Descubra como fazer a inscrição do Enem 2020

Veja como dar o primeiro passo para fazer o Enem 2020 e entrar na faculdade desejada!

As inscrições do Enem 2020 começam daqui a pouco. Quem ficar ligado vai garantir participação num dos exames mais importantes do Brasil!

O processo é simples mas requer um bocado de informação por parte dos candidatos.

Você já sabe o que vai precisar para se inscrever?

Descubra a seguir como fazer a inscrição do Enem 2020!

Como fazer a inscrição do Enem 2020

As inscrições do Enem 2020 vão abrir em maio e ficar cerca de 10 dias à disposição dos interessados.

Todo mundo pode participar.

Para isso, basta acessar o site oficial do Enem durante o período de inscrições e informar dados básicos, como data de nascimento, CPF, endereço, e-mail, telefone, etc.

Além disso, precisa:

  • Informar a situação socioeconômica da sua família.
  • Dizer em qual escola terminou ou está terminando o ensino médio.
  • Escolher o tipo de prova de língua estrangeira preferido, inglês ou espanhol.
  • Informar se precisa de atendimento especial – gestantes, pessoas com deficiência ou dificuldade de locomoção, etc.

Inscrição para o Enem digital 2020

Em 2020, algumas pessoas vão se deparar com uma opção inédita durante a inscrição: a possibilidade de fazer o Enem digital.

É que este ano teremos a aplicação experimental das provas do Enem totalmente feitas pelo computador.

São apenas 50 mil vagas em 2020, espalhadas por 14 capitais em todas as regiões:

Região Norte

  • Belém
  • Manaus

Região Nordeste

  • João Pessoa
  • Recife

Região Centro-Oeste

  • Brasília
  • Campo Grande
  • Cuiabá
  • Goiânia

Região Sul

  • Curitiba
  • Florianópolis
  • Porto Alegre

Região Sudeste

  • Belo Horizonte
  • Rio de Janeiro
  • São Paulo

Quem preferir esse modelo vai fazer as provas mais cedo que os demais participantes: entre os dias 11 e 18 de outubro. As provas terão o mesmo nível de dificuldade, mas terão questões diferentes das que serão cobradas no Enem presencial.

Aqui, a exemplo do modelo tradicional, também tem quatro tipos diferentes de provas, o mesmo número de questões e uma redação. Elas serão aplicadas nos laboratórios de informática das escolas participantes.

A taxa de inscrição do Enem 2020

Ao finalizarem as inscrições, os candidatos vão receber um boleto com a taxa de inscrição do Enem 2020.

A nossa recomendação é de que o boleto seja pago o quanto antes, para evitar problemas. O vencimento geralmente se estende por alguns dias depois do encerramento das inscrições.

A organização do Enem só vai confirmar a inscrição das pessoas que tiverem pago a taxa dentro do prazo determinado.

O pagamento pode ser feito em agências bancárias (físicas ou pela internet), correios ou casas lotéricas.

Dias depois, é importante você acessar o site da inscrição do Enem para saber se o pagamento foi processado e sua inscrição está em ordem.

O Enem dá isenção a alunos da rede pública de ensino que estejam no último ano do ensino médio e para quem se encaixa em determinados perfis socioeconômicos. Veja mais detalhes no link que incluímos lá no final deste artigo!

Agenda do Enem 2020

Depois das inscrições, os candidatos terão ainda alguns compromissos com o Enem.

Confira:

  • Maio/ junho – Período de solicitação para quem quer utilizar o nome social.
  • Outubro – Liberação do cartão de confirmação da inscrição, que traz o endereço onde o candidato fará a prova.
  • Outubro – Aplicação do Enem digital (veja as datas acima)
  • Novembro – Aplicação do Enem tradicional (veja as datas abaixo)
  • Janeiro de 2021 – Divulgação dos resultados e início dos processos seletivos.

As provas do Enem tradicional acontecem nos dias 1º e 8 de novembro.

No primeiro domingo, os candidatos vão encarar 45 questões de Linguagens e Códigos, 45 de Ciências Humanas e uma redação.

No segundo, 45 questões de Matemática e 45 de Ciências da Natureza.

Os gabaritos oficiais saem no até o dia 11 de novembro de 2020.

Como usar o Enem 2020

Uma boa nota no Enem abre muitas portas em faculdades públicas e privadas por todo o Brasil.

Quem não teve aquele desempenho lá nas alturas não precisa desanimar: tem espaço para todo mundo nos processos seletivos de 2021!

Quando saírem os resultados do Enem 2020, um processo seletivo já estará a pleno vapor: o ingresso automático!

Aceito por centenas e centenas de faculdades particulares pelo país, essa modalidade permite entrar em praticamente qualquer curso só apresentando a nota do Enem. E não precisa ser a de 2020 apenas: vale usar a nota de edições anteriores também. As regras variam bastante, confira o regulamento na faculdade onde você quer estudar.

Pouco depois, começa o Sisu – o mais desejado por quem quer estudar em universidade pública. A edição de 2021 é aberta a quem fez o Enem 2020 e tirou nota acima de zero na redação. No entanto, a alta concorrência faz com que as notas de corte sejam bem altas.

Depois do Sisu começa o ProUni, o programa de bolsas de estudos para alunos de baixa renda que querem fazer curso superior em instituição privada. Para participar é preciso atender aos requisitos socioeconômicos e ter obtido uma boa nota no Enem 2020.

Finalizado o ProUni, os participantes do Enem terão agora uma chance de financiar um curso superior com condições facilitadas de pagamento pelo FIES. Podem participar aqueles que atendem ao critério de renda e têm bom desempenho em qualquer Enem a partir de 2010.

Antes de entrar na disputa por uma vaga no ensino superior é legal ter uma lista de locais onde estudar, formada por faculdades de alta qualidade, de preferência!

Abaixo, a gente tem algumas sugestões para você incluir aí na suas pesquisas. Conheça:

Veja também:

Veja onde fazer a inscrição para ter a isenção do Enem 2020

Está pensando em participar de qual processo seletivo com a nota do Enem 2020? Conte para a gente!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin