dcsimg

Saiba que nota precisa tirar no Enem pra passar em Medicina

Conheça a nota mínima necessária no Enem para passar no curso de Medicina em faculdades públicas e privadas.

Não é novidade para ninguém que o curso de Medicina está entre os mais disputados nos vestibulares do país. É a graduação que apresenta as maiores notas de corte em todos os processos seletivos.

Hoje, é possível usar a nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) para entrar na faculdade de Medicina. Talvez isso reduza um pouco o estresse, já que não é necessário estudar para tantos vestibulares diferentes, mas a disputa por uma vaga permanece bem acirrada.

Veja abaixo quais são os processos seletivos para Medicina que utilizam o resultado do Enem e qual é a nota mínima para ter chance de aprovação em cada um deles.

No Sisu

O Sisu (Sistema de Seleção Unificada) oferece vagas em universidades públicas de todo o país. O sistema é mantido pelo governo federal e abre inscrições duas vezes por ano, a começar no início de cada semestre. Os candidatos a cada curso são classificados com base em suas notas do Enem.

Não é possível prever com exatidão qual será a nota de corte para as próximas edições do Sisu, já que isso depende das notas dos candidatos que disputam as mesmas vagas. Contudo, olhar para as notas mínimas registradas nos últimos anos podem ajudar a ter uma ideia do desempenho necessário.

A nota de corte média para o curso de Medicina, considerando-se o Brasil todo, foi de cerca de 780 pontos nas últimas edições do Sisu

Em 2018, a menor nota foi registrada na UFERSA (Universidade Federal Rural do Semi-Árido): 769,73. A maior, na UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte), no campus de Caicó: 901,50.

Veja quais foram as notas de corte em algumas outras universidades brasileiras que participam do Sisu:

  • Universidade do Estado do Mato Grosso: 777,76
  • Universidade Federal do Piauí: 779,25
  • Universidade Federal da Bahia: 781,25
  • Universidade Federal de Sergipe: 783,32
  • Universidade de Pernambuco: 783,98
  • Universidade Federal de Goiás: 785,25
  • Universidade Federal de São Carlos: 787,41
  • Universidade Federal do Rio Grande Do Sul: 790,74
  • Universidade Federal Fluminense: 794,86
  • Universidade Federal do Ceará: 795,88
  • Universidade Federal de Juiz de Fora: 804,28
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro: 808,94
  • Universidade de Brasília: 819,54
  • Universidade Federal do Paraná: 828,36

No ProUni

Outro processo seletivo que utiliza a nota do Enem para classificar os candidatos é o do ProUni (Programa Universidade para Todos), que distribui bolsas de estudos integrais e parciais (50%) em universidades privadas.

Quem deseja se inscrever deve cumprir alguns requisitos socioeconômicos e ter nota acima de 450 no Enem, sem zerar a Redação.

No ProUni, as notas mínimas para passar em Medicina são um pouco mais baixas do que as do Sisu. No Brasil, a média é de 763 pontos, com mínimo de 707,64 (registrada na Universidade de Marília) e máximo de 814,44 (na Faculdade de Medicina de Barbacena).

Veja as notas de corte em algumas das principais universidades particulares do país:

  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná: 737,86
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos: 749,84
  • Universidade de Cuiabá: 755,66
  • Universidade Estácio de Sá: 757,14
  • Universidade Anhembi Morumbi: 758,5
  • Faculdades Integradas Pitágoras: 758,98
  • Universidade Cidade de São Paulo: 759,84
  • Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais: 764,52
  • Pontifícia Universidade Católica de São Paulo: 769,64

No Fies

O Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), também mantido pelo governo federal, oferece financiamento a juros baixos para estudantes de faculdades particulares. 

Quem for aprovado no Fies começa a pagar as mensalidades só depois de formado. Assim como no ProUni, há algumas exigências de renda, escolaridade e desempenho no Enem (nota geral acima de 450 e acima de zero na redação).

Em Medicina, a nota de corte média é de 754,78 pontos, com máximo de 831 e mínimo de 720. Aqui estão as notas mínimas para conseguir o Fies em algumas universidades privadas:

Enem como complemento do vestibular

Existem universidades públicas e privadas que aceitam o Enem como complemento do vestibular tradicional. As regras variam de uma instituição para outra – portanto, é preciso ler o edital de cada processo seletivo.

Nas instituições particulares que oferecem a graduação em Medicina, é comum que o vestibular para esse curso seja separado dos demais. O processo seletivo, nesse caso, costuma ser mais rígido e não se basear apenas na nota do Enem.

Onde estudar

Listamos, abaixo, algumas ótimas universidades particulares que oferecem o curso de Medicina ou outras graduações na área de Saúde. 

Todas elas são reconhecidas pelo MEC (Ministério da Educação), trabalham com os programas do governo e têm sistemas próprios de bolsas e descontos. Clique para saber mais:

Você está escolhendo onde estudar? Entre em contato com as universidades para saber mais sobre cursos, bolsas de estudo e processos seletivos.

Leia também:

Curso de Medicina: carreira, mercado e onde estudar

Quanto ganha um médico?

Você pretende estudar Medicina? Como está se preparando? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin