dcsimg

Descubra se é difícil conseguir o ProUni

Já pensou em tentar uma bolsa do ProUni? Entenda quais são as suas chances de ganhar esse benefício!

Todo semestre, o ProUni realiza o sonho de milhares de brasileiros.

Por meio de bolsas de estudos, garante o acesso ao ensino superior para que mais e mais pessoas possam se qualificar e conquistar um bom lugar no mercado de trabalho.

Mas será que é difícil conseguir esse benefício? O que precisa fazer para ganhar uma bolsa do ProUni?

Descubra agora mesmo!

Como faz para se inscrever no ProUni

Antes de saber se vai ser difícil ou fácil ganhar uma bolsa do ProUni, você precisa descobrir se cumpre os requisitos para se inscrever no processo seletivo, certo?

Pode participar do ProUni quem fez o Enem mais recente e alcançou pelo menos 450 pontos na média das provas, sem ter zerado a redação.

Se quiser concorrer a uma bolsa integral, que cobre 100% da mensalidade, precisa comprovar renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa.

Para disputar uma bolsa parcial, que cobre 50% da mensalidade, a renda familiar bruta mensal não pode ultrapassar três salários mínimos por pessoa.

Além disso, os candidatos precisam ter feito todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral de escola privada.

Professores da rede pública e pessoas com deficiência têm condições facilitadas para participar.

Ah, e como o ProUni é voltado aos estudantes mais precisam de ajuda para concluir uma faculdade, só pode entrar na disputa quem ainda não tem diploma de nível superior.

E aí, você cumpre essas condições?

Sim? Então veja a seguir se vai ser fácil conseguir o ProUni.

Não? Sem problemas! No fim desse texto a gente apresenta alternativas para você.

É difícil passar no ProUni?

Se você cumpre os requisitos de participação no ProUni, pode comemorar. Já tem meio caminho andado!

É claro que a pontuação mínima não garante entrada em 100% das vagas, pois alguns cursos são mais concorridos do que os outros.

Medicina, por exemplo, pode exigir por volta de 800 pontos, dependendo da faculdade. Arquitetura, Engenharia, Publicidade e Psicologia, chegam a ter notas de corte acima dos 700 pontos em alguns lugares.

Mas em muitas graduações é possível encontrar vagas com pontuação próxima ao mínimo solicitado para a inscrição. Artes Visuais, Comércio Exterior, Gestão Comercial, Jornalismo, Logística, Marketing, Nutrição, Pedagogia e Serviço Social são alguns exemplos de curso que, dependendo da modalidade e local de estudos, podem ter notas de corte abaixo dos 500 pontos.

Não custa reforçar: quanto maior a sua pontuação no Enem, mais chances você terá de conseguir vaga no curso dos seus sonhos.

Aumente suas chances de passar no ProUni

E para quem quiser aumentar ainda mais a probabilidade de ganhar uma bolsa do ProUni, temos uma dica de ouro.

Fique de olho nas notas de corte parciais. Elas são divulgadas diariamente e podem ser consultadas no próprio site do ProUni, aquele onde você se inscreveu.

A nota de corte parcial é um cálculo baseado nos participantes que disputam aquela vaga até o momento. Ela indica quem entraria e quem ficaria de fora caso as inscrições fossem encerradas naquele dia.

Por que é legal ficar de olho nisso? Porque com essa informação você tem uma ideia da concorrência para aquela vaga e se tem chance ou não de passar. A nota de corte ficou mais alta do que seu desempenho no Enem e você vai ficar de fora? Sem problema! Basta procurar um curso semelhante em outro turno, unidade ou faculdade (ou até mesmo modalidade de ensino, presencial ou EAD) até encontrar uma opção que aceite sua nota.

O período de inscrições do ProUni é bem curtinho, dura poucos dias. Por isso, a gente recomenda fazer a inscrição logo no início e monitorar a nota de corte diariamente.

Você pode modificar suas opções de curso quantas vezes quiser nesse período. Para fazer a seleção final o sistema vai considerar a última alteração que você gravou.

Alternativas para quem não consegue o ProUni

O ProUni é muito bom e tal. Só que talvez não se encaixe na sua realidade.

Por isso, apresentamos algumas alternativas para que você possa realizar o sonho de fazer um curso superior. Veja o que tem mais a ver com você:

  • FIES: é um programa de financiamento estudantil a juros baixos. Também usa o Enem como critério de classificação, mas as notas de corte são menos exigentes.
  • Bolsa Enem e Bolsa Vestibular: diversas instituições oferecem bolsas de estudos de até 100% aos primeiros colocados no vestibular e candidatos com bom desempenho no Enem.
  • Parcelamento Facilitado: sem burocracia, sem desempenho no Enem e sem precisar comprovar baixa renda, são várias as alternativas de pagamento que você vai encontrar por aí.
  • Descontos, convênios e promoções: tem muita promoção interessante. Várias faculdades fazem convênios que podem gerar um descontão. Sem falar nos abatimentos por pagar a mensalidade em dia, por se matricular em determinado período, etc.

Onde estudar

Separamos algumas faculdades que participam do ProUni e também oferecem uma série de bolsas, descontos e financiamentos sem burocracia. Todas elas são reconhecidas e muito bem avaliadas pelo Ministério da Educação (MEC).

Confira:

Veja também:

Entenda como saber a nota do Enem e onde estudar com ela

O que achou do ProUni? Para você é fácil ou difícil conseguir uma bolsa com esse programa? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin