dcsimg

Saiba como fazer a inscrição para o Encceja 2020

Fique ligado porque a inscrição do Encceja 2020 começa daqui a pouco. Veja como fazer a sua!

Não falta muito para o Encceja 2020, o exame que possibilita a milhares de pessoas obter certificação do ensino fundamental e médio.

Para quem não terminou os estudos no tempo regular, é uma oportunidade de investir na carreira e ampliar as oportunidades no mercado de trabalho.

As inscrições são fáceis de fazer e estão disponíveis gratuitamente para todos os interessados.

A seguir, saiba como fazer a inscrição para o Encceja 2020!

Quando abre inscrição para o Encceja 2020

As inscrições para o Exame Nacional de Certificação de Competências de Jovens e Adultos devem acontecer a partir da segunda quinzena de maio, no site oficial do Encceja.

As datas exatas só serão conhecidas quando a organização divulgar o edital do exame, lá pelo final de março.

Até lá o jeito é acompanhar de perto o anúncio da abertura das inscrições por aqui ou pelos principais canais de comunicação.

As inscrições vão ficar cerca de 10 dias à disposição dos interessados.

O processo é um tanto longo e requer atenção dobrada.

Veja como fazer a seguir.

Como fazer a inscrição para o Encceja 2020

Quando as inscrições estiverem abertas, o candidato precisa acessar o site oficial do Encceja com boa disposição.

É que a organização pede bastante informação, mas nada que você não saiba.

Para entrar no site é simples: basta informar CPF e data de nascimento.

Depois vem uma série de questões básicas do tipo:

  • Sexo
  • Cor ou raça
  • Documento de identidade
  • Estado Civil
  • Nacionalidade
  • Endereço completo

Na sequência, o candidato especifica qualquer tipo de solicitação especial necessária – para quem tem deficiência física ou intelectual, gestantes, lactantes, etc.

Depois escolhe o nível de certificação do Encceja desejado, o de ensino fundamental ou ensino médio.

Também é necessário indicar a cidade onde quer fazer as provas (tem opções em todo o Brasil) e a instituição que irá emitir o certificado – geralmente secretarias de educação ou institutos federais de educação.

A penúltima etapa de inscrição é também a mais longa: o questionário socioeconômico.

Os candidatos precisam responder a uma série de perguntas sobre sua situação atual, como o número de pessoas que moram na mesa casa, o nível de escolaridade dos pais, a renda familiar e várias outras do tipo.

São todas questões de marcar, com várias opções cada uma.

Ao final, o candidato informa o número de telefone, o e-mail e cria uma senha de acesso – que deverá ser usada mais adiante para conferir os resultados, por exemplo.

Antes da finalização, todos os dados preenchidos são apresentados em tela para que o candidato faça uma revisão geral.

Se estiver tudo ok, basta confirmar a inscrição e caprichar nos estudos até o dia das provas.

Se houver algum erro, basta voltar e consertar.

As provas do Encceja 2020

Se tudo seguir de acordo com os anos anteriores, as provas do Encceja 2020 devem ser aplicadas no final de agosto.

Em um único dia, os participantes vão encarar cinco provas, em dois turnos (manhã e tarde).

Para quem busca certificação do ensino fundamental, as provas são estas:

  • Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física
  • Redação
  • Matemática
  • História e Geografia
  • Ciências Naturais

Para o ensino médio, estas:

  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias
  • Redação
  • Matemática e suas Tecnologias
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias

As provas objetivas são compostas por 30 questões; a de redação é um texto sobre um tema determinado que só será conhecido na hora.

Os resultados devem sair em dezembro de 2020.

Use o Encceja 2020 para entrar na faculdade!

Depois que conseguir o Encceja do ensino médio, o candidato pode usar o certificado para participar do Enem e, com ele, disputar vaga em uma boa faculdade.

O Enem, inclusive, tem um sistema de provas muito semelhante ao do Encceja, com quatro provas objetivas nas mesmas áreas de conhecimento (linguagens, matemática, ciências humanas e ciências da natureza) e uma redação.

Mas aqui há uma diferença essencial: o Enem abre muitas portas para quem quer entrar no ensino superior!

Veja os caminhos:

Sisu – todo mundo que fez o Enem e tirou nota acima de zero na redação pode participar desse processo seletivo e disputar vaga em universidade pública ou instituto federal de educação espalhados por todo o Brasil. É bastante concorrido, por isso quanto maior for a nota geral, mais chances! O Sisu acontece duas vezes por ano, sempre no início de cada semestre.

ProUni – Além de vagas em universidades públicas, o governo federal usa a nota do Enem para distribuir bolsas parciais e integrais em faculdades particulares por todo o Brasil. Para isso é preciso ter feito o Enem mais recente, obtido uma boa nota e se encaixar nos perfis de renda e formação escolar obrigatórios. Assim como o Sisu, o ProUni também tem duas edições por ano.

FIES – Quem não entrar no ProUni ou Sisu ainda tem a opção de buscar o FIES, um programa do governo federal que financia os estudos de forma facilitada, com juros bem abaixo dos cobrados no mercado. O programa ainda oferece a vantagem extra de só começar a cobrar as parcelas depois da formatura, e com um prazo bem generoso. Além do que, pode participar quem obteve boa nota em qualquer Enem a partir de 2010 e se encaixa no critério de renda.

Ingresso direto – Quem não quer passar por qualquer tipo de seleção pode optar pelo ingresso direto, que permite entrar em inúmeras faculdades particulares sem fazer vestibular, só apresentando a nota de qualquer Enem a partir de 2010.

Já sabe onde tentar vaga depois que fizer o Encceja e o Enem?

A gente tem algumas sugestões para você começar sua pesquisa.

Conheça:

Veja também:

Saiba tudo sobre a redação da prova do Encceja 

Vai tentar o Encceja? Pretende fazer o Enem também? Conte seus planos para a gente!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin