dcsimg

Saiba onde usar a nota do Enem 2020

Veja como usar a nota do Enem 2020 para entrar em universidades públicas e privadas. Seu resultado também pode garantir uma bolsa de estudos.

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é uma das principais formas de ingresso nas instituições de ensino superior brasileiras. 

A nota do exame pode ser usada de diversas maneiras para entrar para a faculdade e participar de programas de bolsas de estudo.

Se você vai fazer o Enem 2020, provavelmente já sabe que se preparar bem vale muito a pena. 

Dependendo da sua nota, é possível disputar uma vaga em universidades públicas, ingressar em boas faculdades sem realizar o vestibular e até estudar de graça em universidades particulares credenciadas e bem avaliadas pelo Ministério da Educação (MEC).

Explicamos, a seguir, como você pode usar a nota do Enem para conseguir uma vaga no ensino superior.

Usando o Enem 2020 para entrar na universidade pública

Instituições públicas de vários estados brasileiros oferecem vagas por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). 

O processo é todo feito pela internet e usa as notas do Enem para classificar os candidatos dentro de cada curso, turno e universidade.

As inscrições são gratuitas e abrem nos meses de janeiro e junho. Quem deseja participar, precisa ter feito o Enem do ano anterior (edição mais recente) e não pode ter zerado a prova de Redação. 

As universidades podem atribuir, dependendo do curso, um peso diferente a cada prova do Enem. 

Assim, para entrar num curso de exatas, por exemplo, pode contar mais com a sua pontuação em Matemática do que em Ciências Humanas. 

Para Letras e Jornalismo, sua nota na prova de Linguagens, provavelmente, terá maior peso do que as demais.

As universidades federais que participam do Sisu têm sistemas de cotas para estudantes que fizeram o ensino médio em escola pública. 

Algumas dessas instituições também participam de ações afirmativas, com cotas para candidatos indígenas e negros.

Nota do Enem 2020 como complemento do vestibular

Existem outras instituições públicas, como a Universidade de São Paulo (USP), que usam o resultado do Enem para complementar as notas dos candidatos em seus vestibulares próprios. 

As regras e o cálculo dessa pontuação variam de uma instituição para outra. Para saber como funciona, consulte o edital de cada vestibular.

Usando o Enem 2020 para entrar na faculdade particular

As universidades privadas, geralmente bem menos concorridas do que as instituições públicas, costumam aceitar a nota do Enem como forma de ingresso direto (sem fazer vestibular). 

Nesses casos, basta apresentar seu resultado e efetuar a matrícula no curso de seu interesse.

Algumas instituições até aceitam a nota de edições anteriores do exame. Certos cursos e universidades podem exigir um desempenho mínimo para efetuar o ingresso direto via Enem. Em outros casos, basta não ter zerado em nenhuma das provas.

Usando o Enem 2020 para conseguir bolsa ou financiamento

Estudantes com bom desempenho no Enem podem concorrer a bolsas e financiamento para estudar em faculdade de universidades privadas. 

Alguns programas de incentivo são iniciativas do governo, enquanto outros são mantidos pelas próprias universidades. 

Entre as iniciativas federais, o Programa Universidade para Todos (ProUni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) são as opções mais conhecidas.

ProUni

O ProUni concede bolsas parciais e integrais a estudantes de baixa renda que fizeram a edição mais recente do Enem e que cursaram o ensino médio em escola pública ou com bolsa 100% na rede privada.

Para se candidatar, é preciso ter atingido pelo menos 450 pontos na média das provas objetivas do Enem e não ter zerado a Redação. 

A disputa por bolsas em cursos concorridos pode ser bem acirrada – nesses casos, existe uma nota de corte e apenas os estudantes mais bem classificados conseguem as bolsas.

Fies

Por meio do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), mantido pelo governo federal, é possível conseguir financiamento a juros baixos e começar a pagar a faculdade só depois da formatura. 

Assim como no ProUni, é preciso ter obtido pelo menos 450 pontos no Enem e nota acima de zero na Redação. Estudantes que escolhem cursos em áreas com maior prioridade (como saúde e formação de professores) têm mais chances de conseguir esse financiamento.

Programas de bolsas das próprias universidades

Há ótimas universidades particulares que, além de trabalharem como ProUni ou com o Fies, mantêm sistemas próprios de bolsas e financiamento. 

São opções menos burocráticas e mais fáceis de conseguir do que as oferecidas pelo governo federal.

Dependendo do curso, basta apresentar sua nota no Enem para já garantir uma bolsa de estudos parcial. Notas muito boas podem render uma bolsa integral.

Interessou? Abaixo, listamos algumas universidades particulares que, além de aceitarem o resultado do Enem para ingresso direto, têm programas próprios de bolsas e incentivos. 

Todas elas são credenciadas pelo MEC e emitem diplomas válidos em todo o território nacional. Confira e clique sobre o nome da instituição para saber mais:

Entre em contato com a universidade de seu interesse para conhecer suas opções de cursos, modalidades (presencial ou EAD), formas de ingresso, bolsas e descontos.

Leia mais:

Bolsa de estudos: tudo o que você precisa saber para conseguir uma

Veja dicas para se dar bem no Enem

Você vai fazer o Enem? Como está se preparando para o exame? E já sabe qual faculdade deseja fazer? Deixe um comentário contando para a gente!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin