dcsimg

Saiba tudo sobre o edital do Enem

Veja quando sai o edital do Enem e quais as principais informações do edital que você precisa conhecer para se dar bem nas provas!

O edital do Enem é um documento publicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, o famoso Inep, órgão responsável pelo Exame.

Esse documento contém todas as informações relativas ao Enem, incluindo datas e horários, cobrindo desde o processo de inscrições até a divulgação dos resultados individuais.

Por isso, quem vai prestar o Enem deve ler com atenção o edital, sob o risco de não conseguir participar ou ser eliminado e ter que esperar mais um ano!

Neste artigo você terá uma visão geral das informações contidas no documento e descobrirá quais são os pontos mais importantes, aqueles que você não pode deixar de conferir. Acompanhe!

Edital do Enem: conheça todas as informações

O edital do Enem é um documento oficial divulgado pelo Inep, geralmente no mês de março.

Por ter caráter oficial, o edital é a fonte mais segura de informações sobre o Enem, ou seja, você pode confiar 100% no que está escrito, sem medo.

Inclusive, o site do Enem-Inep costuma divulgar um resumo com as principais datas e informações do edital de cada edição.

Porém, às vezes é preciso consultar o documento original para tirar alguma dúvida mais complicada.

Confira todas as informações que o edital apresenta:

  • Disposições preliminares: informações gerais sobre o Enem, incluindo horários das provas;
  • Cronograma do Enem: datas de início e fim do período de inscrições, pedidos de isenção, justificativa de ausência, solicitação de uso do nome social, pagamento da taxa de inscrição e aplicação das provas;
  • Objetivos: para que serve o Enem e como os candidatos podem usar suas notas;
  • Estrutura do Exame: informações sobre as provas do Exame, como número de questões e disciplinas cobradas em cada área do conhecimento;
  • Isenção da taxa de inscrição: como pedir isenção, quem tem direito e como saber se o pedido foi aceito;
  • Justificativa de ausência na edição anterior: explica como os candidatos que pediram isenção na edição anterior e faltaram às provas devem justificar a ausência, para poderem pedir novamente isenção do pagamento da taxa;
  • Recurso da solicitação de isenção: esclarece como quem teve seu pedido de isenção recusado pode recorrer;
  • Inscrição: esta parte do edital contém todas as informações sobre o processo de inscrição, incluindo o valor da taxa e solicitação de atendimentos;
  • Confirmação da inscrição: como se certificar de que a inscrição foi concluída com sucesso e registrada;
  • Local de realização do exame: informações sobre os locais onde as provas serão aplicadas;
  • Horários: traz todos os horários do Enem, incluindo abertura dos portões, fechamento e tempo de espera mínimo para deixar a sala de provas;
  • Identificação do participante: documentos aceitos e o que fazer em caso de esquecimento, furto ou roubo;
  • Orientações para os dias de prova: orienta o candidato sobre o que levar e como agir (ou não) nos dias de prova.
  • Obrigações do participante
  • Eliminações: aponta o que pode fazer um candidato ser eliminado do Enem;
  • Correção das provas: explica como é o processo de correção das provas objetivas e da redação;
  • Resultados: prazo de divulgação dos gabaritos das provas e resultados individuais, assim como instruções de acesso aos dados;
  • Disposições finais: informações adicionais sobre o Enem, as quais não constam nas outras seções do edital.

Onde e como consultar o edital do Enem

Você pode acessar e baixar o edital no site do Enem-Inep. Como mencionamos, o edital de cada edição costuma ser divulgado no mês de março. Geralmente o documento é disponibilizado nos formatos PDF, DOC e ODT.

O que fazer com o resultado do Enem

Depois de ler o edital e fazer o Enem, é hora de utilizar seu resultado para ingressar no ensino superior!

Existem quatro maneiras de usar sua nota do Enem para entrar na faculdade:

  • Participar do Sisu e tentar uma vaga em instituições públicas.
  • Se inscrever no ProUni e concorrer a uma bolsa de estudo parcial (50%) ou integral em universidade privada.
  • Concorrer a um financiamento para pagar uma faculdade privada pelo FIES.
  • Ingressar em uma universidade particular sem fazer vestibular e ainda conseguir um bom desconto na mensalidade.

Dessas opções, a última, conhecida como Ingresso Direto, é a mais rápida e sem burocracia.

Afinal, no Ingresso Direto a concorrência é menor devido ao grande número de vagas disponíveis em instituições privadas. Além disso, o candidato não precisa atender a critérios socioeconômicos como no ProUni e FIES.

Sem falar que boa parte das faculdades particulares oferece bolsas de estudo aos estudantes que usam a nota do Enem para ingressar de forma direta.

O percentual de desconto costuma ser a partir de 15% e pode aumentar conforme a pontuação do candidato no Enem.

Onde estudar com a nota do Enem

A seguir você confere quatro faculdades reconhecidas pelo MEC onde você pode usar sua nota do Enem para ingressar sem fazer vestibular.

Além de oferecerem ensino de qualidade e contarem com unidades em várias regiões do país, estas instituições disponibilizam programas de desconto, bolsas de estudo e crédito educativo sem burocracia.

Clique nos links abaixo para maiores informações:

Veja também:

Entenda a diferença entre Sisu, ProUni e FIES

Faculdades a distância que aceitam o Enem

Depois de ficar por dentro do edital do Enem, conte para nós nos comentários: qual faculdade você quer fazer?

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin