Saiba como se inscrever no Sisu

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) é um programa do governo em que os estudantes podem usar a nota do Enem para ingressar em uma instituição de ensino superior pública.

Encontre bolsas de estudo de até 80%

As universidades disponibilizam vagas em diversos cursos e os participantes do Enem podem se candidatar em qualquer uma delas. É possível se inscrever em instituições estaduais, universidades e institutos federais.

Seu sonho é fazer uma faculdade pública? Então saiba como se inscrever no Sisu e veja como o programa funciona.

Quem pode participar do Sisu?

O Sisu é destinado às pessoas que já concluíram o ensino médio e que querem uma vaga em uma faculdade pública. Além disso, o programa exige que o candidato tenha feito o Enem mais recente e que não tenha zerado a redação.

É muito comum que estudantes do ensino médio façam a prova do Enem para testar seus conhecimentos, porém eles não podem se inscrever no Sisu.

Como se inscrever no Sisu?

como se inscrever no sisuAs inscrições abrem no primeiro e no segundo semestre de cada ano, então o estudante tem duas chances para ingressar em uma universidade pública: no início e no meio do ano.

Todo o processo é feito online na página oficial do programa. Confira o passo a passo para fazer sua inscrição:

  1. Faça o login com a conta gov.br;
  2. Confirme alguns dados como e-mail e número de telefone;
  3. Após isso, você será redirecionado para a página de inscrições. Clique em “Fazer inscrição na 1ª opção” e pesquise as vagas disponíveis;
  4. Repita o mesmo processo para a segunda opção;
  5. Escolha a modalidade que vai concorrer. Leia com atenção, pois é necessário comprovar algumas informações no ato da matrícula;
  6. Revise os dados e clique em “Confirmar minha inscrição”.

Depois de confirmar a inscrição, o candidato pode será direcionado para a página “Minha inscrição”. Lá é possível conferir a sua classificação parcial e alterar as opções de curso.

Veja mais: + Veja 5 estratégias para se inscrever no Sisu

+ Como funciona o Sisu do 2º semestre?

Como funciona o Sisu?

As universidades públicas ofertam suas vagas e as distribuem conforme a Lei de Cotas (Lei 12.711/2012). Os candidatos podem concorrer nas seguintes modalidades:

  • Ampla concorrência;
  • Cotas para alunos de escola pública;
  • Cotas para alunos de escola pública e baixa renda;
  • Cotas para alunos de escola pública e ações afirmativas.

Os inscritos no Sisu podem escolher até duas opções de curso em diferentes instituições, em ordem de prioridade. Por isso é importante pensar bem ao fazer a sua escolha, pois o sistema seleciona os candidatos automaticamente, e se você é aprovado em uma opção de curso, não poderá concorrer à lista de espera da outra opção.

Exemplo: se na 1ª opção você escolhe Ciências Econômicas na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que é o seu sonho, mas é aprovado na 2ª opção: Administração na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e é selecionado, você não pode participar da lista de espera da UFRJ.

Durante o período de inscrições, os candidatos podem trocar as opções de cursos e faculdades. Isso porque todos os dias o sistema atualiza as notas de corte e divulga uma classificação parcial. Com isso, é possível ter uma ideia de qual é a sua posição em relação aos outros candidatos.

Apesar de o Sisu não exigir nota mínima de participação, algumas universidades podem colocar esse requisito. Além disso, é possível encontrar faculdades que dão peso em alguma área do conhecimento, a depender do curso.

Para exemplificar: se um candidato concorrer a uma vaga em Medicina, é possível que a faculdade dê peso 2 em Ciências da Natureza.

O que é nota de corte do Sisu?

As notas são calculadas automaticamente pelo sistema e é atualizada todos os dias de acordo com a quantidade de inscritos e o número de vagas. A nota de corte é o mínimo que o candidato precisa para ser aprovado em uma universidade. 

Como funciona a lista de espera do Sisu?

Após a chamada regular, os candidatos que não foram aprovados em nenhuma das opções podem participar da lista de espera. Para isso, devem manifestar interesse na primeira ou na segunda opção em que se inscreveu.

Mas diferentemente da chamada regular, a convocação da lista de espera é feita pelas instituições de ensino e não pelo sistema do Sisu. Por isso, o participante precisa acompanhar as datas e outras informações diretamente com a universidade em que manifestou interesse.

Alternativas além do Sisu

Existem outros programas do governo para quem deseja usar a nota do Enem para ingressar em uma universidade, o Programa Universidade para Todos (Prouni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Com o Prouni é possível conseguir bolsas parciais, de 50%, e de bolsas integrais, de 100%. Para as bolsas parciais é necessário comprovar renda familiar bruta per capita superior a 1,5 e inferior a 3 salários mínimos.

Já para a bolsa integral, o candidato precisa comprovar renda familiar bruta per capita inferior a 1,5 salário mínimo.

Além disso, o interessado em conseguir uma bolsa precisa se encaixar em um dos seguintes requisitos:

  • Não ter diploma de ensino superior;
  • Ter realizado o último Enem e atingido o mínimo de 450 pontos na média das notas do exame, sem zerar a redação;
  • Ter cursado o ensino médio inteiro na rede pública ou como bolsista integral em escolas particulares;
  • Ser pessoa com deficiência;
  • Ser professor da rede pública de ensino, desde que se candidate para bolsas em cursos de licenciatura.

Já com o Fies é possível financiar as mensalidades em cursos superiores. Para participar do programa também é necessário cumprir alguns requisitos, como: possuir renda familiar bruta per capita de até 3 salários mínimos; ter feito a prova do Enem a partir de 2010, ter tirado nota superior a 450 ponto e não ter zerado a redação.

Além disso, é possível usar a nota do Enem em substituição ao vestibular tradicional e até mesmo conseguir bolsas de estudo de até 80% em plataformas como a Quero Bolsa, em que não é necessário comprovar renda.

Veja: + Quem se inscreveu no Sisu pode participar do Prouni?

Faculdades que aceitam o Sisu

As universidades reconhecidas pelo MEC participam do programa. A lista de faculdades participantes varia conforme cada edição, porém não costuma mudar muito.

Conheça algumas faculdades que participam do Sisu:

Minha nota no Sisu não é suficiente, e agora?

Se você não conseguir usar a nota no Sisu, pode tentar outros programas como o Prouni ou Fies, mas também pode tentar uma bolsa de estudo em outras universidades. Selecionamos cinco faculdades reconhecidas pelo MEC e que oferecem condições especiais nas mensalidades. Confira:

Veja também: + Sisu: saiba quais são as menores notas de corte para cursos EaD

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin