dcsimg

Saiba tudo sobre a prova do Enem 2018

O primeiro passo para fazer um bom Enem é informar-se sobre os detalhes do exame. Aqui nós vamos contar tudo para você!

Estar por dentro do cronograma do Enem 2018 é fundamental. Você sabia, por exemplo, que as provas só acontecem quase seis meses depois das inscrições?

Conhecer a fundo o que cai nas provas e como elas são aplicadas também ajuda a se dar bem no exame. Aqui vamos comentar o que cai em cada dia de Enem e também falar um pouco sobre a temida redação.

E você conhece todos os benefícios que pode conseguir com seu desempenho no exame? Além de verificar seus conhecimentos, o Enem possibilita acesso a cursos universitários e programas do governo.

Quer saber todos os detalhes do Enem 2018? Então venha com a gente e conheça agora mesmo os dados mais importantes sobre esse exame que é considerado o maior vestibular do país!

Cronograma Enem 2018

Fique atento às datas. Se você deixar passar algum dos prazos, não adianta chorar: vai ter que esperar o Enem 2019.

De 7 a 18 de maio é o período de inscrições, que são feitas pela internet, no site oficial do Enem. Nessa mesma página, você pode acessar e ler o edital, o que é muito recomendável.

Para o pagamento da taxa de inscrição de R$ 82, o prazo é um pouco maior: de 7 a 23 de maio.

Em outubro (o dia exato ainda não foi publicado), você saberá o local de sua prova, que provavelmente será em algum colégio ou instituição pública da cidade que você optou na hora da inscrição.

Em novembro chegam finalmente os dias das provas: são dois domingos, nos dias 4 e 11. As matérias que caem em cada uma dessas datas e os horários dos exames você ficará sabendo mais adiante.

No dia 14 de novembro são liberados os cadernos de questões e os gabaritos oficiais.

E em janeiro de 2019, em data ainda a ser confirmada pelo MEC, sai o resultado oficial do Enem 2018.

Inscrições Enem 2018

Para fazer a inscrição, você deve entrar no site oficial do Enem e fornecer dados como CPF, RG, e-mail e telefone. Os canais de contato têm que ser válidos e ativos, pois o Enem poderá usar essas informações para enviar notícias importantes sobre o exame.

O formulário de inscrição ainda inclui a opção da cidade em que você quer prestar o exame (o endereço exato só sai em outubro) e de prova de língua estrangeira (Espanhol ou Inglês).

Após o preenchimento, o sistema gera um boleto, no valor de R$ 82, que deverá ser pago em agências bancárias, agências dos Correios ou em casas lotéricas.

A partir do número de inscrição e da senha que você cadastrou, é possível acompanhar o andamento do processo e imprimir o seu Cartão de Confirmação de Inscrição, que pode ser solicitado nos dias das provas.

Provas Enem 2018

Tudo bem, você já sabe as datas. Mas, como serão as provas?

O conteúdo é equivalente às matérias dos três anos do ensino médio. Elas serão divididas da seguinte forma:

  • 4 de novembro: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; Ciências Humanas e suas Tecnologias; Redação.
  • 11 de novembro: Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Matemática e suas Tecnologias.

As provas começam às 13h30. Mas há uma diferença no horário para terminar: no dia 4, acabam às 19h e, no dia 11, acabam às 18h30. O horário de entrada é das 12h às 13h. Depois disso, os portões são fechados e não é mais possível o acesso.

Para não fazer parte da estatística (e dos memes!) de candidatos atrasados, procure sair de casa com bastante antecedência.

As provas são compostas por questões de múltipla escolha. São 45 perguntas de cada matéria, totalizando 180 questões nos dois dias do Enem.

A redação exige um preparo especial. Além das técnicas de texto, você tem que estar por dentro dos assuntos mais discutidos no país e no mundo. Em no máximo 30 linhas, você terá que desenvolver um raciocínio lógico e coerente, seguindo o modelo dissertativo-argumentativo.

Mas não se desespere: com a prática (você pode extrair os temas de simulados ou dos exames de anos anteriores), você acaba pegando o jeitão da coisa. Uma boa dica também é ler as correções e comentários de edições anteriores do Enem.

O que fazer com as notas do Enem 2018

Quando foi criado, há 20 anos, a função do Enem era avaliar os conhecimentos adquiridos por estudantes do ensino médio.

Esse objetivo continua valendo, mas hoje em dia o Enem significa muito mais. Com uma boa pontuação, você pode conquistar vaga em universidades de todo o país e em programas do governo que beneficiam estudantes de baixa renda. Veja mais detalhes:

  • Enem para entrar na faculdade: cada instituição tem autonomia para decidir a forma como seleciona seus alunos. Cada vez mais universidades de todo o país vêm considerando as notas do Enem como critério de classificação. Por isso, uma boa nota pode significar acesso direto a cursos presenciais ou a distância, sem a necessidade de fazer vestibular. Há também as faculdades que adotam um sistema misto. Nesses casos, você pode complementar os pontos do vestibular com a nota do Enem.
  • Enem para participar de programas do governo: caso você se encaixe nos parâmetros de renda exigidos por programas como FIES e ProUni, poderá usar a nota do Enem para tentar um desses benefícios. Só pode participar quem não zerou na redação e conseguiu pelo menos 450 pontos na média geral das provas.

Faculdades que aceitam as notas do Enem

Entre as instituições que usam as notas do Enem como critério de seleção, separamos aqui algumas para você. Elas também aderiram aos programas do governo como o FIES e o ProUni.

Além disso, todas estão credenciadas pelo Ministério da Educação (MEC), o que garante a validade do diploma em todo o território nacional. Anote:

Veja também:

Enem 2018 – saiba quais as notas de corte para cada curso

Como vai sua rotina de estudos para o Enem 2018? Acha que tem chances de conseguir boas notas? Deixe seus comentários aqui para a gente!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin