dcsimg

Descubra quando sai o resultado do Enem 2019

Veja o calendário do Enem 2019, saiba quando serão publicados os resultados e descubra como usar sua nota para entrar em uma boa faculdade.

Você está entre os 5,1 milhões de inscritos no Enem 2019? Então é bom saber desde já onde encontrar sua nota e como aproveitá-la para entrar em uma boa universidade. A seguir, apresentamos todas as informações necessárias para que você consiga se organizar. Confira!

Neste ano, as provas do Enem acontecem nos dias 3 e 10 de novembro. Alguns dias depois, no dia 13, será publicado o gabarito oficial.

A partir do gabarito, você terá uma ideia do seu desempenho geral na prova. Mas, para conhecer sua nota (aquela que valerá para os processos seletivos), será necessário esperar alguns meses: o resultado individual do Enem 2019 será publicado em janeiro de 2020.

Calendário do Enem 2019

Para não se perder em meio a tantas informações, fique de olho nas principais datas do Enem 2019:

  • 3 de novembro: realização das provas de Linguagens, Redação e Ciências Humanas.
  • 10 de novembro: realização das provas de Ciências da Natureza e Matemática.
  • 13 de novembro: publicação do gabarito oficial e dos cadernos de questões.
  • Janeiro de 2020, em data a definir: publicação dos resultados individuais.
  • Março de 2020, em data a definir: publicação dos resultados dos treineiros – estudantes do segundo ano do ensino médio ou de etapas anteriores que fazem o Enem apenas para se testar.
  • Março de 2020, em data a definir: divulgação da vista pedagógica da redação – quando cada candidato terá acesso à redação corrigida e à nota comentada.

Para acompanhar as novidades e descobrir a data exata de divulgação dos resultados do Exame, acesse com frequência o site oficial do Enem, dentro do portal do Inep, e clique na aba “Cronograma”.

Como descobrir o resultado do Enem?

Para conhecer seu resultado individual, você deverá acessar o site do Enem e entrar na Página do Participante. O sistema pedirá seu CPF, número de inscrição e senha. Pronto: ali será informada sua nota.

Gabarito x resultado do Enem

Alguns estudantes confundem a publicação do gabarito oficial do Enem com a divulgação dos resultados.

Portanto, atenção: contando seus erros e acertos a partir do gabarito, você terá apenas uma ideia do seu desempenho no Exame, pois não adianta somar suas respostas corretas para descobrir a nota.

Isso acontece porque a metodologia de cálculo das notas do Enem é mais complexa: nela, cada questão tem um peso, de acordo com seu nível de dificuldade.

O sistema também é capaz de analisar a coerência das respostas de cada candidato e estimar a quantidade de “chutes” — que valem menos na contagem de pontos. 

Assim, segundo os especialistas em avaliação, o resultado final consegue refletir com mais precisão o nível de conhecimento e as habilidades de cada estudante.

Outra etapa complexa e demorada é a correção das redações. Cada texto é corrigido manualmente por dois profissionais avaliadores e, caso haja uma diferença muito grande nas notas atribuídas por eles, a redação é enviada para a análise de um terceiro avaliador. 

Usando o Enem para entrar na faculdade

Seu resultado no Enem 2019 pode ser usado para ingressar em universidades públicas e privadas. Conheça as principais opções:

Sisu (Sistema de Seleção Unificada): processo seletivo usado por instituições públicas. As inscrições, gratuitas e 100% online, abrem duas vezes por ano, nos meses de janeiro e junho. Para participar, é preciso ter feito a edição mais recente do Enem. O cronograma de cada processo seletivo é divulgado no site oficial do Sisu, dentro do portal do MEC.

Vestibular: ingresso em faculdades públicas que não participam do Sisu. Algumas instituições, como a Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), têm vestibulares próprios e também aceitam o Enem como forma de ingresso alternativa. Para descobrir como se inscrever, é preciso ler o edital de cada processo seletivo.

Ingresso direto: sem a necessidade de se fazer um vestibular, é possível entrar em instituições da rede particular por meio da nota do Enem. Algumas instituições podem exigir um desempenho mínimo no Enem, enquanto outras pedem apenas que o estudante não tenha zerado em nenhuma das provas que compõem o exame.

ProUni (Programa Universidade para Todos) e FIES (Programa de Financiamento Estudantil): programas de incentivo ao ensino superior do governo federal. Para se inscrever nesses programas, é preciso obter pelo menos 450 pontos no Enem, não zerar a redação e cumprir alguns critérios socioeconômicos.

Bolsa de estudos concedida pela própria instituição: dependendo do curso escolhido e do seu desempenho no Enem, basta apresentar seu resultado e garantir uma bolsa parcial (ou até integral).

Onde estudar com bolsa

Conheça abaixo algumas universidades privadas que, além de trabalharem com programas do governo, têm sistemas próprios de bolsas e descontos.

São instituições bem avaliadas e reconhecidas pelo MEC — e que, portanto, emitem diplomas válidos em todo o território nacional. Confira e clique para saber mais:

Não deixe de conhecer todas as opções disponíveis para usar sua nota do Enem da melhor maneira possível. Bons estudos!

Leia mais:

Saiba como conseguir bolsa e fazer faculdade gratuitamente

Confira quando sai o resultado do Sisu 2020

Pronto para a prova do Enem? Já sabe que curso de graduação deseja fazer? Deixe um comentário contando suas expectativas para a gente!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin