dcsimg

Saiba como funciona a nota do Enem para entrar na faculdade

Resultado no Enem pode garantir vaga em faculdades públicas e particulares. Conheça as opções e saiba como usar sua nota.

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) já se tornou a principal forma de ingresso nas  universidades brasileiras. O resultado no exame pode ser usado de várias maneiras para entrar na faculdade e participar de programas de bolsas de estudo.

Então, se você vai fazer a próxima edição do Enem, saiba que se dedicar aos estudos e conseguir um bom resultado vale muito a pena.

A seguir, explicamos como você pode usar seu resultado no Enem para garantir uma vaga no ensino superior.

Em universidades públicas

Grande parte das universidades públicas brasileiras, principalmente as federais, já oferece vagas por meio do Sisu (Sistema de Seleção Unificada). 

O processo é feito pelo site do Sisu e utiliza o resultado do Enem para classificar os candidatos dentro de cada curso, turno e instituição. 

As inscrições são gratuitas e abrem nos meses de janeiro e junho. Quem deseja participar precisa ter feito o Enem do ano anterior (edição mais recente) e não pode ter zerado a redação. 

Dependendo do curso, pode ser exigida uma nota de corte (desempenho mínimo) no Enem para que os candidatos possam se inscrever. 

É o caso, por exemplo, do tão concorrido curso de Medicina: em algumas universidades, a nota de corte pode ficar acima dos 800 pontos.

As instituições também podem atribuir, para cada curso, pesos diferentes às notas das provas do Enem. 

Para entrar em Engenharia, por exemplo, a nota na prova de Matemática pode ter um peso maior. Assim, é possível que a pontuação geral do candidato, dentro do Sisu, mude de acordo com o curso escolhido.

As universidades federais que participam do Sisu têm sistemas de cotas para estudantes que fizeram o ensino médio em escola pública.

Algumas dessas instituições também participam de ações afirmativas, com cotas para candidatos indígenas, negros e pardos.

Enem como complemento do vestibular

Algumas universidades públicas, como a USP (Universidade de São Paulo), usam a nota do Enem para complementar a pontuação dos candidatos em seus vestibulares próprios.

As regras e o cálculo da pontuação variam bastante de uma instituição para outra. Para entender como funciona, é preciso consultar o edital do vestibular da universidade.

Em universidades particulares

Muitas faculdades privadas brasileiras aceitam a nota do Enem como forma de ingresso direto. 

Isso significa que, dependendo da sua pontuação e do curso escolhido, não é preciso fazer o vestibular da instituição: basta apresentar seu resultado no Enem e efetuar a matrícula.

Dependendo da universidade, é possível conseguir uma vaga mesmo com a nota de edições anteriores do Enem. 

Para alguns cursos, pode ser exigida uma nota mínima nas provas que compõem o exame. Para outros, basta não ter zerado nas provas.

Bolsas de estudo e financiamento

Candidatos com bom desempenho no Enem podem concorrer a bolsas de estudo e financiamento para cursar o ensino superior em instituições particulares. 

Esses programas de incentivo podem ser iniciativas do Governo ou oferecidos pelas próprias universidades. Os mais conhecidos, entre os programas federais, são o ProUni e o FIES.

ProUni

O ProUni (Programa Universidade para Todos) concede bolsas a estudantes de baixa renda que fizeram a última edição do Enem e que tenham cursado o ensino médio em escola pública ou com bolsa integral na rede privada. 

Para participar do ProUni, é preciso ter atingido pelo menos 450 pontos na média das provas objetivas do Enem e não ter zerado a redação.

FIES

Por meio do FIES (Fundo de Financiamento Estudantil), oferecido pelo Governo Federal, é possível conseguir financiamento a juros baixos e começar a pagar a faculdade apenas depois da formatura. 

Assim como no ProUni, é preciso ter obtido pelo menos 450 pontos no Enem e nota acima de zero na redação. 

Estudantes que escolhem cursos em áreas com maior prioridade (como saúde e formação de professores) normalmente têm mais chances de conseguir o FIES.

Faculdades com sistemas próprios de bolsas

Existem boas universidades particulares que, além de trabalharem com o ProUni ou com o FIES, também oferecem programas próprios de bolsas, descontos e financiamentos. 

São benefícios menos burocráticos e mais fáceis de conseguir do que aqueles oferecidos pelo Governo Federal. 

Dependendo da unidade e do curso, basta apresentar o resultado no Enem para já garantir uma bolsa de estudos parcial ou com nota muito boa, uma bolsa integral. 

Selecionamos, abaixo, algumas instituições privadas que, além de aceitarem o Enem como forma de ingresso, têm sistemas próprios de bolsas e incentivos. 

São instituições credenciadas e bem avaliadas pelo MEC (Ministério da Educação), o que garante que seu diploma será aceito em todo o território nacional, tanto no mercado de trabalho privado quanto em concursos públicos. Confira:

Entre em contato com a universidade de seu interesse para saber mais sobre suas opções de cursos, formas de ingresso, bolsas e descontos.

Leia mais:

Bolsa de Estudo: Tudo o que você precisa saber para conseguir uma

Saiba como se preparar para ir bem no ENEM

Você vai fazer ou já fez o Enem? Que faculdade deseja fazer? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin