Saiba onde ver o resultado da taxa de isenção do Enem 2020

Descubra onde será publicado o resultado dos pedidos de isenção da taxa do Enem 2020. Veja, também, como usar sua nota para entrar na faculdade.

Todos os anos, milhões de estudantes fazem o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Existe uma taxa para se inscrever no Exame – que em 2020 deve ficar em torno de R$ 90,00 –, mas há situações em que é possível pedir a isenção da cobrança: quando o participante está concluindo o ensino médio em escola pública no mesmo ano em que fará o exame e caso ele comprove ter baixa renda familiar.

Todo o processo de inscrição e solicitação da taxa de isenção do Enem é digital, realizado por meio do site oficial do exame. Quer saber como funciona? Confira abaixo.

Onde ver o resultado da isenção de taxa do Enem 2020?

O resultado das solicitações de isenção da taxa será disponibilizado na Página do Participante, dentro do site oficial do Enem – que, por sua vez, fica hospedado no portal do Inep, instituto responsável pela organização das provas.

Para acessar a Página do Participante, é necessário efetuar login, informando o CPF e a senha cadastrada.

Quando será publicado o resultado dos pedidos de isenção?

O resultado da isenção de taxa do Enem 2020 provavelmente será publicado em meados de abril. As datas exatas serão conhecidas no mês de março, quando deve ser divulgado o edital do exame.

Para ajudar você a se organizar, listamos abaixo todas as etapas e datas importantes do Enem 2020. Fique de olho:

Cronograma do Enem 2020

  • Publicação do edital: março (provável);
  • Período para a solicitação de isenção da taxa de inscrição: começo de abril (provável). Geralmente, esse período dura 10 dias;
  • Resultado da solicitação da isenção da taxa: por volta do dia 15 de abril (provável);
  • Período para recurso relacionado à solicitação de isenção da taxa: segunda quinzena de abril (provável). Esse período dura 4 dias, em média;
  • Resultado do recurso relacionado à solicitação de isenção: primeira semana de maio (provável);
  • Inscrições: primeira quinzena de maio (provável), sempre após a publicação do resultado do recurso referente à isenção;
  • Fim do prazo para pagamento da taxa de inscrição para quem não solicitou ou não obteve isenção: por volta do dia 20 de maio (provável);
  • Divulgação do cartão de confirmação da inscrição, com locais de prova: começo de outubro (provável);
  • Aplicação das provas do Enem digital (fase piloto), apenas para quem optou por esse modelo na inscrição: dias 11 e 18 de outubro (datas já definidas pelo MEC);
  • Aplicação das provas do Enem regular (impresso): dias 1º e 8 de novembro (datas já definidas pelo MEC);
  • Publicação das notas individuais: janeiro de 2021 (provável).

Um ponto que merece muita atenção: efetuar a solicitação de isenção não significa que a inscrição no Enem tenha sido realizada. Todos os estudantes que quiserem fazer o Exame – independentemente de terem pedido isenção ou não – precisam efetuar a inscrição no período estabelecido pelo edital.

Quem pode pedir isenção da taxa do Enem?

Os editais do Enem costumam permitir a solicitação de isenção nos seguintes casos:

  • Se o participante estiver cursando o último ano do ensino médio no ano de realização do Enem (2020, no caso) em escola da rede pública declarada ao Censo da Educação Básica. 
  • Se o participante tiver cursado todo o ensino médio, em anos anteriores, em escola da rede pública ou como bolsista integral em instituição privada e, além disso, tiver renda familiar igual ou inferior a 1,5 salário mínimo por pessoa.
  • Se o participante declarar situação de vulnerabilidade socioeconômica e estiver inscrito no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal). Esse cadastro tem algumas exigências: renda familiar de até meio salário mínimo por pessoa ou renda familiar mensal de até 3 salários mínimos no total. Nesse caso, é preciso informar o NIS (Número de Identificação Social) ao realizar o cadastro no site do Enem.

Atenção: todos participantes que solicitarem isenção por baixa renda precisam ter documentos que comprovem a situação declarada, como holerites, extratos e comprovantes. Em caso de fraude, o participante responderá criminalmente e será excluído do exame.

Justificativa de ausência no ano anterior

Estudantes que tenham obtido a isenção na edição anterior do Enem (2019) e não tenham comparecido aos dois dias de prova devem justificar sua ausência para solicitar novamente a isenção da taxa. 

Essas justificativas precisam ser feitas no mesmo período determinado para as solicitações de isenção e também devem ser realizadas por meio do site oficial do Enem.

Onde estudar com a nota do Enem 2020

O Enem tornou-se a principal porta de entrada em universidades públicas e privadas brasileiras. O resultado no exame é usado, por exemplo, para distribuir vagas em instituições públicas de todo o país por meio do Sisu (Sistema de Seleção Unificada).

Nas faculdades privadas, a nota pode ser usada para ingresso direto (sem fazer o vestibular) e como critério para a distribuição de bolsas de estudo – tanto por meio de programas federais, como o ProUni (Programa Universidade para Todos), quanto em programas de incentivo mantidos pelas próprias instituições de ensino.

Reunimos abaixo algumas ótimas universidades privadas reconhecidas pelo MEC que aceitam o Enem como forma de ingresso, trabalham com programas federais e mantêm iniciativas próprias de bolsas e descontos. Confira e clique para saber mais:

Gostou das opções? Não deixe de navegar pelos sites acima e se informar sobre cursos, bolsas e descontos. 

Leia também:

Veja como descobrir o local de prova do Enem

Como se dar bem no Enem

Você vai fazer o Enem 2020? Como pretende usar sua nota? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin