dcsimg

Saiba tudo sobre o curso tecnólogo em Gestão Financeira

A graduação em Gestão Financeira é bastante valorizada no mercado de trabalho. Veja como e onde fazer esse curso para turbinar a carreira!

Finanças, mercados, resultados, investimentos, operações… quem é ligado nesses assuntos certamente vai curtir o curso de Gestão Financeira.

Além de ser fácil de encontrar, oferece uma maneira rápida e prática de entrar no mercado de trabalho com o pé direito – e em uma área que só cresce no Brasil.

Aqui, a gente fala de tudo sobre o tecnólogo em Gestão Financeira: do que se trata, quanto custa, onde encontrar e como conseguir bolsas e financiamentos especiais.

Veja agora mesmo!

O curso de tecnólogo em Gestão Financeira

Você certamente já deve ter ouvido falar dos cursos de tecnólogo, aquelas formações de nível superior mais curtas, com conteúdos direcionados ao mercado de trabalho.

O de Gestão Financeira, por exemplo, pode ser feito em apenas dois anos!

Durante quatro semestres, o estudante adquire habilidades fundamentais para se dar bem nesse mercado: matemática financeira, tomada de decisões, economia, orçamento empresarial, indicadores, análises, custos, ações, oportunidades, ameaças de mercado, financiamentos, pagamentos, recebíveis, captação, investimento e muito mais.

O curso pode ser feito no formato presencial ou a distância.

Essa diversidade facilita a vida de muita gente, principalmente a de quem precisa conciliar os estudos com outras atividades (como o trabalho, por exemplo).

Em ambas as modalidades, o estudante recebe um diploma de nível superior ao final do curso, o que permite tentar vagas no mercado de trabalho, fazer pós-graduações ou mesmo disputar uma oportunidade em concursos públicos na área.

O Curso de Gestão Financeira pode ser encontrado em mais de 60 faculdades pelo país.

No entanto, é fundamental estudar em uma instituição que seja reconhecida formalmente pelo MEC. Somente a chancela do MEC dá ao diploma a validade legal no país.

O gestor financeiro pode trabalhar como como gerente, analista, supervisor e até diretor em empresas de todos os portes, no comércio, na indústria, no terceiro setor ou mesmo como empreendedor ou consultor.

O que se estuda no curso de tecnólogo em Gestão Financeira

O curso de Gestão Financeira pode até ser curto, mas tem bastante disciplina para dar conta.

Confira abaixo um exemplo de grade curricular retirada do curso oferecido pelo Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA):

  • Analise de Crédito, Cobrança e Risco
  • Análise de Custos
  • Análise de Investimentos e Fontes de Financiamento
  • Auditoria e Controladoria
  • Capital de Giro e Análise de Demonstrações Financeiras
  • Empreendedorismo
  • Gestão de Pessoas
  • Gestão de Projetos
  • Gestão Financeira
  • Legislação Social e Trabalhista
  • Matemática Financeira
  • Métodos Quantitativos
  • Modelos de Gestão
  • Modelos de Precificação de Ativos Financeiros
  • Planejamento Financeiro e Orçamentário
  • Planejamento Tributário
  • Raciocínio Lógico Matemático
  • Mercado de Capitais
  • Microeconomia

Quanto custa fazer o tecnólogo em Gestão Financeira

Além de curto e com grande aceitação no mercado de trabalho, o tecnólogo em Gestão Financeira é acessível.

Com algum investimento por mês, você já garante seu diploma de nível superior e pode dar um grande passo para o crescimento de sua carreira na área.

Quem prefere estudar presencialmente vai encontrar mensalidades que variam de R$ 500 a mais de R$ 600, dependendo do turno escolhido.

Aqueles que gostam mais do modelo a distância vão pagar um pouco menos: a partir de R$ 260, aproximadamente.

Esses valores podem mudar bastante de uma instituição para outra. O que trouxemos aqui são apenas médias encontradas em alguma das principais faculdades pelo Brasil, como a Cruzeiro do Sul Educacional (presencial) e Faculdade das Américas (FAM) – em São Paulo.

Se você não está disposto a pagar pelo curso, pode tentar estudar de graça. Para isso, é necessário caprichar nos estudos e fazer bonito no Enem. Pelo Sisu, por exemplo, é possível estudar Gestão Financeira gratuitamente em uma universidade pública. Para entrar é preciso vencer a alta concorrência devido à baixíssima oferta desse curso nas instituições federais.

Outra alternativa é o ProUni, programa que concede bolsas de estudos parciais integrais em faculdades particulares. Para isso, também é necessário ter feito bonito no Enem e encarar uma concorrência pesada no processo seletivo. O programa é o único do governo federal que distribui bolsas em cursos presenciais e a distância.

Outra saída para facilitar o pagamento do curso pode ser o FIES, o programa que financia cursos superiores a juros baixos e oferece a possibilidade de pagar a dívida em um prazo bem longo, com parcelas baixinhas. O programa exige que o participante tenha feito qualquer edição do Enem a partir de 2010 e se encaixe em alguns requisitos de renda familiar e desempenho no exame. A seleção é feita nos moldes do ProUni e do Sisu, mas aqui a concorrência é bem mais baixa.

Onde fazer o tecnólogo em Gestão Financeira

Com mais de 42 mil alunos matriculados atualmente, o curso de Gestão Financeira está se tornando bastante popular. Isso significa que cada vez mais faculdades de todo o país devem oferecer a graduação, em formatos diversos.

Por isso é tão importante saber escolher bem. Além de verificar se a instituição é reconhecida pelo MEC, uma boa avaliação do curso também é recomendável — isso garante uma entrada pela porta da frente no mundo das finanças.

Para ajudar em sua busca, a gente separou algumas instituições bem legais que oferecem o curso de Gestão Financeira em vários formatos. Descubra:

Veja também:

Confira qual é o salário de um profissional de Contabilidade

Curtiu o curso de tecnólogo em Gestão Financeira? Conte para gente se você vai optar por essa graduação!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin