Enem: veja o que muda com a BNCC

Se você pretende fazer as próximas edições do Enem, com certeza já deve ter ouvido falar da BNCC e do Novo Ensino Médio.

Durante os últimos anos, as duas pautas estiveram entre os assuntos mais importantes nos debates sobre a educação brasileira, justamente porque a  implementação da BNCC definitiva muda não só o formato de todas as etapas da educação básica – Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio -, mas também a estrutura da principal forma de ingresso ao Ensino Superior no Brasil, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Encontre bolsas de estudo de até 80%

Informar-se sobre estes assuntos é importante pois, em um país tão grande quanto o Brasil, ter um currículo unificado é a única forma de garantir que alunos de escolas diferentes tenham acesso ao mesmo conteúdo e as mesmas chances de ingressar na faculdade.

Ficou interessado? Se você ainda tem dúvidas sobre esse assunto, continue lendo este artigo super completo que preparamos para te explicar o que é a BNCC e como ela impacta o Enem. Veja a seguir!

Afinal, o que é BNCC?

A BNCC, também conhecida como Base Nacional Comum Curricular, é um documento de caráter normativo produzido pelo Ministério da Educação, que define o conjunto de aprendizagens essenciais para cada etapa da Educação Básica (Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio).

Homologada em 2017 pelo então ministro da Educação, Mendonça Filho, a Base entrou em vigor definitivamente em 2022, mas está prevista desde 1988. No ano de 2014, a criação da Base Nacional Comum Curricular foi definida como meta pelo Plano Nacional de Educação (PNE) com o objetivo de tornar a educação mais democrática e autônoma.

A Base estabelece conhecimentos, competências (gerais e específicas) e habilidades que se espera que todos os estudantes desenvolvam ao longo da escolaridade básica.

Apesar de parecer uma simples reforma curricular, a BNCC pode ser considerada bem mais que isso, pois apresenta um conjunto de normas que irão nortear a elaboração de currículos dos sistemas educacionais e das redes de ensino locais (Estaduais e Municipais), por equipes pedagógicas de Norte a Sul do país, tanto em escolas públicas quanto em escolas particulares. 

Como a BNCC influencia a etapa do Ensino Médio?

O documento da BNCC sobre a Etapa do Ensino Médio foi reformulado ao longo do ano de 2017 e recebeu mais de 44 mil contribuições de variadas entidades representativas, dos diferentes segmentos envolvidos com a Educação Básica nas esferas federal, estadual e municipal, universidades, escolas, instituições do terceiro setor, professores e especialistas em educação brasileiros e estrangeiros, além de especialistas e gestores do MEC.

Qual é a estrutura do Novo Ensino Médio de acordo com a  BNCC?

O objetivo da BNCC é que as secretarias de educação e as escolas elaborem seus próprios currículos e projetos pedagógicos a partir das normas da BNCC, mas com total autonomia, com a aplicação das técnicas de ensino com interdisciplinaridade e flexibilidade, de modo a assegurar o respeito à diversidade e às realidades locais.

Dessa forma, o modelo único de currículo do Ensino Médio é substituído por um modelo diversificado e flexível que permite ao próprio aluno escolher em quais áreas de conhecimento quer se aprofundar, o que melhora as suas chances de inclusão no mercado de trabalho.

  • Áreas de Conhecimento: As aprendizagens essenciais definidas na BNCC do Ensino Médio estão organizadas por áreas do conhecimento.
  • Competências específicas de área: Para cada área do conhecimento, são definidas competências específicas, articuladas às respectivas competências das áreas do Ensino Fundamental, mas com as adequações necessárias à formação dos estudantes do Ensino Médio. Língua Portuguesa e Matemática são componentes obrigatórios durante os três anos de Ensino Médio.
  • Habilidades: Relacionadas a cada uma das competências, estão as habilidades a serem desenvolvidas ao longo da etapa.

Enem: veja o que muda com a BNCC - Guia da Carreira

O que são competências?

As competências são definidas como uma mobilização de conhecimentos (conceitos e procedimentos), habilidades (práticas, cognitivas e socioemocionais), atitudes e valores para resolver demandas complexas da vida cotidiana e exercer a plena cidadania no mundo do trabalho.

O objetivo da BNCC é que as competências formem o aluno por meio da educação, a partir da afirmação de valores e estímulo às ações que contribuam para a transformação da sociedade, tornando-a mais humana, socialmente justa e, também, voltada para a preservação da natureza.

O que são os itinerários formativos?

Os itinerários formativos são o conjunto de disciplinas, oficinas, projetos, núcleos de estudo, etc. que os estudantes poderão escolher ao longo do ensino médio. Estes itinerários formativos são estratégicos para a flexibilização do currículo do Ensino Médio, pois possibilitam que os estudantes escolham em quais áreas de conhecimento pretendem se especializar. 

As escolas terão autonomia para definir quais os itinerários formativos irão ofertar, e estes itinerários podem se aprofundar nos conhecimentos de uma área do conhecimento específica (Matemáticas e suas Tecnologias, Linguagens e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Ciências Humanas e Sociais Aplicadas) e da formação técnica e profissional (FTP), ou até mesmo nos conhecimentos de duas ou mais áreas e da FTP. 

O que muda no Enem com a BNCC?

De acordo com informações iniciais do Ministério da Educação, o Enem deverá se adequar à BNCC, e esta adequação será feita da seguinte forma:

1º dia de prova: As competências e habilidades das quatro áreas gerais da BNCC serão aplicadas no primeiro dia junto com a redação, mas sem a divisão por disciplinas, a fim de estimular a interpretação dos alunos.

  • Redação
  • Linguagens
  • Matemática
  • Ciências da Natureza
  • Ciências Humanas

2º dia de prova: os itinerários formativos são divididos em biológicas, exatas e humanas. Sendo assim, no segundo dia de prova o aluno fará provas específicas sobre o itinerário escolhido. 

Parece confuso, não é? Mas fique tranquilo que a reformulação definitiva do Enem ainda está em discussão, e sua aplicação adequada ai Novo Ensino Médio está prevista apenas para o ano de 2024.

Onde estudar com a nota do Enem?

Com a implementação da BNCC e do Novo Ensino Médio, muitas mudanças estão por vir, inclusive na estrutura do Enem. Mas se tem uma coisa não não vai mudar tão cedo é o reconhecimento do Enem como forma de ingresso nas universidades brasileiras.

A cada ano que passa, mais universidades aderem ao Exame, por isso, se você ainda está no Ensino Médio e nunca fez o Enem, fique de olho nas mudanças que estão por vir para conseguir uma boa nota na prova e conseguir ingressar na faculdade.

Agora, se você fez o Enem recentemente e não quer esperar o Sisu, Prouni ou Fies para conseguir uma vaga na universidade, use a nota do Enem para tentar o ingresso direto. Dessa forma você pode conseguir bolsas de estudo em universidades de todo o Brasil e para todo o período do curso.

Para te ajudar nesta busca, selecionamos algumas faculdades reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC) que permitem o ingresso via nota do Enem e oferecem vantagens exclusivas. Confira abaixo:

Leia também:
Entenda como ter um ótimo plano de estudos para o Enem
Descubra quais conteúdos você deve estudar pro ENEM

E, aí? Preparado para as mudanças que BNCC irá causar no Enem? Deixe um comentário com a sua opinião sobre este assunto.

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin