dcsimg

Descubra se existe uma validade da nota do seu Enem

Prestou o Enem há alguns anos e quer saber se ainda pode usar a sua nota? Descubra tudo aqui!

O Enem existe desde 1998, e foi criado inicialmente para avaliar a qualidade do ensino médio no Brasil. Em 2010, ele sofreu importantes alterações e adquiriu o formato que mantém até hoje.

Por isso, 2010 é considerado um divisor de águas. As notas de quem fez o exame antes desse ano já não podem ser usadas para nada. Mas quem prestou o Enem de 2010 para frente ainda tem a chance, em alguns casos, de usar o resultado obtido.

Ele pode valer, por exemplo, para conseguir vaga em algumas universidades ou para pedir o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES). Por isso, se você teve um bom desempenho em anos recentes, fique atento a tudo o que vamos contar aqui.

Saiba agora mesmo mais detalhes sobre a validade do Enem e tudo o que você pode fazer com as notas obtidas no exame a partir de 2010!

A nota do Enem tem prazo de validade?

É difícil responder, já que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) está em constante evolução e as regras podem mudar a cada nova edição.

Além disso, os programas com os quais o Enem tem relação (como o ProUni e o FIES, por exemplo) também podem sofrer alterações em seus requisitos de participação.

O que podemos afirmar é que, pelo menos por enquanto, considerando as regras atuais, as notas do Enem de 2010 em diante servem para muita coisa.

Já para quem fez o Exame entre 1998 e 2009, a regra é clara: a validade das suas notas do Enem expirou.

Vamos ver agora, caso a caso, alguns dos usos mais importantes da nota do Enem e seus respectivos prazos de validade.

Validade da nota do Enem para o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES)

O FIES é uma iniciativa do governo federal que oferece financiamento das mensalidades a alunos em condição econômica desfavorável.

É uma forma de incentivo aos estudantes que, sem uma ajuda financeira, não poderiam realizar o sonho de fazer uma faculdade.

Aqui, as notas do Enem são usadas como critério de classificação. O desempenho mínimo solicitado é de 450 pontos na média geral das provas e mais do que zero na redação.

Essa é a nota mínima exigida para concorrer. Mas é claro que quanto melhor você tiver ido no Exame, mais chances terá de conseguir o benefício para a vaga desejada.

No caso do FIES, segundo as regras atuais, você pode usar notas antigas do Enem – desde que não sejam anteriores a 2010.

O FIES pode ser usado para graduações presenciais de faculdades particulares. A dívida adquirida durante o curso só começa a ser paga depois da formatura, em muitas parcelas e a juros baixos.

Muitas faculdades do Brasil inteiro aderiram ao programa. Só para citar um exemplo, a Faculdade Pitágoras de Minas Gerais e a Faculdade Anhanguera oferecem dezenas de cursos em todas as áreas e trabalham com o FIES.

Validade da nota do Enem para o Programa Universidade para Todos (ProUni)

O ProUni é outro programa criado pelo governo federal. Distribui bolsas de estudo que podem ser parciais (de 50%) ou integrais (de 100%). O benefício pode ser solicitado tanto para cursos presenciais quanto a distância.

A bolsa de estudos é diferente de um financiamento, já que o aluno não adquire nenhum tipo de dívida. Quem consegue o ProUni, portanto, pode estudar tranquilamente, sem se preocupar em ter que pagar nada depois da formatura.

Aqui, também vale o critério socioeconômico, já que o programa tem o objetivo de ajudar alunos de baixa renda a fazerem uma faculdade particular.

Assim como no FIES, as notas do Enem entram como critério de classificação dos estudantes que serão contemplados com as bolsas. E a exigência mínima é a mesma do FIES: 450 pontos ou mais na média geral das provas e mais do que zero na redação.

Mas no ProUni as notas antigas do Enem não podem ser usadas. O programa exige o desempenho do Enem mais recente.

Só em um caso o ProUni aceitará as notas do Enem de 2010 em diante: as bolsas remanescentes.

Mas o que é isso?

Bolsas remanescentes são aquelas que ficam disponíveis depois das chamadas regulares do ProUni. Se algumas vagas não forem preenchidas, elas poderão vir a ser ocupadas por estudantes que tiveram bom desempenho no Enem de anos anteriores (sempre a partir de 2010).

As faculdades participantes do ProUni são todas reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC. A Universidade Cruzeiro do Sul, por exemplo, tem grande tradição em cursos presenciais e a distância e oferece inúmeros cursos que podem ser feitos com as bolsas do ProUni.

Validade da nota do Enem para vagas em universidade públicas e privadas

Esse item vai depender de cada faculdade, já que elas têm autonomia para definir seus próprios processos seletivos.

Nas universidades públicas que aderiram ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu), só são aceitas as notas do Enem mais recente.

Mas o certo é que muitas faculdades privadas utilizam as notas do Enem como critério para selecionar alunos, e o costume é aceitar o desempenho de qualquer Enem a partir de 2010.

Há também programas de desconto que consideram o desempenho no exame. Um exemplo são os abatimentos progressivos: quanto mais pontos você tiver obtido no Exame, maior será o desconto na mensalidade. Encontramos esse benefício em faculdades como a Unicid e a Unifran, entre outras.

Faculdades que aceitam as notas do Enem a partir de 2010

Muitas instituições no Brasil inteiro aceitam as notas do Enem a partir de 2010, seja como processo seletivo, para conceder descontos, para o FIES ou para as vagas remanescentes do ProUni.

Separamos a seguir uma pequena lista de faculdades com grande tradição e estrutura no ensino universitário presencial e a distância.

Todas elas são reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC). E você já sabe: somente o aval do MEC garante a validade do diploma em todo o território nacional.

Veja também:

Enem 2018 – saiba quais as notas de corte para cada curso

E aí, você tem suas notas do Enem anteriores guardadinhas aí? Está pensando em utilizá-las para quê? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin