Descubra como funciona a segunda chamada do Sisu

sisu segunda chamadaO Sistema de Seleção Unificada (Sisu) é o programa do governo em que os estudantes podem concorrer às universidades públicas com a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). 

O programa abre as inscrições no primeiro e no segundo semestre e todos os anos o programa oferta mais de 200 mil vagas em cursos de todas as áreas do conhecimento, por isso a concorrência é grande.

Encontre bolsas de estudo de até 80%

Mas se você não for aprovado na chamada regular, fique tranquilo, porque ainda dá para manifestar interesse na lista de espera e ter a chance de conquistar uma vaga em uma universidade pública.

Quer saber como? Continue a leitura!

Entenda como funciona o Sisu

As inscrições para o Sisu são gratuitas e acontecem exclusivamente online. Os candidatos inscritos podem escolher até duas opções de curso, em ordem de prioridade, ou seja, a primeira opção é entendida como aquela que o participante deseja mais.

O candidato pode escolher o mesmo curso em diferentes faculdades ou até mesmo cursos diferentes na mesma universidade. Veja o exemplo:

Primeira situação:

1ª opção: Medicina na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

2ª opção: Medicina na Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Segunda situação:

1ª opção: Medicina na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

2ª opção: Direito na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Terceira situação:

1ª opção: Medicina na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

2ª opção: Direito na Universidade Federal da Bahia (UFBA)

As vagas do Sisu são distribuídas de acordo com a Lei de Cotas. Por isso, os candidatos podem se inscrever nas seguintes modalidades:

  • Ampla concorrência;
  • Cotas para alunos de escola pública;
  • Cotas para alunos de escola pública e baixa renda;
  • Cotas para alunos de escola pública e ações afirmativas.

Durante o período em que as inscrições ficam abertas, os inscritos podem trocar as opções quantas vezes forem necessárias. Ao fim do dia o sistema libera uma classificação parcial, calculada de acordo com a quantidade de inscritos e de vagas em determinada modalidade, e assim é possível ver qual a sua posição no ranking em relação aos outros candidatos.

Dias após o término das inscrições o sistema libera a lista final com os classificados. Os aprovados devem fazer a matrícula nas devidas instituições de ensino e os que não foram classificados podem participar da lista de espera.

Porém, só podem participar da lista de espera os candidatos que não foram aprovados em nenhuma das opções. Por isso é tão importante escolher cada opção de curso de maneira consciente, porque se for aprovado em segunda opção, não será possível concorrer à primeira novamente.

Como funciona a segunda chamada do Sisu

É importante esclarecer que na verdade o Sisu não tem segunda chamada, apenas a chamada regular. Não entendeu? O Guia da Carreira te explica!

As outras chamadas são referentes às vagas que não foram ocupadas nas universidades. Então, o Ministério da Educação (MEC) envia a listagem de participantes que manifestaram interesse na lista de espera e as faculdades selecionam os candidatos de acordo com a quantidade de vagas disponíveis.

Por isso você deve ficar de olho no site da instituição escolhida para não deixar de ler nenhum comunicado e acompanhar todo esse processo.

É nessa fase que muitos candidatos perdem a chance de conseguir uma vaga em uma universidade! Portanto, não se esqueça de acompanhar o processo, não deixe ler o edital divulgado pela instituição, atenda aos requisitos dentro do prazo e torça bastante.

O que fazer se você não for selecionado no Sisu?

O Sisu é uma importante porta de entrada para o ensino superior, mas você tem outras alternativas caso não seja classificado na chamada regular ou nas chamadas das universidades. Veja, a seguir:

Uma das alternativas é concorrer a uma bolsa Prouni, que pode ser integral ou parcial, em uma faculdade particular. As inscrições do Programa Universidade para Todos iniciam logo após a divulgação do resultado do Sisu.

Para participar do Prouni é necessário ter feito a edição mais recente do Enem, ter tirado acima de 450 pontos na média geral da prova e não ter zerado a redação. Além disso, o interessado precisa se encaixar em um dos seguintes requisitos:

  • possuir renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo, para obter a bolsa integral;
  • renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 3 salários mínimos, para obter a bolsa parcial;
  • ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou da rede privada;
  • ter cursado o ensino médio completo em escola privada, mesmo sem bolsa de estudo;
  • ser professor da rede pública de ensino;
  • ser pessoa com deficiência.

Leia mais: + Mudanças no Prouni: governo amplia acesso ao programa

Além disso, verifique também se você pode recorrer ao financiamento do curso pelo FIES (Programa de Financiamento Estudantil). Para participar, é necessário ter feito alguma edição do Enem, a partir de 2010, ter atingido média de 450 pontos e possuir renda familiar mensal bruta, por pessoa, de até 3 salários mínimos.

+ Como quitar a dívida do FIES?

Além disso, é possível concorrer a bolsas de estudo de até 80% em mais de mil universidades pela Quero Bolsa, a maior plataforma de bolsas de estudo da América Latina. Uma das vantagens da plataforma é que o candidato não precisa comprovar renda.

Selecionamos algumas faculdades que são parceiras da Quero Bolsa para você conhecer. Clique nos links abaixo e confira as ofertas disponíveis.

Por fim, confira os cursos oferecidos em faculdades particulares reconhecidas pelo MEC. Muitas dessas instituições oferecem um ensino de excelência aos seus alunos a um valor amigável, que cabe dentro do seu orçamento e muitas vezes é possível conseguir algum tipo de bolsa de estudos.

Veja também: Entenda a diferença entre Sisu, ProUni e FIES

Saiba tudo sobre o Quero Bolsa e veja como obter uma bolsa de estudos

Pronto! Agora que você já está mais informado sobre o funcionamento do Sisu, está pensando em participar da próxima chamada? Então conta para a gente em qual curso pretende se inscrever! Deixe seu comentário no espaço logo abaixo.

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin