são presenciais.

No início da graduação, o aluno entra em contato com temas teóricos. Alguns exemplos de matérias que você vai encontrar nos primeiros períodos são:

  • Ciência Política
  • Filosofia, Ética e Cidadania
  • Fundamentos das Ciências Sociais
  • História do Direito Brasileiro
  • Introdução ao Estudo do Direito
  • Mediação de Conflitos
  • Psicologia Aplicada ao Direito
  • Sociologia Jurídica e Judiciária

Já no primeiro ano começam a entrar algumas matérias mais específicas, como Direito Civil e Direito Penal, que continuarão sendo estudadas com mais profundidade no decorrer do curso.

A etapa que vai do segundo ao quarto ano é a mais densa do curso. Além dos já citados Direito Civil e Penal, entram em cena outros ramos do Direito, em matérias como:

  • Direito Administrativo
  • Direito Agrário
  • Direito Ambiental
  • Direito Constitucional
  • Direito Contratual Bancário
  • Direito da Criança e do Adolescente
  • Direito da Informática
  • Direito do Consumidor
  • Direito do Trabalho
  • Direito e Bioética
  • Direito Eleitoral
  • Direito Empresarial
  • Direito Financeiro e Tributário
  • Direito Imobiliário
  • Direito Indígena
  • Direito Internacional
  • Direito Penal e Econômico
  • Direito Previdenciário
  • Direito Processual Civil
  • Direito Processual do Trabalho
  • Direito Processual Penal
  • Direitos Autorais e Propriedade Industrial
  • Direitos Humanos

Nos últimos semestres o aluno passa a ensaiar a prática da profissão. Um exemplo é a matéria de Práticas Simuladas, na qual os estudantes trabalham com casos baseados na realidade.

Avançando ainda mais na parte prática, começam os estágios supervisionados, uma ótima oportunidade de entrar em contato com o mundo real e conhecer de perto como funciona a profissão. Os estágios podem ser realizados em vários ambientes (empresas de advocacia, bancos, iniciativa privada em geral…) e nas diversas áreas do Direito.

Por fim, os dois últimos semestres são dedicados também à elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). O TCC é feito sob a orientação de um professor. No final do curso, deverá ser apresentado perante uma banca examinadora.

Veja também:

Quanto ganha um advogado?

O que achou do curso de Direito? Vale a pena investir cinco anos para entrar nesse mercado de trabalho? Conte para a gente a sua opinião!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin