dcsimg

Saiba as regras do Enem 2019 e veja se algo mudou

Além de focar nos estudos, quem vai fazer o Enem deve estar atento às regras do exame. Qualquer detalhe esquecido pode complicar a inscrição, por isso, fique atento!

Preparar-se para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) envolve uma atenção especial ao cronograma e a todos os detalhes para a inscrição, solicitação de isenção da taxa, material permitido no dia da prova etc.

Ou seja, além de ter que mergulhar nos estudos e preparar-se com afinco, necessário estar ligado em todos os detalhes, afinal, ninguém quer chegar no dia da prova e estar impossibilitado de prestar o exame por causa de um detalhe esquecido, não é mesmo?

Por isso, reunimos neste post as regras Enem 2019. Essas orientações devem ser cuidadosamente estudadas para que você não passe por nenhum apuro. Uma dica: anote tudo e tenha sempre por perto uma colinha, com todas as informações importantes sobre o exame.

Vamos começar?

Regras Enem 2019: tudo que você precisa saber

O Enem é cheio de regrinhas: quando pedir a gratuidade (ou isenção da taxa de matrícula); o que pode ou não levar no dia da prova, o que pode comer durante o exame, o que pode eliminá-lo do exame e muitas outras coisas. Vamos ver tudo isso passo a passo.

As regras básicas do Enem 2019

Nossa sugestão é que deixe tudo preparado com antecedência, para evitar problemas no dia da prova. Separe o que levar e garanta sua tranquilidade.

  • O que é obrigatório:
    • Documento original com foto (mais adiante terá um tópico somente sobre os documentos válidos).
    • Caneta esferográfica preta com tubo transparente.
  • O que é aconselhável:
    • O cartão de confirmação de inscrição.
    • A declaração de comparecimento impressa, para que o Chefe de Sala assine (caso precisa para comprovar a ausência no trabalho, por exemplo).
    • Lanche e sucos para consumo durante a prova.
  • O que é proibido:
    • Lápis ou lapiseira
    • Anotações, livros, manuais ou outros tipos de impressos
    • Borracha ou corretivo
    • Caneta fabricada em material não transparente
    • Fones de ouvido ou qualquer outro tipo de gravador, transmissor ou receptor de imagens, mensagens ou vídeos
    • Qualquer tipo de dispositivo eletrônico, como celular, relógio, tablet, agenda eletrônica, mp3, pen drive ou gravador.

Dias das provas do Enem 2019

O cronograma do Enem é divulgado geralmente na segunda quinzena do mês de março ou primeira quinzena de abril. Baseado em 2018, temos as seguintes datas:

  • Abril é o mês para as solicitações de isenção, divulgação dos resultados e recursos.
  • Maio é o mês de inscrições para o Exame, pagamento da taxa de inscrição e solicitação de atendimento por nome social.
  • Em outubro acontece a divulgação dos locais da provas.
  • Em novembro acontecem as provas, em dois domingos, geralmente na primeira e segunda semanas, e alguns dias depois a divulgação dos gabaritos.
  • Em janeiro são divulgados os resultados.

O início do calendário é um pouco variável, mas a publicação do edital nunca acontece após 15 de abril.

Inscrição no Enem 2019

A inscrição para o Exame deve ser feita pelo site do Enem. Não deixe para última hora, pois muitos fazem isso e sobrecarrega o site nos últimos dias. Faça tranquilamente assim que a inscrição for liberada.

Atenção:

  • Quem pediu isenção e conseguiu também deve fazer a inscrição.
  • Mantenha seu e-mail e telefone atualizados para receber as informações importantes enviadas pelo Inep.
  • Caso precise fazer alguma alteração, tem até o final das inscrições para isso. O que pode ser alterado:
    • Atualizar dados de contato
    • Trocar o município de provas
    • Mudar a opção de língua estrangeira
    • Alterar atendimento especializado e/ou específico
  • Quem precisa de algum tipo de atendimento deve fazer a solicitação durante a inscrição, e enviar um documento comprovando a necessidade.
    • Atendimento específico: gestante, idoso, lactante, estudante em classe hospitalar ou outra situação específica.
    • Atendimento especializado: autismo, baixa visão, cegueira, deficiência auditiva, deficiência física, deficiência intelectual (mental), déficit de atenção, discalculia, dislexia, surdez ou surdocegueira, visão monocular.
  • Se esquecer a sua senha, não se apavore! Você pode recuperá-la informando o CPF e a data de nascimento na Página do Participante. Uma senha será enviada ao seu email ou via SMS.

Documentos obrigatórios para o Enem 2019

Para sua identificação você precisará levar um documento original com foto. Fique ligado: tem que ser o original, cópias não são aceitas, mesmo que estejam autenticadas. Levar documento sem foto ou em formato digital também não rola, é garantia de você ficar de fora do processo.

No entanto, caso tenha acontecido um imprevisto e você consiga alguém para levar seu documento, poderá aguardar do lado de fora do local da prova, até tê-lo em mãos.

Veja quais são os documentos válidos:

  • Carteira de Identidade (RG) expedida por Secretarias de Segurança Pública, Forças Armadas, Polícia Militar e Polícia Federal.
  • Identidade expedida pelo Ministério da Justiça para estrangeiros, inclusive aqueles reconhecidos como refugiados. Uma novidade é o Protocolo Provisório de Solicitação de Refúgio emitido pelo Departamento de Polícia Federal.
  • Carteira de Registro Nacional Migratório ou Documento Provisório de Registro Nacional Migratório.
  • Identificação fornecida por ordens ou conselhos de classes cuja validade é garantida por lei, exemplo: carteira profissional de jornalista, da OAB e outras.
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social.
  • Certificado de Reservista ou de Dispensa de Incorporação.
  • Passaporte.
  • Carteira Nacional de Habilitação com fotografia.
  • Identidade funcional (carteira profissional de funcionários públicos).

Caso o documento tenha sido perdido ou roubado, é possível apresentar Boletim de Ocorrência, desde a data de registro desse não ultrapasse 90 dias do primeiro domingo de prova.

Processos seletivos em que pode ser usada a nota do Enem 2019

Os candidatos que fizerem o Enem 2019 poderão utilizar a sua nota para ingresso em universidades públicas ou privadas por meio dos programas do governo, para conseguir financiamento ou para ingressar em programas próprios de universidades privadas.

Programas do governo

  • Sisu: por meio deste programa ocorre a distribuição de vagas em universidades públicas. Para estar apto, o aluno precisa fazer o Enem 2019 e não zerar a redação.
  • ProUni: este programa distribui bolsas de estudos integrais e parciais em universidades particulares. O candidato precisa fazer o Enem 2019, conseguir mais 450 pontos, não zerar a redação e se encaixar nos critérios de renda e formação escolar do programa.
  • Fies: quem não conseguir entrar pelo Sisu ou ProUni tem outra possibilidade, que é a de financiar seu curso superior, com prazo longo e juros baixos. O Fies também considera o Enem, que pode ser qualquer edição desde 2010 e exige que o aluno tenha feito 450 pontos, no mínimo, e que não tenha zerado a redação. Critérios de renda também definem a concessão do financiamento.

Universidades privadas

Há uma variedade de instituições de ensino superior da rede privada que garantem o acesso direto via Enem.

Conheça algumas delas — são todas autorizadas e reconhecidas pelo MEC:

Algumas dessas universidades vão além e concedem descontos de acordo com a nota do candidato no Enem — excelente notícia, não é mesmo?

Essas leituras também podem interessar a você:

Dicas para obter um bom desempenho no Enem

Confira 20 matérias do Enem que você não pode deixar passar

Ficou bem informado sobre as regras do Enem 2019? Use o espaço dos comentários para tirar dúvidas, fazer sugestões e nos contar sobre sua preparação para o Exame!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin