Descubra como será o Enem digital e quem poderá fazer

Saiba agora como é o Enem digital e quem pode participar desse modelo do exame!

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é aplicado há mais de uma década no país e se tornou a principal porta de entrada dos estudantes brasileiros ao ensino superior.

Isso porque, além de avaliar o desempenho dos estudantes do ensino médio, o exame é utilizado como principal critério de seleção para ingressar em uma universidade pública pelo Sisu, conseguir uma bolsa de estudo por meio do ProUni ou financiar o curso pelo FIES.

como é o enem digital

Além disso, diversas instituições privadas de ensino superior aceitam a nota do exame como modo de ingresso. Tradicionalmente aplicado de forma presencial, a partir de 2020 o Enem resolveu inovar no modelo de aplicação: agora alguns alunos poderão realizar a prova no formato digital.

Veja é o Enem digital e descubra se você poderá participar!

+ Qual é a diferença entre o Enem regular e o Enem Digital?

Como é o Enem Digital? 

O Enem digital é um novo modelo de aplicação de prova, considerado mais barato e seguro, segundo o Inep, órgão organizador do exame. No Enem digital, o aluno pode realizar o exame de forma on-line, diretamente pelo computador.

No entanto, o acesso à prova não é feito da casa do candidato: assim como o modelo tradicional, o candidato realiza a prova digital nas instituições selecionadas pelo Inep.

Atualmente, ainda há limitação no número de vagas ofertadas. Na edição do Enem 2021 foram disponibilizadas 101 mil vagas, apenas 1 mil a mais do que no Enem 2020. Ainda assim, segundo o MEC, há uma estimativa de que todos os candidatos passem a realizar a prova nessa modalidade a partir de 2026.

Em relação à prova, a estrutura do exame digital é a mesma que do exame impresso. Confira:

  • Realização em 2 domingos.
  • 4 provas objetivas, com 45 questões cada uma.
  • 1 prova de redação, que deverá ser digitada em computador.

Nesses primeiros anos de aplicação, o valor cobrado da taxa de inscrição permaneceu o mesmo. No entanto, espera-se que esse custo venha a diminuir no Enem Digital nos próximos anos.

📚 Você vai prestar o Enem? Estude de graça com o Plano de Estudo Enem De Boa 📚

Como fazer o Enem Digital? 

como é o enem digitalO período de inscrição para o Enem Digital é o mesmo que para o Enem Impresso. A diferença é que a primeira versão possuiu, nos últimos anos, um limite de vagas, que foram preenchidas por ordem de inscrição, enquanto na versão impressa não há limite de vagas disponíveis.

No Enem 2021, foram disponibilizadas 101 mil vagas para a versão digital do exame. Para se inscrever no Enem digital, basta acessar o site oficial do exame na data indicada e preencher todas as informações solicitadas, optando pela versão informatizada da prova.

+ Enem Digital: tudo o que você precisa saber sobre essa modalidade da prova

Quem pode participar do Enem Digital?

Como vimos, 101 mil candidatos puderam realizar o Enem Digital 2021. Essa opção ficou disponível para participantes das seguintes capitais:

  • AC – Rio Branco – 1.200
  • AL – Arapiraca – 500
  • AL- Maceió – 1.500
  • AM – Manaus – 3.000
  • AP – Macapá – 800
  • BA – Feira de Santana 500
  • BA – Salvador -2.500
  • CE – Fortaleza – 3.100
  • CE – Quixadá – 100
  • CE – Sobral – 100
  • DF – Brasília – 4.000
  • ES – Cachoeiro de Itapemirim – 200
  • ES – Cariacica – 100
  • ES – Vila Velha – 300
  • ES – Vitória – 750
  • GO – Anápolis – 300
  • GO – Goiânia – 1.500
  • MA – Imperatriz – 300
  • MA – São Luís – 1.200
  • MG – Belo Horizonte – 5.000
  • MG – Betim – 400
  • MG – Contagem – 400
  • MG – Governador Valadares – 200
  • MG – Ipatinga – 150
  • MG – Juiz de Fora – 800
  • MG – Montes Claros – 500
  • MG – Passos – 150
  • MG – Patos de Minas – 200
  • MG – Poços de Caldas -150
  • MG – Sete Lagoas – 300
  • MG – Uberlândia – 800
  • MS – Campo Grande – 1.800
  • MS – Dourados – 200
  • MT – Cuiabá – 1.700
  • MT – Rondonópolis – 500
  • MT – Várzea Grande – 800
  • PA – Belém – 500
  • PA – Santarém – 100
  • PB – Campina Grande – 1.400
  • PB – João Pessoa – 2.300
  • PE – Caruaru – 500
  • PE – Petrolina – 500
  • PE – Recife – 2.000
  • PI – Parnaíba – 100
  • PI – Teresina – 1.400
  • PR – Apucarana – 100
  • PR – Cascavel – 500
  • PR – Curitiba – 4.250
  • PR – Francisco Beltrão – 100
  • PR – Londrina – 1.300
  • PR – Maringá – 500
  • RJ – Duque de Caxias – 300
  • RJ – Niterói – 1.500
  • RJ – Nova Iguaçu – 600
  • RJ – Petrópolis – 300
  • RJ – Rio de Janeiro – 4.000
  • RJ – São Gonçalo – 300
  • RJ – Volta Redonda – 400
  • RN – Natal – 2.300
  • RO – Porto Velho – 1.000
  • RR – Boa Vista – 50
  • RS – Bento Gonçalves – 250
  • RS – Caxias do Sul – 400
  • RS – Pelotas – 700
  • RS – Porto Alegre – 1.700
  • RS – Santa Cruz do Sul – 100
  • RS – Santa Maria – 300
  • SC – Blumenau – 400
  • SC – Brusque – 300
  • SC – Chapecó – 300
  • SC – Criciúma – 150
  • SC – Florianópolis – 800
  • SC – Joinville – 800
  • SC – São José – 400
  • SE – Aracaju – 1.400
  • SP – Americana – 400
  • SP – Barueri – 300
  • SP – Bauru – 400
  • SP – Bebedouro – 100
  • SP – Campinas – 1.500
  • SP – Franca – 800
  • SP – Guarulhos – 1.800
  • SP – Indaiatuba – 350
  • SP – Jaguariúna – 350
  • SP – Jundiaí – 450
  • SP – Limeira – 600
  • SP- Osasco – 700
  • SP – Piracicaba – 300
  • SP – Ribeirão Preto – 700
  • SP – Rio Claro – 300
  • SP – Santo André – 1.000
  • SP – Santos –  400
  • SP – São Bernardo do Campo – 2.000
  • SP – São Caetano do Sul – 350
  • SP – São José do Rio Preto – 500
  • SP – São José dos Campos – 1.000
  • SP – São Paulo – 15.000
  • SP – Sorocaba – 500
  • TO – Palmas – 1.000

Novas cidades receberão o Enem Digital gradualmente, segundo o Inep.

+ 9 coisas que você precisa saber sobre o Enem Digital

Diferença entre o Enem digital e o tradicional

Assim como a estrutura das provas é mesma, a data de aplicação também. Mas isso foi na edição do Enem 2021, porque na edição de 2020 o Enem Digital foi aplicado em outubro, antes do Enem tradicional, que foi aplicado em novembro.

como é o enem digitalNa versão digital, as questões são on-line, nos laboratórios de informática das instituições participantes. Até o momento, as provas digitais foram uma reprodução da prova impressa. Porém, segundo o Inep, existe o planejamento para que elas sejam mais interativas,  com apoio de infográficos e vídeos. O tempo de prova também permanece o mesmo: no primeiro domingo, o candidato terá cinco horas e trinta minutos para a realização do exame. Já no segundo domingo serão cinco horas de prova.

Onde estudar com a nota do Enem digital?

Assim como o Enem tradicional, a nota do Enem Digital poderá ser utilizada para ingresso em curso superior, através de programas governamentais como o Sisu, ProUni e FIES.

A pontuação também será aceita por faculdades particulares que trabalham com o sistema de ingresso direto, em que o aluno pode se matricular em uma graduação sem precisar prestar um novo vestibular.

Para se inscrever nos programas governamentais, é necessário aguardar o período de inscrições de cada um e conferir se sua nota é suficiente para ingressar no curso escolhido. Como a concorrência é grande, as notas de corte costumam ser bem altas.

Já se você deseja começar uma faculdade imediatamente, de forma prática e sem burocracia, pode utilizar a sua nota do Enem e se inscrever em curso superior presencial ou a distância por meio do ingresso direto. 

Selecionamos algumas boas faculdades, reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC, que participam de programas como o ProUni e ainda trabalham com o ingresso direto. Conheça:

As instituições listadas acima ainda oferecem diversos benefícios financeiros como descontos, bolsas de estudos e financiamentos próprios sem burocracia.

Veja também:

Descubra o que você pode fazer com a nota do Enem

Descubra como funciona a isenção da taxa do Enem

Pretende participar do Enem digital? Conta para a gente nos comentários qual curso você gostaria de fazer!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin